ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Notícias

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem completa 20 anos

Nos dias 29 e 30 de novembro de 2017, no espaço do X SINPEn, estaremos celebrando os 20 anos da...

Informação 1

A Escola Anna Nery Revista de Enfermagem está filiada ao Committee on Publication on Ethics (COPE)

Informação 3

Taxas de Publicação e Tradução de Artigos
Mais Notícias

Volume 12 , Número 2 , Abr/Jun - 2008

EDITORIAL

1  - A prática da ciência e da arte de cuidar e as exigências à produção e difusão do conhecimento

Márcia de Assunção Ferreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 205-207

Download

 

FAC-SÍMILE

2  - A formação moral da estudante de enfermagem

Maria da Luz Barbosa Gomes; Marta Sauthier

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 208-216

Download

 

PESQUISA

3  - Literatura de cordel como meio de promoção para o aleitamento materno

Paula Marciana Pinheiro Oliveira; Cristiana Brasil de Almeida Rebouças; Lorita Marlena Freitag Pagliuca

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 217-223

Resumo Download

A poesia popular impressa, também denominada literatura de cordel, é considerada pelo povo nordestino importante expressão cultural. Folhetos sobre a amamentação são pertinentes na medida em que podem contribuir para a educação da população sobre este assunto. Objetivou-se: analisar mensagens transmitidas e linguagem adotada nos folhetos que abordem o tema da amamentação. Estudo documental, descritivo, exploratório, de caráter analítico, realizado mediante a busca sistemática de folhetos de cordel disponíveis em praças públicas de Fortaleza-CE. Foram coletados 34 folhetos. Destes, 20 abordaram temas de saúde e um retratou a amamentação. A análise deste cordel revelou que a amamentação é necessária tanto à mãe como ao bebê, trazendo benefícios mútuos. Portanto, este recurso impresso deve ser visto como significativo material de educação em saúde que o profissional pode utilizar com nutrizes.

Palavras-chave: Literatura. Promoção em Saúde. Aleitamento Materno

 

4  - Diarréia aguda em crianças menores de um ano: subsídios para o delineamento do cuidar

Ivonete Vieira Pereira; Ivone Evangelista Cabral

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 224-229

Resumo Download

Estudo quantitativo observacional descritivo, teve como fonte de dados o inquérito epidemiológico, para determinar as razões da elevada prevalência de doenças diarréicas agudas em menores de um ano em Ananindeua, Pará. A amostra foi constituída pelas famílias cadastradas no Programa Saúde da Família. Constatou-se que os fatores sócio-econômico-culturais influenciaram na ocorrência de diarréia, pois quanto menores a idade da mãe e a escolaridade maior a prevalência da doença. Esta população vive em área de ocupação, sem saneamento básico, com lixo e dejetos a céu aberto, estando abaixo da linha de pobreza. Quanto ao desmame precoce, observou-se introdução de água e chás nos primeiros 15 dias e de leite artificial no primeiro mês, havendo resistência para utilizar soro oral. Realizavam tratamento caseiro. Conclui-se que, além da reversão dos fatores estruturais, é necessário incluir questões culturais, educativas para uma política pública de cuidar.

Palavras-chave: Enfermagem. Saúde da Criança. Diarréia

 

5  - Os Doutores da Alegria na unidade de internação pediátrica: experiências da equipe de enfermagem

Roberta Ramos de Oliveira; Isabel Cristina dos Santos Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 230-236

Resumo Download

O estudo enfoca a experiência da equipe de enfermagem com a atuação dos Doutores da Alegria na unidade de internação pediátrica, tendo como objetivos: descrever os conhecimentos da equipe de enfermagem quanto à atuação dos Doutores da Alegria e analisar as experiências da equipe de enfermagem quanto a esta atuação. O estudo é de natureza qualitativa, e os sujeitos do estudo foram dez membros da equipe de enfermagem. Para a abordagem dos sujeitos, foi utilizada a entrevista não diretiva em grupo. Constata-se que a maioria das depoentes conhece a atuação dos Doutores da Alegria, sendo possível evidenciar reações e benefícios durante a hospitalização da criança, bem como a tríade de relações entre palhaços, mãe acompanhante e equipe de enfermagem. Conclui-se que os palhaços atuam como agentes facilitadores, atentando para o fato de que brincadeiras e brinquedos constituem recursos que podem/devem ser utilizados no contexto hospitalar, acarretando novos significados ao cuidar.

Palavras-chave: Equipe de Enfermagem. Criança hospitalizada. Jogos e brinquedos

 

6  - O acompanhante de criança submetida à cirúrgia cardíaca: contribuição para a enfermagem

Dominique Cavalcanti Méllo; Benedita Maria Rêgo Deusdará Rodrigues

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 237-242

Resumo Download

A experiência profissional no cuidar de crianças com cardiopatias congênitas nos levou a realizar o estudo cujo objeto foi o significado do atendimento no ambulatório de cirurgia cardíaca pediátrica, e o objetivo, apreender o típico da ação do acompanhante que traz a criança ao atendimento no ambulatório de cirurgia cardíaca. Para tanto, se utilizou a metodologia qualitativa do tipo exploratório-descritivo baseada na fenomenologia sociológica de Alfred Schutz cujos sujeitos foram os acompanhantes de crianças que realizaram cirurgia cardíaca e que retornaram para a revisão ambulatorial. As falas foram captadas com a entrevista fenomenológica, utilizando-se as seguintes questões: Qual o seu parentesco com a criança? O que espera da consulta no ambulatório? O típico da ação da acompanhante de crianças que se submeteu à cirurgia cardíaca é "obter uma boa notícia". O estudo nos fez refletir sobre a impor tância da inclusão do acompanhante como cliente do fazer cotidiano da Enfermagem Pediátrica.

Palavras-chave: Enfermagem Pediátrica. Cardiopatias Congênitas. Acompanhantes de Pacientes. Pesquisa Qualitativa

 

7  - Emblemas e rituais: reconstruindo a história da Escola de Enfermagem Hermantina Beraldo

Josefar Reis de Toledo; Tânia Cristina Franco Santos; Maria Aparecida de Araújo; Antônio José de Almeida Filho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 243-250

Resumo Download

Estudo histórico-social.
OBJETO: emblemas e rituais instituídos pela Escola de Enfermagem Hermantina Beraldo no período de 1947 a 1950. Objetivos: caracterizar a escola; enumerar os emblemas e rituais por ela utilizados e comentar as implicações da utilização desses emblemas e rituais. As fontes primárias foram documentos escritos e fotográficos pertencentes ao acervo da escola e ao acervo pessoal da professora Maria Aparecida Araújo. As fontes secundárias focalizam a História da Enfermagem Brasileira, a História do Brasil e a história da própria escola. A análise dos dados, feita com base em estudos relativos à temática do estudo, evidenciou que os emblemas e rituais, de inspiração religiosa e militar, instituídos pela escola, apontavam modelos a serem seguidos, inculcando atributos como hierarquia e disciplina, de modo a favorecer a construção da identidade da enfermeira diplomada pela Escola de Enfermagem Hermantina Beraldo.

Palavras-chave: História da Enfermagem. Escolas de Enfermagem. Emblemas e Insígnias. Rituais

 

8  - Criação e consolidação do curso de enfermagem na universidade de Brasília: uma história de tutela (1975 - 1986)

Fátima Aparecida Cardoso; Jane Lynn Garrison Dytz

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 251-257

Resumo Download

O estudo teve como objetivo resgatar a história do curso de Enfermagem da Universidade de Brasília, desde sua criação em 1975, até sua institucionalização definitiva em 1986. As fontes primárias foram depoimentos orais e documentos inscritos. Os resultados revelam que o curso foi criado com mais de 13 anos de atraso, em relação ao proposto no plano diretor, e que, mesmo depois da criação, permaneceu 12 anos sob tutela do Curso de Medicina. Na criação, não houve previsão de infraestrutura, dotação orçamentária ou quadro docente mínimo, o que prejudicou o desenvolvimento do curso. O curso enfrentou déficit de docentes, evasão discente e falta de autonomia administrativa. Os autores concluem que, mesmo em condições adversas, os docentes de Enfermagem contornaram os jogos de poder e construíram um espaço próprio.

Palavras-chave: Enfermagem. Educação em Enfermagem. História da Enfermagem

 

9  - Hepatite B: conhecimento e medidas de biossegurança e a saúde do trabalhador de enfermagem

Joziane Pinheiro; Regina Célia Gollner Zeitoune

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 258-264

Resumo Download

O estudo teve como objetivos: descrever o conhecimento dos profissionais de enfermagem acerca da doença hepatite B; analisar as medidas de biossegurança com relação à hepatite B utilizadas pelos profissionais de enfermagem; e discutir as implicações do conhecimento acerca da hepatite B e as medidas de biossegurança para a saúde do trabalhador de enfermagem. O estudo teve amostra de 44 funcionários, representando 100% dos profissionais de enfermagem do setor de clínica médica de um hospital militar do Município do Rio de janeiro. Constatou-se que a maioria dos profissionais de enfermagem desconhecia as formas de transmissão da hepatite B; um número significativo de profissionais de enfermagem não havia recebido treinamento de como proceder caso houvesse um acidente com material perfurocortante; o conhecimento das medidas de biossegurança não estava presente em toda equipe, nem todos as usavam de forma rotineira. Concluímos que os resultados indicam que alguns profissionais estariam expostos ao risco de contrair a hepatite B caso ocorresse acidente com material perfurocortante.

Palavras-chave: Saúde do Trabalhador. Enfermagem. Hepatite B

 

10  - O estilo de vida de pacientes hipertensos de um programa de exercício aeróbico: estudo na Cidade de Toluca, México

Cleotilde Garci Reza; Maria Suely Nogueira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 265-270

Resumo Download

A hipertensão arterial, assintomática e desconhecida pela maioria dos seus por tadores, é importante fator de risco para complicações cardiovasculares e renais. Este é um estudo quantitativo e descritivo. Objetivou identificar os estilos de vida associados ao incremento do descontrole da pressão ar terial em pacientes hipertensos que acodem a um programa de exercício. A coleta dos dados ocorreu num centro de saúde do município do Toluca, México, durante agosto 2006 a março 2007. Foi utilizado um questionário aplicado a 200 pacientes hipertensos, através do referencial do "Modelo de Campo de Saúde da Lalonde". O estudo mostrou que o nível de pressão do grupo estudado possui relação estatisticamente significativa com o tabagismo, consumo de álcool e tratamento. A falta do controle da pressão arterial pode propiciar a evolução de doenças cardiovasculares e coronárias.

Palavras-chave: Estilo de vida. Hipertensão. Pressão Arterial. Enfermagem

 

11  - A família no contexto do cuidado ao portador de nefropatia diabética: demanda e recursos

Gisele Fráguas ; Sônia Maria Soares; Patrícia Aparecida Barbosa Silva

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 271-277

Resumo Download

A doença renal crônica e o tratamento dialítico constituem um grande problema para a pessoa doente e sua família, modificando seus hábitos de vida. Essas mudanças exigem da família esforço, dedicação e adaptações na rotina de vida de seus membros. Objetivou-se neste estudo identificar as principais demandas e recursos da família no conviver e no cuidar de pessoas com nefropatia diabética. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, conduzida pelos pressupostos do Modelo Calgary de Avaliação da Família (MCAF), desenvolvido com sete famílias em duas unidades de terapia renal substitutiva em Belo Horizonte/MG. Os resultados da pesquisa foram apresentados sob a forma de demandas e recursos, alicerçadas num conjunto de crenças e valores que interferem no enfrentamento da doença. Os dados obtidos sugerem que cada família pesquisada possui recursos mesmo em face de demandas de saúde, alertando para a necessidade de enxergamos a família como foco do cuidado de enfermagem.

Palavras-chave: Nefropatias Diabéticas. Diálise Renal. Família. Enfermagem

 

12  - Diagnósticos de enfermagem de idosas carentes de um programa de saúde da família (PSF)

Maria José Sanches Marin; Luiz Carlos de Oliveira Cecílio; Luciane Cristine Ribeiro Rodrigues; Fabiana Aroni Ricci ; Suelaine Druzian

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 278-284

Resumo Download

Considerando que as mulheres idosas e pobres são propensas à maior vulnerabilidade nas condições de saúde, no presente estudo propôs-se a identificar os diagnósticos de enfermagem, segundo a taxonomia II de NANDA, sobre um grupo de idosas consideradas muito pobres. Foram selecionadas 69 idosas, a partir da aplicação do instrumento de Classificação Econômica Brasil (CCEB) em 301 idosos residentes na área de abrangência de um PSF. O estado de saúde das idosas foi avaliado utilizando-se a Avaliação Geriátrica Ampla (AGA), que envolve os aspectos funcionais, emocionais, sociais e ambientais. Foram identificadas 23 categorias diagnósticas nas idosas do estudo e uma média de 7,4 diagnósticos/ idosa. Entre os diagnósticos mais freqüentes destacam-se " Mobilidade física prejudicada","Dor crônica","Manutenção do lar prejudicada". Os diagnósticos revelaram-se impor tantes na caracterização das complexas necessidades apresentadas pelas idosas e no grande avanço no direcionamento da assistência.

Palavras-chave: Saúde do Idoso. Programa Saúde da Família. Mulheres. Pobreza

 

13  - A percepção ambiental entre os habitantes da região noroeste do estado do Rio de Janeiro

Livia Melo Villar; Adilson José de Almeida; Michele Christiane Andrade de Lima; Juliana Lauredo Valle de Almeida; Lilian Fiori Boechat de Souza; Vanessa Salete de Paula

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 285-290

Resumo Download

Foi desenvolvido um estudo para avaliar a percepção ambiental de indivíduos residentes do Município de Itaperuna, localizado na região Noroeste do Rio de Janeiro, Brasil. Foram selecionados 243 indivíduos, entre os meses de julho a outubro de 2005, que responderam sobre questões que abordavam a relação indivíduo/ambiente; ações individuais em favor da área ambiental; preocupação com o impacto ambiental e consumo; hábitos pessoais e ambiente. Com base na análise das respostas dos indivíduos, foi observada maior percepção ambiental em indivíduos mais velhos em relação a crianças e jovens. Este resultado demonstra que os programas de educação ambiental nesta região devem ser voltados para crianças e adolescentes, para que os mesmos se tornem adultos conscientes, uma vez que os indivíduos respondentes apresentaram grande interesse pelos temas ambientais e disposição para participar de campanhas e ações de recuperação ambiental.

Palavras-chave: Percepção. Educação Ambiental. Saúde

 

14  - Tecnologias leves em saúde e sua relação com o cuidado de enfermagem hospitalar

Denise Conceição da Silva; Neide Aparecida Titonelli Alvim; Paula Alvarenga de Figueiredo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 291-298

Resumo Download

O objeto da pesquisa foi a incorporação de tecnologias leves no contexto hospitalar, na ótica de enfermeiras, e sua relação com o cuidado de enfermagem.
OBJETIVOS: caracterizar as tecnologias consideradas leves no hospital, na ótica de enfermeiras, e analisar as concepções de enfermeiras sobre o uso dessas tecnologias no cuidado de enfermagem. Fundamentou-se na classificação dos diferentes tipos de tecnologias no trabalho em saúde e em pressupostos sobre o cuidado de enfermagem. Pesquisa exploratória, qualitativo-descritiva, desenvolvida em dois hospitais universitários na Cidade do Rio de Janeiro. Os dados foram coletados através da técnica de criatividade e sensibilidade "Almanaque", conjugada à entrevista semi-estruturada. Do discurso das enfermeiras emergiram tecnologias fundamentadas em suas experiências de cuidado. Suas concepções sobre tecnologias leves revelaram o que teoristas de enfermagem referem como atributos da relação humana no cuidado. Essas, quando discutidas no âmbito do cuidado de enfermagem, emergem como qualidades do cuidado em si.

Palavras-chave: Enfermagem Hospitalar. Cuidado de Enfermagem. Tecnologia. Humanização

 

15  - Visualização e caracterização da rede venosa perioférica: contribuição do garroteamento

Cristina Arreguy-Sena; Emília Campos de Carvalho; Claudia Benedita Santos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 299-303

Resumo Download

Estudo metodológico, com objetivo de identificar quanto o garroteamento pode interferir na visualização e caracterização do calibre das veias periféricas. Fotografias (antebraço/mão) foram avaliadas quanto aos critérios de visualização e calibre, e 19 pares tiveram concordância unânime de três avaliadores para os critérios mencionados. Estas fotos, aos pares (com e sem garrote), foram apresentadas a 61 enfermeiros intensivistas que avaliaram as mudanças entre ambas, utilizando uma escala numérica de 11 pontos (zero= ausência de modificação visual e 10= melhora máxima da visualização). Os dados submetidos à análise fatorial evidenciam que em 63,5% dos fatos houve melhora (>50%) da visualização dos vasos depois de garroteados; as fotos julgadas como sem alteração da visualização retratam veias de difícil visualização e menos calibrosas, em sua maioria. A caracterização prévia da veia quanto ao calibre, visualização e o emprego do critério visual (fotografias) pode ter interferido nas avaliações.

Palavras-chave: Enfermagem. Vasos Sangüíneos. Torniquetes. Avaliação em Enfermagem

 

16  - Representações sociais da biossegurança por profissionais de enfermagem de um serviço de emergência

Andréia Rodrigues Moura da Costa Valle; Mageany Barbosa Feitosa; Verônica Moura Diniz Araújo Maria Eliete Batista Moura; Ana Maria Ribeiro dos Santos; Claudete Ferreira de Souza Monteiro

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 304-309

Resumo Download

O estudo objetivou apreender as Representações Sociais da Biossegurança elaboradas por profissionais de Enfermagem e analisar como essas representações influenciam na prática e na qualidade da assistência. Trata-se de uma pesquisa exploratória, com base na Teoria das Representações Sociais, realizada no serviço de emergência de um hospital público, com 60 profissionais de enfermagem. Os dados foram coletados através da técnica de Associação Livre de Palavras, utilizando as palavrasestímulos: biossegurança e infecção hospitalar, processadas no software Tri Deux Mots, e fazendo Análise Fatorial de Correspondência. Os resultados mostraram que a biossegurança foi objetivada através das evocações descartex, anti-sepsia e imunização, enquanto a infecção hospitalar foi objetivada através das evocações doença e sujeira. Considera-se, finalmente, que a biossegurança ainda não foi incorporada como um conjunto de medidas necessárias ao controle da infecção hospitalar, especialmente do ponto de vista social e psicológico, predominando os aspectos epidemiológicos, biológicos e econômicos.

Palavras-chave: Enfermagem. Exposição a Agentes Biológicos. Infecção Hospitalar. Psicologia Social

 

17  - Situações de desconforto vivenciadas pelo idoso hospitalizado com a invasão do espaço pessoal e territorial

Teresa Cristina Prochet ; Maria Julia Paes da Silva

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 310-315

Resumo Download

A comunicação é a essência da vida e inerente ao ser humano, pois ela traz a possibilidade de as pessoas se relacionarem, compartilhando suas idéias, pensamentos, vivências e sentimentos. Por meio dela somos capazes de nos relacionarmos e assim construirmos uma condição de atendimento e interação com o outro. Esse estudo teve como objetivo identificar as situações de desconforto vivenciadas pelo idoso hospitalizado com a invasão do espaço territorial e pessoal. Pesquisa realizada com 30 idosos hospitalizados em hospital público do interior de São Paulo. Verificou-se que as situações de invasão territorial de desagrado dos idosos foram aquelas relacionadas ao barulho provocado pela equipe e à negligência da preservação da privacidade e das limitações do espaço do idoso. Já as de invasão pessoal estão ligadas à manipulação da unidade do cliente sem seu consentimento e ao desrespeito à intimidade com a banalização da exposição do corpo.

Palavras-chave: Idoso. Comunicação Não-verbal. Hospitalização

 

18  - Características dos grupos de pesquisa da enfermagem brasileira certificados pelo CNPq de 2005 a 2007

Alacoque Lorenzini Erdmann; Gabriela Marcellino de Melo Lanzoni

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 316-322

Resumo Download

Trata-se de um estudo documental, constituindo-se um banco de dados coletados em quatro momentos distintos: março de 2005, dezembro de 2005, agosto de 2006 e abril de 2007, dados estes referentes ao total de Grupos de Pesquisa de Enfermagem encontrados no Diretório dos Grupos de Pesquisa no Brasil do CNPq. Os resultados indicam que 92% dos grupos de pesquisa possuem de 1 a 5 linhas de pesquisa, são compostos por 11 a 15 membros, oscilando em uma média de até 8 pesquisadores, 5 doutores, 3 mestres, 3 especialistas e 7 graduandos. Logo, os grupos de pesquisa representam o lócus de produção de conhecimentos e formação de recursos humanos em pesquisa. No Brasil, houve um crescimento significativo dos grupos de pesquisa da área da Enfermagem com o incremento da produção, qualificação dos integrantes, bem como o fortalecimento das bases de investigação e a maior visibilidade e reconhecimento da inovação da Enfermagem.

Palavras-chave: Grupos de Pesquisa. Enfermagem. Saúde. Pesquisa em Enfermagem

 

19  - As questões macrossociais das drogas e o saberes dos estudantes de enfermagem

Bárbara Rodrigues Carvalho Cordeiro ; Helen Balthazar de Lima ; Luana dos Santos Vasconcellos Lima ; Bruna Kelly de Jesus Lemos ; Tiago Ribeiro Lemos ; Gertrudes Teixeira Lopes

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 323-328

Resumo Download

O objeto são as associações feitas entre o fenômeno das drogas e as questões macrossociais e profissionais na formação do estudante de graduação.
OBJETIVOS: descrever as associações feitas entre o fenômeno das drogas e as políticas de saúde internacionais, nacionais e locais e analisar a percepção dos estudantes sobre a atuação e o interesse em relação às drogas. Pesquisa quantitativa, apresenta resultados parciais de 16 faculdades de Enfermagem do Rio de Janeiro; a amostra é de 181 graduandos. Utilizou-se um questionário com escalas sobre este conhecimento, agregando três opções (concordo, indiferente e discordo). Os dados foram analisados com auxílio dos programas Epi-Info e Excell e apresentados em tabelas. Os resultados demonstraram que as políticas e programas nacionais e locais sobre o fenômeno das drogas foram abordados na graduação segundo a maioria dos estudantes, bem como tratar-se de um tema de interesse para a atuação do enfermeiro. Entretanto, em relação à abordagem das questões internacionais, houve uma distribuição semelhante entre as alternativas propostas.

Palavras-chave: Enfermagem. Estudantes de Enfermagem. Drogas ilícitas. Bebidas Alcoólicas. Conhecimento

 

20  - Visibilidade do projeto de extensão para promoção da assistência perioperatória: ponto de vista multidisciplinar

Norma Valéria Dantas de Oliveira Souza; Maristela Freitas Silva; Keila Sullen de Moura Nunes; Luciana Ranauro Assumpção; Fabiana Maia Morgado; Luanna Klarem de Azevedo Amorin

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 329-333

Resumo Download

Pesquisa qualitativa, cujo objeto foi a visibilidade do projeto de extensão "Orientando o Cliente em Situação Cirúrgica para Diferenciar o Cuidado" junto aos profissionais que compõem a equipe multidisciplinar de saúde.
OBJETIVOS: identificar o conhecimento da equipe multidisciplinar acerca das atividades desenvolvidas no projeto de extensão e analisar a relevância conferida pela equipe multidisciplinar acerca das atividades do projeto para a qualidade da assistência.
CENÁRIO: duas enfermarias cirúrgicas de um hospital universitário do Rio de Janeiro. As informações foram coletadas através de entrevista com 16 sujeitos. Após aplicar a análise de conteúdo, os resultados foram: a enfermagem e o serviço social conheciam as atividades do projeto, ao passo que médicos e nutricionistas desconheciam. Os sujeitos que conheciam o projeto conferiam-lhe relevância, pois propiciava bem-estar à clientela.
CONCLUSÃO: o projeto tem visibilidade junto à equipe de enfermagem e serviço social, porém necessita traçar estratégias para alcançar visibilidade com médicos e nutricionistas.

Palavras-chave: Enfermagem. Cirurgia. Relações Comunidade-Instituição

 

REFLEXÃO

21  - Sobre a objetividade na relação sujeito-objeto no plano da imagem ou da esfera instrumental/organizacional: um ponto de vista para a pesquisa na enfermagem

Vilma de Carvalho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 334-340

Resumo Download

Discussão sobre a objetividade na relação sujeito-objeto - âmbito do fenômeno do conhecimento e pesquisas/estudos de enfermagem. A abordagem teórico-filosófica incide sobre a esfera intermediária - instrumental/organizacional - relativamente a possíveis verdades aproximadas. Essa esfera entendida como esfera da "imagem" ou espaço formal ( locus virtual?) de transferência de caracteres da realidade objetiva. A análise de natureza gnoseológico-epistemológica, sem pretensões aprofundadas, salvo o alcance da compreensão para estudos ou buscas investigativas em plano de núcleos de pesquisa na enfermagem. A autora assume a crítica em favor do domínio de conceitos e categorias do conhecer e relativamente à enfermagem enquanto "ciência-em-vias-de-se-fazer". Aponta para o risco de confundir-se, de um lado, o plano pragmático/ assistencial (trabalho e operações práticas) e, de outro, o plano gnoseológico/epistemológico (trabalho teórico-acadêmico de buscas de verdades aproximadas). E apresenta argumentos/justificavas lógicas para as distinções entre interesses do sujeito pesquisador (plano da Subjetividade) e outros apropriados à construção científica (plano da Objetividade).

Palavras-chave: Enfermagem. Pesquisa em Enfermagem. Epistemologia

 

22  - As tecnologias de cuidado de enfermagem obstétrica fundamentas pela teoria ambientalista de Florence Nightingale

Priscila de Oliveira Macedo; Jane Baptista Quitete; Eneida Coimbra Lima; Iraci dos Santos; Octávio Muniz da Costa Vargens

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 341-347

Resumo Download

Estudo reflexivo que teve como objetivo discutir o conceito Tecnologia de Cuidado de Enfermagem aplicada à saúde da mulher à luz da Teoria Ambientalista de Florence Nightingale. O estudo permitiu identificar e discutir os seguintes aspectos: o ambiente e o parto, o acompanhante durante o trabalho de parto e parto, a privacidade, o cuidado de enfermagem à mulher durante as modificações fisiológicas, a mulher como protagonista do trabalho de parto e parto, a presença atenciosa da enfermeira no ambiente da mulher, o respeito à individualidade, o ambiente acolhedor, sons e iluminação, a dieta líquida durante o trabalho de parto e parto, a deambulação e movimentação livre durante o trabalho de parto e parto, higiene e conforto, a intersubjetividade na relação enfermeira-usuária e o resgate do saber feminino popular. Concluiu-se que é possível a apropriação dos conceitos da Teoria Ambientalista para fundamentar as Tecnologias de Cuidado aplicadas no cotidiano da Enfermagem Obstétrica.

Palavras-chave: Enfermagem. Saúde da Mulher. Tecnologia. Teoria de Enfermagem

 

23  - É possível pensar de outro modo a educação em enfermagem?

Maria Henriqueta Luce Kruse

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 348-352

Resumo Download

Discorre sobre as práticas pedagógicas que constituem a enfermeira, onde se estabelecem, regulam e modificam as relações deste sujeito consigo mesmo e nas quais se constitui a experiência de si. Aponta os discursos que a produzem, as condições de possibilidades do aparecimento desta profissão no Brasil, os repertórios de modos de experiência de si e os dispositivos para formação de seus membros, destacando quatro aspectos da Tese "Os poderes dos corpos frios": a disciplina de Anatomia, as técnicas de enfermagem, o exame físico e os diagnósticos de enfermagem, aqui vistos como dispositivos produtores dos corpos frios. Aponta tais estratégias de ensino como representativas de um determinado modo de ensinar enfermagem, ressaltando que os mecanismos disciplinares que permeiam o modo como ensinamos podem nos impedir de pensar de outro modo o ensino de enfermagem.

Palavras-chave: Educação em Enfermagem. Educação Superior. História da Enfermagem

 

24  - Práticas culturais familiares e o uso de drogas psicoativas pelos adolescentes: reflexão teórica

Hellen Roehrs; Maria Helena Lenardt; Mariluci Alves Maftum

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 353-357

Resumo Download

O objetivo deste artigo é refletir acerca da temática das drogas na adolescência e da influência das práticas culturais familiares. A construção da identidade para os adolescentes toma contornos significativos no período da adolescência; nesta, está em jogo um conjunto de fatores que os despertam para uma nova perspectiva de olhar a vida com significados próprios. A família em nossa sociedade constitui sistema básico, com ampla diversidade de valores, formas de organizar o seu modo de vida e exercer funções, como o cuidado à saúde de seus adolescentes. A existência de um conjunto de valores, crenças e práticas familiares constituem o referencial cultural que guia as ações da família. Nestas ações conjuntas encontram-se alguns "vícios familiares", entre os quais o uso das drogas, que corresponde a um problema familiar e social que atinge não somente a saúde física e mental da pessoa que as utiliza, mas toda a sociedade. Apontam-se possibilidades de aculturação de crenças e hábitos mais saudáveis por meio do trabalho individual, realizado com as famílias.

Palavras-chave: Adolescente. Relações Familiares. Drogas Ilícitas. Cultura

 

RELATO DE EXPERIÊNCIA

25  - Intercâmbio educacional internacional na modalidade doutorado sanduíche em enfermagem: relato de experiência

Kleyde Ventura de Souza

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 358-363

Resumo Download

Relato de experiência de estágio de Doutorado Sanduíche oferecido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, realizado na Faculté des Sciences Infirmières/Université de Montreal, no período de agosto a dezembro de 2004. O estágio teve como enfoque o aprofundamento dos aspectos conceituais e práticos relacionados à saúde da mulher e seus direitos sexuais e reprodutivos. Este artigo tem como propósito apresentar as atividades realizadas e despertar o interesse dos estudantes de doutorado dos programas brasileiros de pós-graduação nessa modalidade de intercâmbio. Destacam-se a participação em cursos, reuniões de grupos de pesquisas e em eventos científicos; visitas técnicas e troca de experiências com pesquisadores e integrantes de organizações sociais e conferências. Com esta experiência, verificou-se a importância da cooperação entre pesquisadores e instituições do Brasil e do exterior e fortaleceu-se o compromisso com um projeto de emancipação profissional e social, por meio da pesquisa e deste tipo de cooperação.

Palavras-chave: Intercâmbio Educacional Internacional. Instituições de Ensino Superior. Grupos de Pesquisa. Saúde da Mulher

 

REVISÃO

26  - A produção científica sobre riscos ocupacionais a que estão expostos os trabalhadores de enfermagem

Magda Ribeiro de Castro; Sheila Nascimento Pereira de Farias

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 364-369

Resumo Download

Estudo realizado no Curso de Mestrado na Escola de Enfermagem Anna Nery, inserido no Núcleo de Pesquisa em Enfermagem e Saúde do Trabalhador da Universidade Federal do Rio de Janeiro.
OBJETO: a produção científica sobre riscos ocupacionais a que estão expostos os trabalhadores de enfermagem.
OBJETIVOS: levantar a produção científica dos estudos stricto sensu acerca dos riscos ocupacionais nos trabalhadores de enfermagem; identificar a abordagem (objetiva ou subjetiva) acerca desses riscos e analisar os riscos retratados. Estudo bibliográfico e quantitativo dos 42 resumos publicados no Centro de Estudos e Pesquisas em Enfermagem entre 1979 e 2004. Riscos mais expressivos: biológicos, seguidos dos químicos, dos psicossociais e, em menor escala, dos físicos, de acidentes e ergonômicos. Percebeu-se reduzida ênfase dispensada à subjetividade do trabalhador de enfermagem associada à temática estudada, sugerindo lacuna nesta área de conhecimento. Faz-se necessária a reflexão desses riscos na enfermagem, atentando para sua identificação, detecção e controle.

Palavras-chave: Riscos Ocupacionais. Enfermagem. Saúde do Trabalhador

 

RESUMO DE TESE

27  - Avaliação da segurança microbiológica das luvas de látex para procedimentos em uma unidade de terapia intensiva

Adriano Menis Ferreira; Denise de Andrade

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2008;12(2): 370-374

Download

 

© Copyright 2017 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1