ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Notícias

Informação 1

A Escola Anna Nery Revista de Enfermagem está filiada ao Committee on Publication on Ethics (COPE)

Informação 3

Taxas de Publicação e Tradução de Artigos
Mais Notícias

Volume 14 , Número 1 , Jan/Mar - 2010

FAC-SÍMILE

2  - Relação escola-campos de estágios

Maria Angélica de Almeida Peres; Pacita Geovana Gama de Sousa Aperibense; Tânia Cristina Franco Santos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 10-12

Download

 

PESQUISA

3  - Cinquentenário do "Manual de Técnica de Enfermagem" (1957-2007): contribuições na construção do saber de enfermagem

Ive Cristina Duarte de Lucena; Ieda de Alencar Barreira; Suely de Souza Baptista

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 1-2

Resumo Download

Trata-se de um estudo histórico social que tem como objetivos: descrever a trajetória da professora Elvira De Felice Souza (EFS); analisar o conteúdo do "Manual de Técnica de Enfermagem", escrito por EFS; e discutir a contribuição histórica desta obra para a bibliografia brasileira de enfermagem. O referencial teórico são as fases da construção do saber de enfermagem. Verificou-se que a obra de EFS veio avançar a produção bibliográfica brasileira a respeito da execução dos procedimentos técnicos de enfermagem, que à época se expressava por uma única autora brasileira. Somaram-se mais de quatro décadas desde sua utilização pelas alunas de enfermagem (1953), e, até sua última reimpressão (1995), a obra atravessou periódica atualização, chegando a ser o principal guia para a execução dos procedimentos pelas alunas de fundamentos de enfermagem, tendo sido utilizada por enfermeiros do Brasil inteiro para a elaboração de diversos manuais de enfermagem.

Palavras-chave: História da Enfermagem. Ensino. Brasil

 

4  - Condecorações de guerra como investidura de bens simbólicos às ex-enfermeiras febianas

Alexandre Barbosa de Oliveira; Tânia Cristina Franco Santos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 1-2

Resumo Download

Estudo histórico e social.
OBJETIVOS: descrever o ritual de concessão da Medalha de Campanha a algumas enfermeiras brasileiras que atuaram no Serviço de Saúde da Força Expedicionária Brasileira durante a Segunda Guerra Mundial e analisar os efeitos simbólicos desse ritual para o reconhecimento social de tais enfermeiras. O exame do corpus documental foi realizado mediante leitura e análise de uma fotografia, articulada aos documentos escritos e à bibliografia referente ao contexto em que foi produzida. Os achados foram iluminados pela Teoria do Mundo Social de Pierre Bourdieu. O estudo evidenciou que a presença de enfermeiras em um espaço misógino, para receber uma medalha de honra, consagrou sua aparição em um espaço público tradicionalmente ocupado por homens, contribuindo para a divulgação da imagem da enfermeira militar.

Palavras-chave: História da Enfermagem. Enfermagem Militar. Emblemas e Insígnias

 

5  - Vislumbrando o significado da iniciação científica a partir do graduando de enfermagem

Alacoque Lorenzini Erdmann; Joséte Luzia Leite; Keyla Cristiane do Nascimento; Gabriela Marcellino de Melo Lanzoni

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 1-2

Resumo Download

Esta pesquisa objetivou compreender o significado da experiência de ser bolsista de iniciação científica (IC) para graduandos de enfermagem de uma universidade do sul do país. Utilizou como referencial metodológico a Grounded theory. Foram coletados dados por meio de entrevista com bolsistas e ex-bolsistas IC, totalizando dez participantes. O fenômeno Vislumbrando a IC como um processo de crescimento, mudança e aprendizado na graduação da enfermagem e continuidade na academia foi constituído a partir das categorias: Reconhecendo o grupo de pesquisa como espaço para educação e relacionamento interpessoal, Contrastando sentimentos em relação à atividade de pesquisa, Valorizando o aprendizado e o conhecimento adquirido em ser bolsista, Apontando o reflexo da bolsa na vida profissional e pessoal e Relacionando a IC à continuidade da carreira acadêmica. Reconhecemos a importância e necessidade de incremento e valorização desta atividade na formação do graduando e do pesquisador de enfermagem e produtividade dos grupos de pesquisa.

Palavras-chave: Enfermagem. Pesquisa em Enfermagem. Atividades Científicas e Tecnológicas

 

6  - O impacto do diagnóstico: experiência contada por mulheres com hipertensão arterial

Cleotilde García Reza; Maria Elizabeth Medina Castro; Gloria Solano Solano; Danelia Gomez Torres; Vicenta Gómez Martínez

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 33-38

Resumo Download

Este estudo teve como objetivo compreender como as mulheres com hipertensão arterial vivenciam o impacto deste diagnóstico. Participaram dez mulheres com hipertensão arterial de um programa de exercício em um município do Estado do México, no período de março a outubro de 2007. Para obtenção dos dados utilizou-se entrevista semiestruturada, de forma individual. As entrevistas foram analisadas segundo o referencial de análise de conteúdo de Bardin. Da análise, originaram-se três categorias 1) Da alegria à angústia; 2) No momento da notificação da doença; 3) tentando adaptar-se à nova vida cotidiana. A vivencia com a hipertensão arterial é algo que enfrenta, desde o momento da notificação até o convívio com a doença, fatos desencadeadores de sentimentos de angústia e medo. É um processo de difícil adaptação.

Palavras-chave: Enfermagem. Hipertensão. Mulheres

 

7  - Opinião do graduando de enfermagem sobre a formação do enfermeiro para o SUS: uma análise da FAEN/UERN

Roberta Kaliny de Souza Costa; Francisco Arnoldo Nunes de Miranda

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 39-47

Resumo Download

O estudo objetivou identificar a opinião dos graduandos sobre seu processo de formação para o Sistema Único de Saúde - SUS. O objeto é a opinião dos graduandos de enfermagem sobre sua formação para o SUS. Pesquisa quantitativa, realizada com 30 discentes da Faculdade de Enfermagem - FAEN, unidade integrante da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN. Observaram-se os aspectos éticos da Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde, incluindo a assinatura do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido pelos discentes. Os dados foram coletados por meio de questionários, tabulados no Microsoft Excel e apresentados em tabelas. Os resultados, apesar de apontarem alguma rejeição em certos aspectos da proposta curricular, revelaram uma boa aceitação dos discentes quanto à eficiência e realização dos objetivos do Projeto Político-Pedagógico, do perfil do egresso pretendido por esse projeto de ensino, bem como de seus aspectos organizacionais, implantados em 1996, ainda vigentes.

Palavras-chave: Enfermagem. Formação de Recursos Humanos. Educação em Enfermagem. Educação Superior

 

8  - Aprender em grupo: experiência de estudantes de enfermagem e implicações para a formação profissional

Roberta Genaro Barbato; Adriana Katia Corrêa; Maria Conceição Bernardo de Mello e Souza

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 48-55

Resumo Download

O objetivo desta pesquisa é compreender a experiência dos estudantes dos cursos de bacharelado e licenciatura em Enfermagem da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto/Universidade de São Paulo, no que se refere à aprendizagem em grupo, em disciplinas que possibilitam trabalhar em pequenos grupos de estudantes. Foram realizadas entrevistas não estruturadas com 19 alunos do segundo ano desses cursos, de abril a dezembro de 2007, e a análise qualitativa dos dados, pela qual se configuraram as categorias de codificação: Trabalhar em grupo facilita o aprendizado cognitivo e atitudinal; Trabalhar em grupo revela limites e requer mudanças; Trabalhar em grupo exige preparo e nova competência do professor; e Trabalhar em grupo possibilita um exercício para a prática profissional. A estratégia grupal contribui para o processo ensino-aprendizagem, promovendo mudanças na relação do estudante com o conhecimento, com o professor, com o colega e consigo mesmo.

Palavras-chave: Enfermagem. Ensino. Processos Grupais

 

9  - Práticas profissionais e tratamento ofertado nos CAPSad do município de Natal-RN: com a palavra a família

Dulcian Medeiros de Azevedo; Francisco Arnoldo Nunes de Miranda

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 56-63

Resumo Download

O Centro de Atenção Psicossocial para tratamento de usuários de álcool e outras drogas (CAPSad) representa a principal estratégia de atenção à saúde relacionada ao consumo de substâncias psicoativas. Objetivou-se investigar a percepção de familiares acerca do tratamento ofertado nos CAPSad Norte e Leste do município de Natal-RN. Foram entrevistados 14 familiares que participavam regularmente das atividades propostas. As entrevistas foram realizadas em agosto e setembro de 2007 e transcritas na íntegra para preparação do corpus e submissão ao ALCESTE. O material discursivo originou três categorias temáticas: Tratamento Melhoras e Expectativas; Convivência Usuário Antes e Depois; e Condições Terapêuticas Agradecimentos, Sugestões e Vulnerabilidade. Os familiares identificaram que o tratamento recebido nos CAPSad favorece melhoras substanciais nas condições de vida e de saúde de seu familiar usuário e nas relações familiares dentro e fora do lar, sendo detectada a necessidade de ajustes e do aumento da oferta das atividades terapêuticas.

Palavras-chave: Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias. Serviços de Saúde Mental. Família. Enfermagem Psiquiátrica. Centros de Tratamento de Abuso de Substâncias

 

10  - Enfermagem psiquiátrica: discursando o ideal e praticando o real

Manoela Alves; Rosane Mara Pontes de Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 64-70

Resumo Download

Estudo sobre a análise do cuidado da enfermeira no espaço da internação hospitalar, com ênfase na compreensão dos pressupostos teóricos contidos no ato de cuidar. Neste trabalho apresentamos às enfermeiras pressupostos teóricos que poderão auxiliar o ato de cuidar de pacientes mentalmente doentes. O estudo é de natureza qualitativa. Foi adotado o modelo teórico "O intuir empático" de Oliveira para nortear as discussões e a análise dos dados. Os temas oriundos das discussões guiaram o processo analítico e reflexivo. As enfermeiras concordam e aceitam os pressupostos teóricos do modelo de cuidar "O intuir empático" de Oliveira e acham que estes pressupostos são muito valiosos na ação de cuidado que elas exercem. No entanto, os dados demonstram uma lacuna na capacidade de agir eficientemente em uma situação real apoiando-se em conhecimentos teóricos e práticos. Há uma contradição entre o que as enfermeiras adotam como discurso e o que fazem realmente na prática hospitalar.

Palavras-chave: Assistência de Enfermagem. Enfermagem Psiquiátrica. Teoria de Enfermagem

 

11  - A enfermeira: seus conhecimentos e competências para dirigir hospitais

Danelia Gómez Torres; María Antonieta Rubio Tyrrell

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 71-75

Resumo Download

Com o objetivo de determinar si na enfermagem tem conhecimentos e competência para dirigir os hospitales, desarrolla-se está pesquisa qualitativa, sustentada pela teoria de pensamento estratégico, abordando a categoria acadêmica, utilizando o método de estudo de caso, entrevistando a quatro enfermeiras que fórum diretoras gerais de hospital. Mostrando claramente que o perfil da enfermeira, possui competências que respondem ao campo de atuação caracterizado por um conjunto de conhecimentos e práticas que permitem a realização de uma tarefa significativa, sua visão holistica faz a diferença profissional, constatada pela humanização ao reconhecer no processo de comunicação dentre o profissional e a pessoa subordinada e o usuário no contexto hospitalar, associando suas habilidades administrativas consideradas em seus planos os programas de estudos, Sin. duvida as competências da enfermeira respondem às expectativas requeridas pela instituição e na contribuição esperada de cada cargo.

Palavras-chave: Enfermagem. Conhecimento. Administração hospitalar

 

12  - A repercussão da histerectomia na vida de mulheres em idade reprodutiva

Carolina de Mendonça Coutinho e Silva; Inês Maria Meneses dos Santos; Octavio Muniz da Costa Vargens

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 76-82

Resumo Download

Estudo qualitativo, do tipo descritivo-exploratório, cujo método foi a História de Vida. O objetivo foi identificar e analisar a repercussão da histerectomia na vida da mulher em idade reprodutiva. Foram entrevistadas doze mulheres em pós-operatório de histerectomia. O cenário foi o ambulatório de ginecologia de um hospital especializado na assistência à mulher e à criança, no Rio de Janeiro, entre julho e outubro de 2006. Foi realizada análise temática, emergindo duas categorias: "Vida pré: ligada à doença" e "Vida pós: adaptação". Algumas mulheres referiram uma influência benéfica da histerectomia, trazendo a resolução de problemas, com uma conotação de cura. Porém, para outras significou uma difícil perda. Fatores como sexualidade, sensação de vazio e questões ligadas à reprodução geraram dúvidas no imaginário das mulheres. Considerar estes fatores é fundamental para a implementação de uma assistência específica e que atenda as necessidades desta clientela.

Palavras-chave: Enfermagem. Saúde da Mulher. Histerectomia

 

13  - Diagnósticos de enfermagem da NANDA no período pós-parto imediato e tardio

Flaviana Vieira; Maria Márcia Bachion; Ana Karina Marques Salge; Denize Bouttelet Munari

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 83-89

Resumo Download

Ao retornar à comunidade, no período pós-parto, a mulher necessita de atendimento de enfermagem sistematizado. Objetivou-se nesta pesquisa analisar a ocorrência de 22 diagnósticos de enfermagem de interesse no puerpério imediato e tardio. Trata-se de estudo descritivo, do qual participaram 40 puérperas. Realizou-se a coleta de dados no período de fevereiro a maio de 2008, no domicílio das participantes, mediante um encontro com entrevista, exame físico e observação. O julgamento clínico dos diagnósticos foi baseado na Taxonomia II da NANDA. Entre os diagnósticos identificados, destacaram-se: conhecimento deficiente; risco para infecção; integridade tissular prejudicada; amamentação eficaz; ansiedade; nutrição desequilibrada, menos do que as necessidades corporais; disposição para processos familiares melhorados; risco de integridade da pele prejudicada; e insônia. Foram encontrados indícios de novos diagnósticos: risco de amamentação interrompida, risco de amamentação ineficaz. Os resultados indicam áreas para o direcionamento das ações de enfermagem no pré-natal e puerpério e a necessidade de acompanhamento mais próximo da puérpera do que o previsto nas políticas de saúde.

Palavras-chave: Diagnóstico de Enfermagem. Período Pós-parto. Enfermagem

 

14  - Câncer de colo uterino: caracterização das mulheres em um município do sul do Brasil

Marilu Correa Soares; Silvana Martins Mishima; Sonia Maria Könzgen Meincke; Giovana Paula Rezende Simino

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 90-96

Resumo Download

Este estudo objetivou identificar e analisar características socioeconômicas, comportamentais e biológicas de mulheres com câncer de colo uterino que utilizaram os serviços públicos de saúde em um município do sul do Brasil. Trata-se de um estudo qualitativo com vinte mulheres com diagnóstico de câncer de colo uterino. A pesquisa teve como suporte teórico a integralidade da atenção à saúde. Para coleta dos dados, utilizamos as informações do Sistema de Informações do Câncer do Colo do Útero e entrevista semiestruturada. Foram identificadas características de faixa etária, escolaridade, frequência à consulta médica e intervalo de realização do exame preventivo. Os achados mostram que as mulheres ainda apresentam dificuldade em considerar a importância do pré-câncer para detecção precoce e prevenção do câncer de colo uterino. O desafio para o alcance da integralidade está na necessidade de repensar saberes e práticas profissionais no cuidado às mulheres, independente do motivo que as levou ao serviço de saúde.

Palavras-chave: Enfermagem. Neoplasias do Colo do Útero. Saúde da Mulher. Serviços de Saúde Comunitária. Assistência Integral à Saúde

 

15  - Os registros profissionais do atendimento pré-natal e a (in)visibilidade da violência doméstica contra a mulher

Elisiane Gomes Bonfim; Marta Julia Marques Lopes; Marcele Peretto

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 97-104

Resumo Download

Trata-se de estudo qualitativo que utilizou pesquisa documental na coleta dos dados. Aborda a violência doméstica contra a mulher, considerando a atenção pré-natal pública. Objetiva-se identificar e analisar condutas e estratégias utilizadas por profissionais de saúde durante o pré-natal, na suspeita de casos e na violência declarada, e discutir a problemática dos atendimentos às gestantes em situação de violência, na perspectiva dos registros. Foram pesquisados 784 prontuários de gestantes cadastradas em 2006, em 12 Serviços de Atenção Básica de Porto Alegre. Identificara-se 20 registros de violência contra a mulher, 10 anteriores ao pré-natal, 7 durante o pré-natal e 3 no pós-natal. Constatou-se que a violência aparece descontextualizada, e a conduta centrou-se nas consequências sobre a saúde física e psicológica da mulher e dos filhos. A violência não é registrada como agravo à saúde da mulher, gerando omissões no atendimento, sub-registro e invisibilização; consequentemente, inviabiliza-se a elaboração de estratégias de enfrentamento.

Palavras-chave: Violência contra a Mulher. Cuidado Pré-natal. Saúde da Mulher. Atenção Primária à Saúde

 

16  - Mãe e filho: os primeiros laços de aproximação

Rosiane da Rosa; Fernanda Espindola Martins; Bruna Liceski Gasperi; Marisa Monticelli; Eli Rodrigues Camargo Siebert; Nezi Maria Martins

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 105-112

Resumo Download

Estudo qualitativo exploratório-descritivo, realizado no Centro Obstétrico do Hospital Universitário da Universidade Federal de Santa Catarina, de agosto a novembro de 2008, com o objetivo de identificar e analisar os sentimentos maternos expressados pelas mães durante o contato íntimo com os filhos, logo após o parto. Os dados foram coletados pela observação participante e entrevista semiestruturada com 11 mulheres e seus filhos. A análise foi realizada com o suporte da reflexão sobre a Teoria do Apego. Emergiram cinco categorias: a) Sentimentos na hora da expulsão: a espera ansiosa pelo choro do bebê; b) O recebimento do filho; c) Sentimentos quanto às respostas do filho à aproximação; d) A primeira separação; e e) Sentimentos sobre o acompanhante nas primeiras aproximações com o filho. Conclui-se que os primeiros contatos, na percepção das mulheres, são preponderantes para propiciar o reconhecimento entre mãe e filho, estimulando e incentivando o aprendizado das tarefas culturais da maternagem.

Palavras-chave: Afeto. Relações Mãe-Filho. Parto Humanizado. Recém-nascido. Enfermagem

 

17  - De olhos bem abertos: investigando acuidade visual em alunos de uma escola municipal de Vitória

Mariana Rabello Laignier; Marlúcia de Almeida Castro; Paula dos Santos Cabral de Sá

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 113-119

Resumo Download

Esta pesquisa buscou verificar a acuidade visual dos estudantes de uma escola municipal de Vitória Espírito Santo, por meio da aplicação do teste de acuidade visual, baseado na Escala de Snellen; e encaminhar, para exame especializado no ambulatório de oftalmologia do Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes, as crianças que apresentaram déficit visual. Foi um estudo de abordagem quantitativa que discutiu a acuidade visual relacionada ao sexo, idade, série, uso de lentes corretoras e diagnóstico médico. Das 168 crianças avaliadas, maior número de meninas apresentou baixa acuidade visual, assim como os alunos mais jovens; o uso de lentes predominou naqueles que apresentaram redução da acuidade visual; e 71,4% das crianças encaminhadas ao médico apresentaram algum grau de ametropia. Concluiu-se que o trabalho de prevenção é fundamental para se obter uma ótima saúde visual, e que o profissional de saúde é fundamental no desenvolvimento de projetos voltados para a saúde escolar.

Palavras-chave: Saúde Escolar. Acuidade Visual. Cuidados de Enfermagem. Prevenção Primária

 

18  - Recém-nascidos com reflexo vermelho "suspeito": seguimento em consulta oftalmológica

Maria Vera Lúcia Moreira Leitão Cardoso; Adriana Sousa Carvalho de Aguiar; Ingrid Martins Leite Lúcio; Islane Castro Verçosa

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 120-125

Resumo Download

O teste do reflexo vermelho em recém-nascidos é uma forma de avaliação visual, permitindo a identificação precoce de leucocorias, presente frequentemente na catarata congênita, retinoblastoma e retinopatia da prematuridade. Objetivou-se avaliar, em consulta pelo oftalmologista, o resultado da avaliação pelo teste do reflexo vermelho realizado por enfermeiras, considerado "suspeito" em um grupo de recém-nascidos. Estudo descritivo, realizado em uma instituição pública, em Fortaleza-CE, de novembro/2005 a março/2006. Foi realizado por duas enfermeiras e uma aluna de enfermagem com 180 recém-nascidos; 24 destes apresentaram coloração do reflexo fora do padrão, sobressaindo-se amarelo com áreas mais esbranquiçadas ao centro ou com presença de rajas. Porém, somente foi possível encaminhamento de seis crianças para oftalmologista. Após fundoscopia, os achados encontrados no teste do reflexo vermelho foram confirmados, porém considerados variações da normalidade. Intervenções multiprofissionais favorecem o desenvolvimento de ações eficazes voltadas à prevenção da cegueira e continuidade do processo de cuidado para essas crianças.

Palavras-chave: Saúde Ocular. Cegueira. Recém-Nascido

 

19  - Conhecimento, atitude e práticas na prevenção do câncer de colo uterino e hpv em adolescentes

Ferla Maria Simas Bastos Cirino; Lúcia Yasuko Izumi Nichiata; Ana Luiza Vilela Borges

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 126-134

Resumo Download

O início sexual cada vez mais cedo propicia alta vulnerabilidade da adolescente a problemas da esfera sexual/reprodutiva, incluindo o câncer de colo uterino e a infecção pelo HPV. O presente estudo teve como objetivo identificar o conhecimento, atitude e prática na prevenção do câncer de colo uterino e infecção pelo HPV na população adolescente e avaliar as situações que as tornam vulneráveis. Trata-se de estudo transversal realizado em uma escola pública de São Paulo com 134 adolescentes entre 14 e 19 anos. Verificou-se idade de iniciação sexual aos 14,8 anos em média. Grande parte das adolescentes não apresentou conhecimento adequado sobre a prevenção desta neoplasia. A adesão ao Papanicolaou também se mostrou baixa. As estatísticas justificam a inserção da adolescente nos programas de detecção deste câncer. É preciso haver investimentos na educação sexual nas instituições de ensino e associar campanhas de Papanicolaou com atividades educativas, com enfoque adequado e linguagem apropriada.

Palavras-chave: Adolescente. Doenças Sexualmente Transmissíveis. Esfregaço Vaginal. Neoplasias do Colo do Útero

 

20  - O significado de cuidado para crianças vítimas de violência intrafamiliar

Ruth Irmgard Bärtschi Gabatz; Eliane Tatsch Neves; Margrid Beuter; Stela Maris de Mello Padoin

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 135-142

Resumo Download

Trata-se de uma pesquisa qualitativa que objetivou descrever o significado de cuidado vivenciado em família por crianças abrigadas que sofreram violência intrafamiliar. Foi desenvolvida em duas instituições que abrigam crianças e adolescentes vítimas de violência familiar no sul do Brasil, com quatro crianças entre 8 e 11 anos de idade. A produção dos dados ocorreu em junho/julho de 2008 por meio do Método Criativo Sensível, com as dinâmicas de criatividade e sensibilidade Brincar em Cena e Corpo Saber. Os dados foram analisados por meio da análise de discurso francesa. Foi evidenciado como tema o significado atribuído pela criança acerca de cuidado, que se desdobrou nos subtemas Sentimento de amor e de carinho pelo familiar que cuidava e Os cuidados básicos de higiene como forma de cuidado. Recomenda-se um trabalho preventivo, realizado junto às famílias com foco em ações que propiciem o apego, o fortalecimento do vínculo mãe-filho e as relações familiares.

Palavras-chave: Violência Doméstica. Enfermagem Pediátrica. Maus-tratos Infantis. Cuidado da Criança

 

21  - Cuidado de enfermagem à criança vítima de violência sexual atendida em unidade de emergência hospitalar

Ruth Oliveira Santos Woiski; Daniele Laís Brandalize Rocha

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 143-150

Resumo Download

OBJETIVOS: conhecer como a equipe de enfermagem percebe o cuidado efetivado à criança que sofreu violência sexual ao ser atendida em unidade de emergência hospitalar e especificar, a partir das expressões da equipe de enfermagem, as características que compõem o cuidado de enfermagem em unidade de emergência hospitalar à criança que sofreu violência sexual.
MÉTODOS: pesquisa qualitativa, pelo método exploratório-descritivo, utilizando a entrevista semiestruturada com 11 profissionais da equipe de enfermagem de uma unidade de emergência hospitalar.
RESULTADOS: pela análise de conteúdo de Bardin (1991), foram compreendidas três Unidades de Contexto e seis Unidades de Significação que revelam a percepção da equipe de enfermagem ao cuidar da criança vítima de violência sexual em unidade de emergência hospitalar.
CONCLUSÕES: a equipe percebe que o cuidado vai além da técnica, envolvendo o emocional da criança, equipe e família. Percebeu-se o cuidado humanizado, porém sem a sistematização da assistência por meio do processo de enfermagem.

Palavras-chave: Percepção. Cuidado da Criança. Violência Sexual

 

22  - Razões e reflexos da gravidez na adolescência: narrativas dos membros da família

Luiza Akiko Komura Hoga; Ana Luiza Vilella Borges; Luciana Magnoni Reberte

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 151-157

Resumo Download

Em inúmeros países, a gravidez na adolescência constitui problema emergente. Este artigo descreve as razões que levam à sua ocorrência e seus reflexos sobre a família, segundo o olhar de seus próprios membros. A pesquisa, de abordagem qualitativa, desenvolveu o método da análise de narrativa para entrevistar 19 pessoas que viveram a experiência da gravidez na adolescência no contexto da família. Das narrativas emergiram duas categorias descritivas: a) As razões da gravidez na adolescência e b) Os reflexos da gravidez sobre a família e a vida das adolescentes. A gravidez na adolescência provocou impacto na dinâmica familiar, e suas características dependeram das crenças e valores prevalentes em cada família. Dados sistematizados a este respeito devem ser obtidos para prover uma assistência apropriada às demandas das adolescentes e dos membros de sua família.

Palavras-chave: Gravidez na Adolescência. Família. Assistência à Saúde

 

23  - Bebida alcoólica na adolescência: o cuidado-educação como estratégia de ação da enfermagem

Lívia Rodrigues Mendes; Maria Luiza de Oliveira Teixeira; Márcia de Assunção Ferreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 158-164

Resumo Download

Pesquisa sobre os significados do uso do álcool por adolescentes.
OBJETIVOS: Identificar o significado atribuído pelos adolescentes ao consumo de bebidas alcoólicas; caracterizar a quantidade e os principais locais de consumo dessas bebidas; e detectar fatores de risco e/ou tendência para este consumo.
METODOLOGIA: qualitativa, convergente assistencial, articulada ao cuidado-educação. Aplicou-se um instrumento de entrevista, semiestruturado, com questões abertas. Realizaram-se dois grupos com seis adolescentes cada. O maior consumo de bebidas alcoólicas pelos adolescentes ocorre em festas e comemorações, evidenciando o apelo social do álcool, que representa um facilitador para a interação, socialização e permissividade de atitudes e pensamentos não aceitos socialmente. Os adolescentes não se reconhecem como vítimas potenciais, associando a problemática a outros jovens, não a eles mesmos e a seu grupo. A metodologia favoreceu o entrosamento dos participantes, e as orientações e discussões contribuíram para reflexões e desmistificações das ideias dos sujeitos sobre o consumo de bebidas alcoólicas.

Palavras-chave: Adolescente. Cuidados de enfermagem. Educação em saúde. Consumo de bebidas alcoólicas

 

RELATO DE EXPERIÊNCIA

24  - A dramatização no espaço hospitalar: uma estratégia de pesquisa com crianças

Sylvia Alves Cibreiros; Isabel Cristina dos Santos Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 165-170

Resumo Download

O estudo tem por objetivo descrever a dramatização como uma abordagem metodológica, explicitando sua concepção teórica e a coleta de dados dessa estratégia nas pesquisas qualitativas com escolares hospitalizadas. A dramatização vincula-se ao brincar, uma forma de linguagem na infância, e mostrou-se como uma estratégia de coleta de dados promissora a ser usada por pesquisadores que desejem conhecer as percepções e entendimento das crianças sobre os diversos contextos de vida e papéis sociais, constituindo-se em opção de abordagem das crianças em pesquisas qualitativas.

Palavras-chave: Enfermagem Pediátrica. Criança Hospitalizada. Pesquisa Qualitativa. Coleta de Dados

 

REFLEXÃO

25  - Sobre as situações de enfermagem e seus graus de complexidade menor, média e maior - na prática assistencial hospitalar

Gisella de Carvalho Queluci; Nébia Maria Almeida de Figueiredo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 171-176

Resumo Download

Reflexão sobre o conceito de situação de enfermagem e as variações por graus de complexidade no cotidiano assistencial. Destacamos a importância da compreensão da situação-problema do cliente hospitalizado diante dos graus de complexidade menor, média e maior com o objetivo principal de estimular a consciência crítica dos estudantes e profissionais de enfermagem. Compreender a complexidade das situações implica a identificação de fenômenos relacionados ao cliente, ambiente e outros que interferem na dinâmica assistencial. Portanto, a abordagem situacional ao cliente incluirá uma associação de fenômenos que estão relacionados ao saber-fazer das enfermeiras, no qual constam também as tomadas de decisões mais pertinentes para as resoluções das situações que surgem na prática. Finalmente, a complexidade das situações não inclui apenas o processo fisiopatológico do cliente, mas um conjunto de fatores, que, de acordo com a experiência dos profissionais e sua associação com fenômenos inclusos no ambiente, determinam o grau de complexidade da situação de enfermagem.

Palavras-chave: Enfermagem. Situações. Assistência

 

26  - O aborto como causa de mortalidade materna: um pensar para o cuidado de enfermagem

Selisvane Ribeiro da Fonseca Domingos; Miriam Aparecida Barbosa Merighi

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 177-181

Resumo Download

O aborto é um tema polêmico e um sério problema de saúde pública mundial, responsável pela manutenção das altas taxas de mortalidade materna em muitos países em desenvolvimento. No Brasil, por se tratar de um ato ilegal, muitas mulheres que não desejam manter uma gestação acabam por procurar clínicas clandestinas, submetendo-se ao aborto em condições precárias, o que acarreta graves consequências à sua saúde física e psicológica e à própria vida. Como enfermeiras, reconhecemos a magnitude das questões que permeiam as discussões sobre o abortamento e a mortalidade materna no cenário das políticas de saúde que envolvem a área da saúde da mulher e, dessa forma, nos propomos, com este artigo, realizar uma reflexão acerca do aborto como causa de mortalidade materna.

Palavras-chave: Enfermagem. Aborto. Mortalidade Materna. Saúde da Mulher

 

REVISÃO

27  - Produção do conhecimento sobre teorias de enfermagem: análise de periódicos da área, 1998-2007

Diego Schaurich; Maria da Graça Oliveira Crossetti

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010;14(1): 182-188

Resumo Download

Este estudo objetivou analisar a produção do conhecimento sobre teorias de enfermagem publicada em periódicos da área, entre 1998 e 2007. Trata-se de uma investigação descritiva, de natureza bibliográfica, com abordagem quantitativa. Foram encontrados e analisados 171 (4,6%) estudos sobre teorias de enfermagem extraídos do total de 3.757 resumos publicados em sete periódicos científicos. A maioria destes artigos é oriunda de pesquisas, em que foram utilizadas a Teoria de Enfermagem Humanística, a Teoria do Cuidado Cultural e a Teoria do Autocuidado como principais referenciais em trabalhos publicados em dupla autoria e originados, predominantemente, nas regiões Sul e Nordeste do País. Acredita-se que esta investigação permitiu dar visibilidade a tal temática, bem como identificar algumas das características e tendências do conhecimento acumulado referente às teorias de enfermagem, na realidade brasileira.

Palavras-chave: Enfermagem. Produção Científica. Pesquisa em Enfermagem. Teoria de Enfermagem

 

© Copyright 2017 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1