ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Notícias

Informação 1

A Escola Anna Nery Revista de Enfermagem está filiada ao Committee on Publication on Ethics (COPE)

Informação 3

Taxas de Publicação e Tradução de Artigos
Mais Notícias

Volume 11 , Número 2 , Abr/Jun - 2007

EDITORIAL

1  - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem: encerramento de gestão e manutenção de busca pela qualidade

Isaura Setenta Porto

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 181-183

Download

 

FAC-SÍMILE

2  - Apresentação

Antonio José Almeida Filho; Lúcia Helena Silva Corrêa Lourenço; Fernando Ramos Porto

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 184-196

Download

 

PESQUISA

3  - Biossegurança em uma unidade de terapia intensiva: a percepção da equipe de enfermagem

Chistina Feitoza Correa; Marilurde Donato

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 197-204

Resumo Download

O estudo, de cunho descritivo com abordagem qualitativa, teve como objetivos: descrever as medidas de biossegurança adotadas pela equipe de enfermagem durante a assistência prestada em UTI; identificar a percepção da equipe de enfermagem acerca da importância da adoção e implementação de medidas de biossegurança durante esta assistência e analisar as possibilidades de implementação por esta equipe de medidas de biossegurança durante esta assistência. Os dados foram obtidos por meio de observação sistemática e entrevistas com roteiro semi-estruturado, realizadas na UTI onde trabalhavam 29 profissionais de enfermagem.A análise temática das entrevistas permitiu identificar três categorias: medidas de biossegurança adotadas pela equipe de enfermagem; percepção desta equipe em relação à importância da adoção e implementação das medidas de biossegurança; e possibilidades de intervenção para a adoção e implementação de medidas de biossegurança.Verificou-se que as normas de biossegurança devem incluir as "boas práticas", possibilitando alcançar um ambiente laboral sem riscos ocupacionais.

Palavras-chave: Enfermagem do Trabalho. Biossegurança

 

4  - Acidentes com material perfurocortante: conhecendo os sentimentos e as emoções dos profissionais de enfermagem

Fernanda Aragão Lima; Patrícia Neyva da Costa Pinheiro; Neiva Francenely Cunha Vieira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 205-211

Resumo Download

O estudo objetivou conhecer os sentimentos e emoções vivenciados pelos profissionais de enfermagem ao se acidentarem com material perfurocortante em um hospital da rede pública estadual, através de uma pesquisa descritiva envolvendo 13 profissionais, no decorrer dos meses de janeiro/abril de 2004. Constatou-se que a ocorrência de acidentes de trabalho com materiais perfurocortantes pode ser favorecida pela realização de um trabalho árduo, exercido de maneira rápida, em mais de um estabelecimento de saúde, como também pela desatenção e distração. O medo diante da alteração em seu estilo de vida, da proximidade da morte e do preconceito a ser vivenciado em seu ambiente familiar, social e de trabalho, proporcionado pela possível contaminação pelos vírus HIV e hepatite B, foi o sentimento manifestado após o acidente com perfurocortantes pela maioria dos entrevistados. Aponta-se o treinamento em serviço, o aperfeiçoamento técnico e a atualização profissional desenvolvidos pelo setor de educação continuada como importantes para a minimização dos riscos de acidentes de trabalho.

Palavras-chave: Educação em Enfermagem. Riscos Ocupacionais. Equipamentos e Provisões

 

5  - O estresse e a enfermagem: a percepção das auxiliares de enfermagem de uma instituição pública

Thelma Spindola; Elizabeth Rose da Costa Martins

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 212-219

Resumo Download

Estudo descritivo em abordagem qualitativa que teve como objetivo identificar como as auxiliares de enfermagem relacionam o estresse às suas atividades diárias. Foram investigadas 15 trabalhadoras de um hospital público no município do Rio de Janeiro. A análise temática dos resultados evidenciou que o estresse é percebido como um distúrbio emocional que acarreta desequilíbrio da saúde mental, ocasionando irritação, mau humor e incapacidade para o trabalho. Não se julgam estressadas, embora algumas refiram esta sensação em certas ocasiões. Acreditam que a atividade laboral pode contribuir para o estresse pelas condições e características do trabalho que realizam. Podemos concluir que embora definam o estresse como um distúrbio e atuem em condições desfavoráveis, nem todas percebem a influência destes fatores no seu equilíbrio emocional, sendo importante que se valorize a saúde mental dos trabalhadores, especialmente os profissionais de enfermagem, que necessitam estar bem física e mentalmente para interagirem com a clientela auxiliando-os.

Palavras-chave: Estresse. Saúde do Trabalhador. Ambulatório Hospitalar

 

6  - A linguagem como ferramenta do cuidado do enfermeiro em cirurgia cardíaca

Ana Carla Dantas Cavalcanti; Maria José Coelho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 220-226

Resumo Download

Este estudo descreveu a linguagem utilizada no dia-a-dia por enfermeiros em unidade de terapia intensiva cardíaca. Apoia-se em uma abordagem qualitativa, descritiva, que utilizou a etnometodologia, envolvendo os conceitos de prática, indicialidade e noção de membro. Para a coleta de dados, foram realizadas observação participante e fotografia para captação da imagem gestual. Os resultados apontam a utilização de palavras científicas, siglas e abreviações, silêncio, gestos e palavras com significado distinto. Essa linguagem é totalmente entendida pelos membros do grupo e se apresenta de forma natural pelos atores sociais; no entanto, não é de domínio do cliente, podendo ocasionar falsas interpretações. Dessa forma, este estudo propõe uma reflexão sobre a importância de utilizar-se no cotidiano uma linguagem compreendida não só pelos profissionais, mas também pelo cliente, para que esta seja uma ferramenta do cuidar/cuidado de enfermagem.

Palavras-chave: Enfermagem. Cuidados de Enfermagem. Linguagem

 

7  - Arteterapia na assistência de enfermagem em oncologia: produções, expressões e sentidos entre pacientes e estudantes de graduação

Izabel Cristina Falcão Juvenal Barbosa; Míria Conceição Lavínas Santos; Glória da Conceição Mesquita Leitão

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 227-233

Resumo Download

O objetivo deste artigo é relatar a experiência vivida por um grupo de alunas do Curso de Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Ceará, na disciplina Administração do Processo de Trabalho em Enfermagem II, na administração do ócio dos pacientes em um hospital de Fortaleza-CE. A experiência didática foi uma representação plástica a partir do Quadro de Referência Cognitivo-Comportamental realizado em abril de 2002, e teve como sujeitos sete pacientes e seis alunas de enfermagem. A criatividade artística dos pacientes fluiu em conseqüência do diálogo do artista com sua produção. A análise das produções artísticas foi complementada pelas observações das alunas. As obras produzidas foram interpretadas com a ajuda do teste de cores de Lüscher o que permitiu inferir o comportamento e os sentimentos exteriorizados nas cores variadas selecionadas pelos pacientes.

Palavras-chave: Terapia pela Arte. Cuidados de Enfermagem. Enfermagem Oncológica

 

8  - O paciente portador de marcapasso cardíaco e a repercussão em seu estilo de vida

Mirna Albuquerque Frota; Patrice Vale Falcão; Zélia Maria de Sousa Araújo Santos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 234-239

Resumo Download

Objetivou-se discutir a repercussão no estilo de vida do paciente portador de marca-passo. Os informantes foram sete usuários que se submeteram ao implante de marca-passo definitivo no Hospital de Messejana - CE, Brasil, de maio a junho de 2004. A análise dos dados foi desenvolvida a partir da categorização dos conteúdos das entrevistas, emergindo como resultado duas categorias temáticas: condições de vida mediante a descoberta da doença e repercussão do autocuidado no estilo de vida no contexto da promoção da saúde. Conclui-se que há necessidade de formar equipes multiprofissionais para atuar com estratégias em educação em saúde, ampliando e divulgando a utilização do marca-passo definitivo, e objetivando a adesão destas pessoas à prática do autocuidado.

Palavras-chave: Estilo de Vida. Marca-Passo Artificial. Autocuidado. Educação em Saúde

 

9  - Estratégias adotadas por pessoas com Transtorno Afetivo Bipolar e a necessidade de terapêutica medicamentosa

Adriana Inocenti Miasso; Silvia Helena De Bortoli Cassiani; Luiz Jorge Pedrão

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 240-247

Resumo Download

Este estudo identificou as estratégias adotadas pela pessoa com Transtorno Afetivo Bipolar (TAB) diante da necessidade de uso contínuo de medicamentos. Foi utilizada a abordagem qualitativa, tendo como referencial metodológico a Teoria Fundamentada nos Dados, à luz do Interacionismo Simbólico. Participaram do estudo 14 pessoas com TAB que estavam em acompanhamento em uma Unidade Ambulatorial de Transtornos do Humor de um hospital universitário e 14 familiares indicados pelas mesmas. A entrevista e observação foram as principais formas de obtenção de dados. Os resultados revelaram cinco categorias que descrevem as estratégias adotadas pela pessoa com TAB: aderindo à terapêutica medicamentosa; querendo conhecer melhor o transtorno e os medicamentos; participando do grupo de psicoeducação; buscando seus direitos em relação ao acesso ao medicamento e tendo fé. Constatou-se que apesar da ambivalência em relação à adesão ao medicamento, a pessoa com TAB possui potencialidades para conviver com a situação.

Palavras-chave: Transtorno Bipolar. Automedicação. Relações Interpessoais

 

10  - Sentimentos vivenciados por mulheres submetidas a tratamento para Papillomavirus Humano

Ana Luiza Santos de Carvalho; Shirley Katiussy Soares Barros; Nilza Maria de Abreu Leitão; Rianna Nargilla Silva Nobre; Saiwori de Jesus da Silva Bezerra; Ana Karina Bezerra Pinheiro

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 248-253

Resumo Download

A carência de informações sobre o papillomavirus humano pode gerar idéias errôneas sobre o tratamento, o que interfere no contexto sócio-familiar da mulher. Com o objetivo de conhecer os sentimentos vivenciados por mulheres submetidas a tratamento de lesões por papillomavirus humano, foi realizada uma pesquisa qualitativa de natureza exploratória com 12 mulheres, baseada na obtenção e análise de depoimentos por meio de entrevista semi-estruturada. As informações foram analisadas de acordo com a literatura e dispostas em duas temáticas: Reações emocionais e Repercussões no relacionamento. Conclui-se que a mulher que está sendo submetida a tratamento de lesões por papillomavirus humano necessita de cuidados, por parte dos enfermeiros, como forma de melhor enfrentar esse período a qual está vivenciando.

Palavras-chave: Emoções. Saúde da mulher. Infecções por Papillomavirus

 

11  - Assistência de Enfermagem na opinião das mulheres com pré-eclâmpsia

Karla Joelma Bezerra Cunha; Juliana Odorico de Oliveira; Inez Sampaio Nery

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 254-260

Resumo Download

Estudo qualitativo cujo objeto é a assistência de enfermagem na ótica das mulheres com pré-eclâmpsia. Os objetivos foram descrever os motivos da hospitalização e suas expectativas; e discutir a assistência de enfermagem recebida em uma maternidade pública de Teresina - PI. A metodologia utilizada foi um formulário semi-estruturado cuja coleta dos dados foi realizada através da entrevista. Os resultados foram apresentados em categorias evidenciando como motivos mais comuns que levaram às 12 mulheres a internação: edema e cefaléia. A assistência de enfermagem prestada limitou-se à verificação da pressão arterial e administração de medicamentos. Quanto à satisfação referiram-se a realização dos procedimentos técnicos e a insatisfação destacou-se pela falta de atenção, apoio e diálogo. O relacionamento equipe de enfermagem-paciente foi considerado frio, impessoal e descompromissado. No entanto, há expectativas de maior humanização na equipe e o estabelecimento de ações confiáveis e motivacionais. Conclui-se que a assistência de enfermagem deva ser mais humana no atendimento às necessidades físicas, sociais e psicoemocionais dos clientes

Palavras-chave: Enfermagem. Cuidados de Enfermagem. Pré-eclâmpsia

 

12  - Representações sociais de mulheres sobre a amamentação: teste de associação livre de idéias acerca da interrupção precoce do aleitamento materno exclusivo

Cácia Mônica Osório; Ana Beatriz Azevedo Queiroz

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 261-267

Resumo Download

A interrupção prematura do aleitamento materno exclusivo (AME) constitui um problema com características biológicas, psicológicas e socioculturais. Este trabalho visa descrever as representações sociais da amamentação para mulheres que interromperam precocemente o AME. Foram entrevistadas 30 mulheres (15 trabalhavam no lar - Ntr, 15 trabalhavam fora - Tr) em aleitamento misto atendidas no Programa Saúde da Família do município de Resende (RJ). Os dados foram coletados de agosto a outubro de 2005 através do Teste de Associação Livre de Idéias, visando emergir associações relativas às palavras exploradas ao nível dos estereótipos sociais, seguido da análise de conteúdo de Bardin. Os dados mostraram elevada freqüência da categoria "prazer, amor e carinho", demonstrando o reconhecimento da importância do aleitamento e do leite humano. "Saúde do bebê" teve maior expressividade no grupo NTr, sugerindo que essas mulheres ancoraram a amamentação no processo saúde-doença. Concluiu-se que as mulheres reconhecem a importância de amamentar, mas não de sua exclusividade até o sexto mês.

Palavras-chave: Amamentação. Aleitamento Materno. Desmame Precoce. Pesquisa Qualitativa

 

13  - Sentimentos de mulheres soropositivas para HIV diante da impossibilidade de amamentar

Cristiane Barbosa Batista; Leila Rangel da Silva

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 268-275

Resumo Download

Pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, que tem como objetivo: analisar os sentimentos de puérperas soropositivas ao HIV, em um alojamento conjunto, diante da impossibilidade de amamentar. Para tal, foram realizadas entrevistas gravadas em fitas magnéticas no período de janeiro a maio de 2006 com 12 mulheres internadas no alojamento conjunto de dois hospitais do Município do Rio de Janeiro (Brasil). As entrevistas, depois de transcritas, permitiram a criação de cinco categorias que abrangeram sentimentos como: negação, inveja, tristeza, inutilidade, medo, impotência e aceitação. Por meio da análise destes sentimentos, observou-se que a mulher HIV positiva, impossibilitada de amamentar, vivencia uma realidade muito dolorosa que influencia seu modo de viver, sua saúde e de seu filho. Portanto, a Enfermagem precisa compreender e incorporar em seu cuidado, além dos aspectos biológicos, os emocionais, sociais e culturais que circundam a mulher, para lhe prestar uma assistência qualificada.

Palavras-chave: Enfermagem. Aleitamento Materno. SIDA. Saúde da Mulher

 

14  - Vivência de puérperas com filhos recém-nascidos hospitalizados

Maria Adelane Alves Monteiro; Ana Karina Bezerra Pinheiro; Ângela Maria Alves e Souza

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 276-282

Resumo Download

Estudo exploratório descritivo, de abordagem qualitativa, com objetivos de: caracterizar as puérperas que acompanham o filho recém-nascido hospitalizado e conhecer a vivência destas puérperas na hospitalização do filho. A coleta de informações ocorreu em uma casa de apoio, anexo de um hospital filantrópico de Sobral-CE, em abril de 2005. Utilizou-se entrevista semi-estruturada. Participaram do estudo nove mães. O referencial teórico de análise foi a Teoria do Vínculo de Pichon-Rivière. Identificamos as características socioeconômicas e obstétricas das puérperas e analisamos a experiência destas na hospitalização do filho recém-nascido, mediante investigação psicossocial e sociodinâmica. O estudo revelou sentimentos expressados pela mãe, o vínculo mãe-filho e as relações com a família e o grupo. A compreensão das relações e dos vínculos estabelecidos pela mãe com seus familiares e com o grupo no qual está inserida configura-se em um dos primeiros passos para que os enfermeiros possam favorecer a adaptação das mesmas ao processo de hospitalização do filho recém-nascido.

Palavras-chave: Período Pós-Parto. Recém-Nascido. Hospitalização. Enfermagem

 

15  - Mortalidade de infantil no município do Rio de Janeiro

Lígia Neres Matos; Erika Barretto Alves;Estela Mara Moraes Teixeira; Laila Maria Andrade Harbache; Rosane Harter Griep

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 283-288

Resumo Download

A taxa de mortalidade infantil é considerada indicador síntese da qualidade de vida e do nível de desenvolvimento de uma população. Este artigo analisa a evolução dessas taxas no Município do Rio de Janeiro, no período de 1979 a 2004, e as causas em 2004. Trata de estudo descritivo a partir do total de óbitos infantis e nascimentos ocorridos, utilizando-se os sistemas de informação produzidos pelo Ministério da Saúde. Para avaliação, segundo causa básica de morte, usou-se a Classificação Internacional de Doenças. As taxas de mortalidade infantil por mil nascidos vivos decresceram de 37,4 em 1979 para 15,1 em 2004, sendo o componente pós-neonatal o principal responsável por este declínio. Em 2004, as principais causas de óbito neonatais foram as afecções perinatais e as malformações congênitas; entre os óbitos pós-neonatais destacaram-se as doenças infecciosas e parasitárias, as causas mal definidas e as doenças respiratórias. Embora tenha sido observada queda da taxa de mortalidade infantil, esta não teve uma redução maior, devido ao pequeno declínio do componente neonatal precoce. Observou-se que a assistência à saúde da criança, no município do Rio de Janeiro, ainda deixa a desejar no que se refere à integralidade da assistência desde o período pré-natal.

Palavras-chave: Taxa de Mortalidade. Mortalidade Infantil. Mortalidade Neonatal. Mortalidade Pós-Neonatal. Epidemiologia Descritiva

 

16  - Distribuição da mortalidade por acidentes de trânsito no município do Rio de Janeiro

Luana dos Passos Gomes;Enirtes Caetano Prates Melo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 289-295

Resumo Download

Este estudo descreveu a evolução da taxa de mortalidade por acidentes de trânsito e analisou sua distribuição espacial no Município do Rio de Janeiro. Foram analisados dados sobre mortalidade por causas externas ocorridos no período de janeiro de 1996 a dezembro de 2004 utilizando-se dados do Sistema de Informação de Mortalidade. A análise foi feita com a utilização do programa TABWIN, software desenvolvido pelo DATASUS que facilita a construção de indicadores de mortalidade. Pôde-se observar uma queda significativa no coeficiente de mortalidade por acidentes de trânsito no período analisado, que parece estar relacionada à implantação do novo Código de Trânsito Brasileiro (21,4 - 8,7/100.000 habitantes). A população de adulto-jovens do sexo masculino mostrou-se largamente atingida (40,6%), e o tipo de acidente mais freqüente foi o atropelamento (65%). Os dados obtidos indicam a necessidade premente de se empreenderem ações preventivas para o trânsito, através de ações intersetoriais.

Palavras-chave: Acidentes de Trânsito. Mortalidade. Taxa de Mortalidade. Epidemiologia. Prevenção Primária

 

17  - Relações de gênero e vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis: percepções sobre a sexualidade dos adolescentes

Cibele Almeida Torres; Eveline Pinheiro Beserra; Maria Grasiela Teixeira Barroso

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 296-302

Resumo Download

As questões de gênero são primordiais para o entendimento das relações de poder na sociedade, inclusive na sexualidade. Assim, o objetivo deste estudo é analisar a influência das relações de gênero no contexto dos adolescentes e as diferentes percepções dos gêneros quanto à vulnerabilidade às doenças sexualmente transmissíveis. Trata de uma abordagem qualitativa realizada a partir da técnica de grupo focal com adolescentes de Fortaleza, Ceará, Brasil. Percebeu-se pelo diálogo com os adolescentes, que a rede social não se sente responsabilizada pela vulnerabilidade em que os jovens se encontram. Os adolescentes do grupo focal masculino sentiram necessidade de apresentarem-se livres para expressarem seus desejos sexuais, detentores do comando na relação conjugal, e as adolescentes reproduziram a condição atual de submissão feminina aos desejos masculinos. Ambos os grupos encontraram-se vulneráveis às doenças sexualmente transmissíveis. Todo formato de sociedade contribui para a permanência de paradigmas que englobam a sexualidade.

Palavras-chave: Saúde do Adolescente. Sexualidade. Vulnerabilidade. Doenças Sexualmente Transmissíveis. Identidade de Gênero

 

18  - Sexualidade humana: nível de conhecimento dos acadêmicos de Enfermagem

Lincoln Vitor Santos; Maria Pontes de Aguiar Campos; Aline de Oliveira Ribeiro; Maria Cláudia Tavares de Mattos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 303-306

Resumo Download

Trata de uma pesquisa quali-quantitativa descritiva, cujo objetivo foi verificar como o acadêmico de Enfermagem conceitua termos básicos para o entendimento do tema Sexualidade Humana. Constatou-se que o estudante possui um nível regular de conhecimentos relativos ao tema, pois, embora consiga atribuir conceitos corretos a termos mais simples, quando lhe são solicitadas definições mais detalhadas, em patamar mais profundo e que pedem uma base teórica concreta, o estudante se confunde e não consegue alcançar êxito. Tal situação exige uma reavaliação quanto à necessidade da inclusão de conteúdos curriculares sobre sexualidade, evitando o ocultamento e a invisibilidade da mesma.

Palavras-chave: Estudantes de Enfermagem. Sexualidade. Educação em Enfermagem

 

19  - Atividade de extensão: estratégia para o intercâmbio de conhecimento entre os alunos de enfermagem

Norma Valéria Dantas de Oliveira Souza; Maristela Freitas Silva; Luciana Ranauro Assumpção; Keila Suellen Moura Nunes; Fabiana Maia Morgado

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 307-312

Resumo Download

Estudo qualitativo, descritivo, tipo estudo de caso, cujo objeto foi o intercâmbio de conhecimento teórico-prático estabelecido entre os bolsistas do projeto de extensão denominado "Orientando o cliente em situação cirúrgica para diferenciar o cuidado" e os internos de Enfermagem que estagiam nos cenários das enfermarias cirúrgicas do Hospital Universitário Pedro Ernesto.
OBJETIVOS: identificar e analisar as situações e modos de ensino-aprendizagem nas quais se estabelecem intercâmbios de conhecimento teórico-prático entre internos e bolsistas e discutir a importância do projeto de extensão como uma estratégia para aquisição de conhecimento teórico-prático. Aplicou-se uma entrevista semi-estruturada a quinze internos, e, após a análise de conteúdo, verificou-se que existiu intercâmbio de conhecimento quando da realização de grupos de orientação para clientes no pré-operatório, nas orientações individuais para o autocuidado no domicílio e através do material instrucional fornecido à clientela. Além disso, verificou-se que a atividade de extensão é uma importante estratégia que favorece o ensino-aprendizagem.

Palavras-chave: Enfermagem. Estudantes de Enfermagem. Educação em Enfermagem. Extensão Comunitária

 

REFLEXÃO

20  - Alternativas para a prática docente no ensino superior de enfermagem

Juliana Rodrigues; Ivete Palmira Sanson Zagonel; Maria de Fátima Mantovani

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 313-317

Resumo Download

Reflexão teórica que objetiva apontar alternativas à prática docente nos Cursos de Graduação em Enfermagem, tendo como base as Diretrizes Curriculares Nacionais. Ressalta a necessidade de modificações da prática docente e na formação de profissionais, de acordo com as exigências atuais e, conseqüentemente, com a crescente preocupação na adequação do ensino / aprendizagem de forma crítica e reflexiva. Resgata as práticas de ensino do início do século passado aos questionamentos a respeito da reelaboração de uma nova atitude docente para a formação do enfermeiro nos dias atuais. Concluiu-se que há necessidade de um movimento e um intenso debate para que os docentes se apropriem das transformações e contribuam para a formação.

Palavras-chave: Enfermagem. Prática Profissional. Educação em Enfermagem. Ensino Superior

 

21  - Metodologia da problematização no ensino em Enfermagem: uma reflexão do vivido no PROFAE / RS

Diego Schaurich; Fernanda Beheregaray Cabral; Miriam de Abreu Almeida

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 318-324

Resumo Download

O artigo configura uma reflexão acerca da experiência de utilização da Metodologia da Problematização no ensino técnico em Enfermagem. Tem como objetivo refletir acerca de algumas possibilidades e dificuldades relacionadas à utilização no ensino técnico em Enfermagem. Para tanto, inicialmente, discorre-se acerca das bases constitutivas da Metodologia da Problematização, passando ao relato da experiência, para então, elencar algumas facilidades e limitações percebidas, quando de sua aplicação na área da saúde e Enfermagem.

Palavras-chave: Enfermagem. Ensino. Educação em Enfermagem. Papel do Técnico de Enfermagem

 

22  - Cuidado humanizado em terapia intensiva: um estudo reflexivo

Joselany Áfio Caetano; Enedina Soares; Luciene Miranda de Andrade; Roberta Maria da Ponte

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 325-330

Resumo Download

Objetivou-se neste estudo conhecer o significado da assistência humanizada prestada a pacientes em tratamento intensivo sob a ótica de dezessete profissionais de saúde que trabalhavam na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital filantrópico situado na região metropolitana da cidade de Sobral - CE, Brasil. Para a coleta de dados, utilizou-se um instrumento contendo a seguinte pergunta: Qual o significado da humanização da assistência para você? Dos dados emergiram três categorias de análise: conforto emocional; conforto físico e compromisso profissional, cuja análise revela a melhoria da assistência não configurada nos avanços da tecnologia, mas, em valores pessoais, na compreensão do verdadeiro significado do cuidado, o direcionamento da assistência ao conforto físico e emocional associado ao cuidado que visa amenizar a dor; cuidar com compromisso aplicando a prática humanística. Conclui-se que o processo de cuidar humanístico leva os profissionais a refletir acerca das suas posturas pessoais e acadêmicas, fortalecendo sempre o trabalho em equipe.

Palavras-chave: Humanização da Assistência. Unidades de Terapia Intensiva. Exercício Profissional

 

23  - Reflexões sobre deambulação e posição materna no trabalho de parto e parto

Fabiana Villela Mamede; Marli Villela Mamede; Leila Maria Geromel Dotto

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 331-336

Resumo Download

Este artigo apresenta uma reflexão sobre os fatores determinantes que levaram à mudança da posição da mulher de vertical para horizontal no processo de parturição. A institucionalização do processo de parir e nascer promoveu uma série de mudanças no assistir à mulher e à família. Muitas das práticas que preservavam o respeito à autonomia e aos valores culturais deram lugar a outros que valorizam a tecnologia, a medicalização e a intervenção. Tais mudanças não efetivaram significativa redução na mortalidade materna e neonatal, pelo contrário, promoveram a desumanização da assistência. Um novo olhar sobre o efeito da deambulação e da posição durante o trabalho de parto e parto está sendo incentivado e está dando oportunidade de evidenciar uma série de vantagens e benefícios para mãe e filho.

Palavras-chave: Trabalho de parto. Parto Obstétrico. Parto Humanizado. Medicina baseada em evidência

 

24  - Sobre conhecimento geral e específico: destaque substantivos e adjetivos para uma epistemologia da Enfermagem

Vilma de Carvalho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 337-342

Resumo Download

Temática: Trata de trabalho sobre o conhecimento geral e específico no interesse da Enfermagem - ensino e prática da arte de cuidar, com implicações para aspectos destacados de investigar a realidade e buscar respostas relativas à construção científica.
OBJETIVO: Clarear definições pertinentes ao saber, ao conhecimento em si e à investigação na enfermagem. Metodologia discursiva com abordagem filosófica no que concerne a proposições e argumentos quanto aos aspectos teóricos e práticos que abrangem o saber, a consciência (subjetividade) e a realidade (objeto estudado), no plano do pensamento e do conhecimento científico. Na análise dos aspectos destacados, alguns conceitos epistemológicos servem para conferir questões do saber profissional e da ciência enquanto correlacionadas à prática do ensino e da assistência na enfermagem. A problemática do conhecimento geral e específico condiz não só com dificuldades conceituais e de domínio do conhecimento em si, mas também com a experiência de formar a consciência crítica e a competência profissional frente aos desafios da prática total da enfermagem - ensino, pesquisa e extensão/assistência, com repercussões para a formação do perfil profissional na área da enfermagem.

Palavras-chave: Enfermagem. Epistemologia. Prática Profissional. Educação em Enfermagem

 

REVISÃO

25  - O brinquedo no hospital: uma análise da produção acadêmica dos enfermeiros brasileiros

Tânia Maria Coelho Leite; Antonieta Keiko Kakuda Shimo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 343-350

Resumo Download

Este estudo teve como objetivo analisar o conteúdo das teses e dissertações de enfermeiros brasileiros sobre a utilização do brinquedo no hospital. O levantamento dos dados foi realizado por meio de uma busca no Portal Capes, Cepen, Ibict e consulta às referências dos trabalhos, que foram analisados qualitativamente. Os objetivos mais freqüentemente encontrados referem-se à vivência da criança durante a hospitalização, ao significado e importância do brinquedo e dificuldades para sua implantação. O brinquedo foi utilizado com maior freqüência no pré e pós-operatório. A análise dos resultados obtidos nos trabalhos pautou-se nos efeitos do brinquedo sobre as crianças. Ficou evidente que, para os enfermeiros, o brinquedo é ferramenta indispensável no cuidado à criança. Portanto, recomenda-se que a prática do brinquedo / brinquedo terapêutico seja utilizada no plano de assistência de enfermagem pediátrica.

Palavras-chave: Jogos e Brinquedos. Enfermagem Pediátrica. Criança. Recreação

 

RELATO DE EXPERIÊNCIA

26  - O cotidiano das famílias que convivem com o HIV: um relato de experiência

Mariana Vieira; Maria Itayra Coelho de Souza Padilha

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 351-357

Resumo Download

Trata de um relato da experiência de prática assistencial que teve como objetivo aplicar os princípios da Teoria Humanista de Paterson e Zderad no cuidado às famílias soropositivas para o HIV que convivem com a criança também soropositiva, que frequenta em um Hospital-Dia, para seleção/delineamento dos sujeitos e consultas de enfermagem, em uma Unidade Local de Saúde, ambos em Florianópolis. Foram realizadas nove consultas de enfermagem, três com cada família; no entanto, descrevemos neste artigo a implementação com uma das famílias. Podemos afirmar que a aplicação dos princípios da teoria de Paterson e Zderad proporcionou a confirmação de que a família vem a estar melhor mediante a presença da interação, do diálogo. E nestes momentos de interação, a partir das consultas de enfermagem, detectamos as estratégias, desenvolvidas pelas mesmas, como: apoio familiar, religião, medicamentos, alimentação, lazer, carinho entre outras.

Palavras-chave: Família. Criança. HIV. Enfermagem

 

27  - Como administrar cuidados domiciliares: o custo e o preço do preparo e do trabalho da enfermagem uma experiência

Vivian Schutz; Joséte Luzia Leite; Nébia Maria Almeida de Figueiredo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 358-364

Resumo Download

Relato de experiência sobre o custo da administração de cuidados domiciliares, considerando a seleção, treinamento e supervisão do profissional. A questão norteadora baseou-se no custo da administração do cuidado domiciliar em uma instituição, que prepara os profissionais de enfermagem para realizar os cuidados. Seus objetivos foram: relatar o custo da seleção e treinamento de pessoal de enfermagem para o cuidado domiciliar; e discutir o processo de administrar os cuidados domiciliares com destaque para as facilidades e dificuldades que os profissionais de enfermagem encontram para que a assistência domiciliar seja realizada. Como metodologia foi usado o relato de atividades desenvolvidas por uma empresa que presta serviços para que sejam realizados os cuidados domiciliares. Como resultados foram elaboradas três categorias: estratégias de recrutamento e custo da seleção dos profissionais de enfermagem para a assistência domiciliar; custos com o treinamento do pessoal selecionado para assistência domiciliar; e alocação dos profissionais treinados no mercado de cuidados domiciliares e particulares. Para a realização de uma adequada assistência domiciliar, conclui-se que é necessário contar com bons profissionais de enfermagem e, para que isso ocorra, deve-se treiná-los adequadamente após o seu recrutamento e seleção.

Palavras-chave: Custos e Análise de Custo. Economia da Enfermagem

 

28  - Relato de experiência de intercâmbio brasil/canadá: conhecendo o programa interdisciplinar de intervenção

Iêda Maria Ávila Vargas Dias; Rosangela da Silva Santos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 365-369

Resumo Download

O presente artigo consiste no relato de experiência da visita de estudo realizada ao Canadá através da Bourse de Complément de Spécialisation do Faculty Enrichment Program in Brazil, concedida pela Embaixada do Canadá no Brasil. Descreve as atividades realizadas durante a visita e apresenta o Programa Interdisciplinar de Intervenção Precoce. Este programa baseia-se na experiência de intervenção por meio da abordagem inscrita na corrente da educação para a saúde, reconhece a eficácia da intervenção profissional estreitamente ligada ao grau de colaboração estabelecido entre pais e profissionais e enfatiza a importância de a família-enfermeira desenvolver e compartilhar conhecimentos e experiências. À guisa da conclusão, pode-se de dizer que, para além do alcance dos objetivos traçados na proposta da visita, inúmeros foram os ganhos advindos no desenvolvimento dessa atividade.

Palavras-chave: Intercâmbio Educacional Internacional. Educação de Pós-graduação em Enfermagem. Equipe de Assistência ao Paciente

 

COMUNICAÇÃO BREVE

29  - Os 10 anos da Escola Anna Nery Revista de Enfermagem

Isaura Setenta Porto

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 370-372

Download

 

RESUMO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

30  - Representação social da gestante residente no Marabá a respeito do pré-natal

Sebastião Junior Henrique Duarte; Sônia Maria Oliveira de Andrade

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007;11(2): 373-376

Download

Palavras-chave: Enfermagem. Saúde da mulher. Gravidez. Cuidado Pré-natal. Pesquisa qualitativa

 

© Copyright 2017 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1