ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Notícias

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem completa 20 anos

Nos dias 29 e 30 de novembro de 2017, no espaço do X SINPEn, estaremos celebrando os 20 anos da...

Informação 1

A Escola Anna Nery Revista de Enfermagem está filiada ao Committee on Publication on Ethics (COPE)

Informação 3

Taxas de Publicação e Tradução de Artigos
Mais Notícias

Volume 15 , Número 1 , Jan/Mar - 2011

EDITORIAL

1  - Programas de pós-graduação em enfermagem no Brasil: desafios e perspectivas

Alacoque Lorenzini Erdmann; Josicelia Dumêt Fernandes

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 7-9

Download

 

FAC-SÍMILE

2  - Fundação Internacional Florence Nightingale (FNIF)

Maria Angélica de Almeida Peres

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 10-12

Download

 

PESQUISA

3  - Mundo da vida da mulher que tem HIV/AIDS no cotidiano da (im)possibilidade de amamentar

Stela Maris de Mello Padoin; Marlene Gomes Terra; Ívis Emília de Oliveira Souza

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 13-21

Resumo Download

Este artigo tem como objetivo apresentar a compreensão do mundo da vida da mulher que tem o vírus da imunodeficiência humana no cotidiano da (im)possibilidade de amamentar. Trata-se de pesquisa qualitativa com abordagem fenomenológica, desenvolvida no Hospital Universitário de Santa Maria - Brasil. A partir da entrevista fenomenológica, a análise se deu conforme o método heideggeriano. Nos resultados tem-se que a mulher se mostra como ser-no-mundo-com-o-outro em um mundo que descreve com familiaridade no modo de ser da convivência, do estar só, da impessoalidade. Conclui-se que, no mundo do cuidado, é a partir dessa compreensão que dar-se-á a possibilidade de ajudar a mulher nessa situação vivida, a enfrentar as implicações a partir do diagnóstico, buscando desenvolver um cuidado solícito.

Palavras-chave: Enfermagem. Saúde da Mulher. Síndrome da Imunodeficiência Adquirida. Aleitamento Materno

 

4  - Percepções de casais heterossexuais acerca do uso da camisinha feminina

Vera Lúcia de Oliveira Gomes; Adriana Dora da Fonseca; Maria da Graça Jundi; Tarsila Piveta Severo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 22-30

Resumo Download

Objetivou-se, nesta pesquisa exploratório-descritiva, qualitativa, conhecer as percepções de casais heterossexuais jovens, acerca do uso da camisinha feminina e compreender os fatores que propiciam e dificultam seu uso rotineiro. Coletaram-se os dados em outubro e novembro de 2007, por meio de questionário autoaplicável. Utilizou-se o Discurso do Sujeito Coletivo na análise. A idade dos 26 informantes variou entre 20 e 27 anos. Apreendeu-se que conhecem a eficiência desse método, mas reconhecem a dificuldade das mulheres para a negociação. Como limitantes apresentam pequena divulgação e alto custo. Do ato sexual protegido por camisinha feminina emergiram depoimentos discordantes. Uns enfocam o desconforto, dor e aparência grotesca, outros abordam a praticidade, confiabilidade e prazer; no entanto, salientam que a falta de familiaridade e o desconhecimento são fatores que desencadeiam grande parte das dificuldades, evidenciando, assim, a necessidade de implementação de novas estratégias de educação em saúde.

Palavras-chave: Saúde da Mulher. Educação em Saúde. Doenças Sexualmente Transmissíveis

 

5  - Qualidade de vida de clientes em hemodiálise e necessidades de orientação de enfermagem para o autocuidado

Iraci dos Santos; Renata de Paula Faria Rocha; Lina Márcia Miguéis Berardinelli

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 31-38

Resumo Download

Este trabalho relaciona necessidades de orientação de enfermagem com a qualidade de vida de clientes com doença renal crônica, em hemodiálise, considerando conceitos de Autocuidado de Orem. Método descritivo, mediante entrevista com 43 clientes de um Hospital Universitário do Rio de Janeiro, de 2008 a 2009. Os sujeitos de pesquisa têm hipertensão arterial, encontrando-se 83,72% em hemodiálise há menos de um ano. Aplicando o Kidney Disease Quality of Life Short Form, obtiveram-se os menores escores nas dimensões: física; emocional; condição de trabalho; capacidade funcional. Esses resultados foram relacionados aos obtidos com as necessidades de orientação de enfermagem para nutrição, ingestão de líquidos, complicações da hemodiálise, anticoagulação, atividade física, de lazer e associação a grupos, concluindo-se que esses clientes encontram-se no Sistema de Autocuidado totalmente compensatório. Sugere-se o desenvolvimento da orientação de enfermagem para o autocuidado, em consulta de enfermagem, visando promover a qualidade de vida dos clientes.

Palavras-chave: Enfermagem. Autocuidado. Hemodiálise. Qualidade de Vida

 

6  - Vivendo entre o pesadelo e o despertar: o primeiro momento no enfrentamento da diálise peritoneal

Felipe Kaezer dos Santos; Glaucia Valente Valadares

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 39-46

Resumo Download

Este artigo é originado de uma dissertação de mestrado cujo objeto foi o significado do enfrentamento do cliente portador de doença renal crônica mediante o início da diálise peritoneal. Os sujeitos do estudo foram considerados na perspectiva do Interacionismo Simbólico, que valoriza o significado dos elementos do mundo como determinantes para a interação. Seguindo os procedimentos metodológicos da Teoria Fundamentada nos Dados foram instituídos os cinco elementos do paradigma de análise: Causas, Contexto, Fatores Intervenientes, Estratégias de Ação/Interação e Consequências. O objetivo desta discussão é conhecer as formas pelas quais o cliente portador de doença renal crônica enfrenta a diálise peritoneal, na iminência de realização deste método. Enfrentando essa nova situação, o cliente parte para um despertar, abandonando a ideia de morte e fazendo uma distinção clara entre a doença renal crônica e a diálise. Se antes as duas percepções pareciam uma só, o despertar apresenta a diálise peritoneal como a "antimorte", como um renascer para a vida.

Palavras-chave: Enfermagem. Diálise Peritoneal. Cuidado de Enfermagem

 

7  - Investigação sobre o acesso ao tratamento de tuberculose em Itaboraí/RJ

Rute dos Santos Lafaiete; Cleidiani Baptista da Silva; Monalisa Garcia de Oliveira; Maria Catarina Salvador da Motta; Tereza Cristina Scatena Villa

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 47-53

Resumo Download

Diante dos problemas apontados na literatura relacionados ao acesso na atenção primária à saúde, o estudo teve como objetivo analisar o acesso ao tratamento do doente com tuberculose em Itaboraí.Um estudo exploratório, quantitativo, com 100 indivíduos entrevistados em agosto e setembro/2007. Utilizou-se o instrumento Primary Care Assessment Tool validado e adaptado para tuberculose.
RESULTADOS: 71% sempre conseguem atendimento médico; 54% disseram que o profissional que acompanha seu tratamento nunca visita em casa; 77% fazem tratamento na unidade mais perto da sua casa; 66% nunca deixam de trabalhar e utilizam transporte motorizado, 62% pagam transporte; 93% relataram que nunca faltou medicamento; 63% relataram que nunca demora mais de 60 minutos para consulta. Aspectos como a visita domiciliar e a distribuição do auxílio transporte devem ser revistos. O atendimento médico, o tratamento próximo à residência, a oferta das medicações e a espera pelo atendimento foram satisfatórios.

Palavras-chave: Atenção Primária à Saúde. Tuberculose. Acesso aos Serviços de Saúde. Terapêutica

 

8  - Características do apoio social associados à prematuridade em uma população de puérperas de baixa renda

Elaine da Costa Guimarães; Enirtes Caetano Prates Melo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 54-61

Resumo Download

Trata-se de um estudo caso-controle que teve como objetivo investigar a associação entre prematuridade e o nível de apoio social, segundo variáveis socioeconômicas, demográficas e relacionadas à saúde e à assistência, em uma população de puérperas de baixa renda atendidas em um hospital público do município do Rio de Janeiro. Foram entrevistados 108 casos e 228 controles, em um total 336 mulheres. A idade das mulheres variou entre 14 e 45 anos. A média da idade foi de 25,8 anos (desvio-padrão: 6,9) para os casos e de 24,9 (desvio-padrão 6,5) para os controles. Quanto à raça/etnia autorreferida, 77,1% denominaram-se não brancas. Da amostra, 68,8% iniciaram o pré-natal antes do terceiro trimestre gestacional. O número de consultas durante o pré-natal, ocorrência de ameaça de parto prematuro e história de prematuridade anterior mostraram-se associados ao nível de apoio, calculado a partir do escore total das dimensões do apoio social.

Palavras-chave: Apoio Social. Nascimento Prematuro. Saúde Materno-infantil

 

9  - Perfil epidemiológico da hanseníase na microrregião de araçuaí e sua relação com ações de controle

Francisco Carlos Félix Lana; Ana Paula Mendes Carvalho; Raquel Ferraz Lopez Davi; Raquel Ferraz Lopez Davi

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 62-67

Resumo Download

A hanseníase representa um problema de saúde pública no Brasil pelos altos índices de prevalência e incidência. O objetivo deste estudo é analisar a situação epidemiológica da hanseníase e sua relação com o desenvolvimento das ações de controle na microrregião de Araçuaí. Trata-se de estudo epidemiológico, descritivo, cujos dados foram coletados das fichas de notificação de casos de hanseníase de municípios da microrregião, período 1998-2007, disponibilizados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação - SINAN. Foram construídos e analisados indicadores epidemiológicos e operacionais preconizados pelo Ministério da Saúde. Foram notificados 343 casos, resultando em uma detecção geral média de 28,5 casos/100.000 habitantes/ano. A proporção de casos detectados com grau II de incapacidade e o predomínio de formas passivas de detecção sugerem diagnóstico tardio e corroboram a importância da integração das ações de controle da hanseníase na atenção básica.

Palavras-chave: Hanseníase. Saúde Pública. Atenção Primária à Saúde. Enfermagem

 

10  - O perfil de portadores de diabetes tipo 1 considerando seu histórico de aleitamento materno

Dalila Teixeira Leal; Flávia Andrade Fialho; Iêda Maria Ávila Vargas Dias; Lilian do Nascimento; Wiviam Cristiane Arruda

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 68-74

Resumo Download

Trata-se de um estudo que teve como objetivo descrever o perfil dos usuários de um Serviço de Controle de Hipertensão, Diabetes e Obesidade e discutir a relação entre a história de aleitamento materno da criança ou adolescente portador de diabetes tipo 1 e o desenvolvimento desta patologia. A coleta de dados foi realizada por meio de um questionário estruturado, aplicado aos pais ou responsáveis de crianças ou adolescentes portadoras de diabetes mellitus tipo 1, durante o segundo semestre de 2007. Os dados foram analisados com uma abordagem quantitativa, em que se utilizou a estatística descritiva. Como resultados foram apresentados dados referentes à caracterização da amostra, ocorrência do desmame precoce, período de aleitamento materno exclusivo, dieta oferecida após o desmame, entre outros. Na conclusão é evidenciada a significativa relação entre desmame precoce, com a consequente introdução de substitutos do leite materno e o desenvolvimento do diabetes mellitus tipo 1.

Palavras-chave: Enfermagem. Diabetes Mellitus. Aleitamento Materno

 

11  - Representações sociais de profissionais de saúde sobre a hipertensão arterial: contribuições para a enfermagem

Maria Enoia Dantas da Costa e Silva; Maria Eliéte Batista Moura

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 75-82

Resumo Download

A Hipertensão Arterial, como grave problema de Saúde Pública, apresenta dificuldades de controle, destacando-se a dimensão psicossocial. O estudo objetivou apreender as representações sociais dos profissionais de saúde sobre a doença e as medidas de controle e explorar aspectos psicossociais relacionados aos conhecimentos, posicionamentos e comportamentos destes profissionais. Estudo exploratório, realizado em um Centro de Saúde, com 19 profissionais cujos dados foram coletados em três grupos focais e processados pelo software Alceste 4.8. As manifestações e descrições explicativas evidenciaram conhecimento dos profissionais sobre as dificuldades relacionadas às mudanças no estilo de vida das mulheres hipertensas e fatores de risco que contribuem para o surgimento da doença. O conhecimento destes aspectos traz contribuições por desvendar as questões subjetivas, peculiares da Hipertensão Arterial.

Palavras-chave: Saúde. Hipertensão. Cuidados de Enfermagem

 

12  - Intoxicação alcoólica em crianças e adolescentes: dados de um centro de assistência toxicológica

Magda Lúcia Félix de Oliveira; Ivonete Arnauts

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 83-89

Resumo Download

O abuso de álcool constitui um dos problemas sociais e de saúde de grande magnitude em nosso tempo. O estudo teve como objetivo caracterizar as ocorrências toxicológicas em crianças e adolescentes com idade até 18 anos, hospitalizados por intoxicação alcoólica e notificados em um Centro de Controle de Intoxicação nos anos de 2003 a 2007. O estudo foi retrospectivo, com análise quantitativa dos dados. Encontraram-se 338 notificações. O abuso de álcool ocorreu predominantemente no sexo masculino, sendo os finais de semana, o período noturno e o uso agudo de maior ocorrência. A intoxicação alcoólica relacionada às ocorrências violentas aumentou em 12 vezes as chances de internação, e observou-se relação significativa entre o uso crônico e o aumento da gravidade clínica. Sugere-se estudos para aprofundar a temática e a implementação de políticas e estratégias preventivas tendo a criança e o adolescente como foco principal.

Palavras-chave: Intoxicação Alcoólica. Adolescente. Notificação

 

13  - Perfil sociodemográfico e adesão ao tratamento de dependentes de álcool em CAPS-ad do Piauí

Claudete Ferreira de Souza Monteiro; Leandro Carvalho Moura Fé; Maycon Alex Cavalcante Moreira; Isadora Elisa de Moura Albuquerque; Michelly Gomes da Silva; Mauro Cezar Passamani

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 90-95

Resumo Download

A pesquisa tem como objetivo levantar o perfil sociodemográfico e a adesão ao tratamento de dependentes do álcool no Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas. Trata-se de um estudo de natureza quantitativa, realizado no município de Teresina-PI. Os dados foram colhidos através do levantamento de informações presentes nos prontuários dos 227 sujeitos participantes desta pesquisa. Verificou-se que a maioria dos usuários era do sexo masculino (88,9%), com idade entre 19 e 59 anos (87,6%), solteiros (50,2%), com ensino fundamental (40%), empregados (48,6%) e católicos (42,7%). A maior parte dos sujeitos faz uso diário de bebida alcoólica (55,%) e 29% fazem uso de drogas ilícitas, sendo a maconha a mais consumida (95,3%). Em relação à adesão, 43,1% permaneceram em tratamento após três meses de admissão no CAPSad. Portanto, constatou-se a grande importância desse centro, com base em uma quantidade satisfatória de pacientes que aderem e que permanecem com o tratamento.

Palavras-chave: Enfermagem. Serviços Comunitários de Saúde Mental. Alcoolismo

 

14  - Exposição ocupacional por material biológico no Hospital Santa Casa de Pelotas - 2004 a 2008

Lílian Moura de Lima; Camila Cardoso de Oliveira; Katiuscia Milano Rosales de Rodrigues

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 96-102

Resumo Download

A pesquisa trata de exposições ocupacionais por material biológico a que foram submetidos os profissionais de saúde, no Hospital Santa Casa de Misericórdia de Pelotas, no período de janeiro de 2004 a junho de 2008. Trata-se de um estudo transversal, descritivo, com abordagem quantitativa. Utilizou-se como instrumento de pesquisa um questionário elaborado com base na ficha de notificação de acidente de trabalho da referida instituição. Os dados foram digitados e analisados no programa Epi-info 6.04. Como principal resultado encontrou-se a maior ocorrência de acidentes de trabalho com material biológico entre os profissionais técnicos em enfermagem do sexo feminino (38,6%), com idade de 21 a 30 anos (53,9%). A maioria dos acidentes aconteceu através de lesões com perfurocortantes (82,2%), sendo 24,1% no Centro Cirúrgico e 84,5% envolvendo sangue. Conclui-se que o estudo é de extrema relevância, pois, com base no reconhecimento do tipo de acidentes mais frequentes, pode-se conhecer os riscos existentes e intervir na sua redução, por meio de ações preventivas que beneficiem o trabalhador e a instituição.

Palavras-chave: Exposição Ocupacional. Riscos Ocupacionais. Exposição a Agentes Biológicos

 

15  - Interagindo com a equipe multiprofissional: as interfaces da assistência na gestação de alto risco

Virgínia Junqueira Oliveira; Anézia Moreira Faria Madeira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 103-109

Resumo Download

Estudo de natureza qualitativa, parte da dissertação de mestrado intitulada "Vivenciando a gravidez de alto risco: entre a luz e a escuridão". Retrata como se dá a relação entre os profissionais de saúde de uma equipe interdisciplinar de atenção ao pré-natal de risco e as gestantes que frequentam esse serviço. Participaram do estudo 16 gestantes que estavam sendo acompanhadas no Pré-natal de Alto Risco da Policlínica Municipal da cidade de Divinópolis/MG. Na busca da compreensão do fenômeno em estudo, este trabalho procura descrever como a mulher recebe o diagnóstico de alto risco na gravidez. As narrativas mostram como a gestante adere à nova situação de risco e ao tratamento prescrito; revelam quais são suas reais necessidades e como assimilam as orientações e os cuidados disponibilizados por uma equipe interdisciplinar e multiprofissional na atenção ao pré-natal de alto risco.

Palavras-chave: Risco. Cuidado pré-natal. Saúde da Mulher

 

16  - O papel da equipe de enfermagem no centro de atenção psicossocial

Régis Daniel Soares; Juliane Cardoso Villela; Letícia de Oliveira Borba; Tatiana Brusamarello; Mariluci Alves Maftum

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 110-115

Resumo Download

Pesquisa qualitativa, exploratória-descritiva, desenvolvida no ano de 2008, em um Centro de Atenção Psicossocial II e ad de um município da região metropolitana de Curitiba.
OBJETIVO: conhecer o papel da equipe de enfermagem junto à equipe multidisciplinar do Centro de Atenção Psicossocial. Os sujeitos foram dois enfermeiros e três auxiliares de enfermagem. Os dados foram coletados por meio de entrevista semiestruturada e organizados em categorias temáticas: As especificidades da assistência no Centro de Atenção Psicossocial e O papel da equipe de enfermagem no Centro de Atenção Psicossocial. Os profissionais de enfermagem reconhecem que o CAPS representa avanço na qualidade da assistência em saúde mental ao considerar o tratamento humanizado e as possibilidades de ressocialização em contraposição ao modelo hospitalocêntrico. Entretanto, é preciso considerar que há uma confusão em relação ao seu papel enquanto membro da equipe multiprofissional desse serviço.

Palavras-chave: Enfermagem. Saúde Mental. Serviços de Saúde Mental

 

17  - Relações de

Maria Aparecida Baggio; Giovana Dorneles Callegaro; Alacoque Lorenzini Erdmann

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 116-123

Resumo Download

Este estudo qualitativo objetivou compreender as relações de "não cuidado" de enfermagem significadas por pacientes de um serviço de emergência hospitalar. Foram entrevistados 19 indivíduos pertencentes à faixa etária de 35 a 85 anos, provenientes da capital e de cidades do interior do estado de Santa Catarina. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo e interpretados na ótica do pensamento complexo. Destacam-se, neste artigo, os significados das relações de "não cuidado" de enfermagem, apresentadas em duas categorias: Não informação, atenção e assistência de enfermagem devida; Comunicação como expressão de "não cuidado". Importa a sensibilidade por parte da enfermagem no seu processo de cuidar, com vistas à promoção da interação profissional-paciente, sendo este reconhecido e respeitado como sujeito de cuidado, como preconiza o código de ética profissional. Urge à enfermagem o avanço na forma de pensar e agir as/nas relações estabelecidas no espaço organizacional em saúde.

Palavras-chave: Cuidados de Enfermagem. Enfermagem em Emergência. Serviços Médicos de Emergência

 

18  - Representações sociais do processo de envelhecimento de pacientes psiquiátricos institucionalizados

Leandro Andrade da Silva; Antônio Marcos Tosoli Gomes; Denize Cristina de Oliveira; Maria das Graças Gazel de Souza

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 124-131

Resumo Download

Esta pesquisa objetivou analisar a representação social do processo de envelhecimento de pacientes psiquiátricos institucionalizados para profissionais de saúde. Trata-se de um estudo qualitativo, desenvolvido com a abordagem estrutural das representações sociais, realizada em dois macro-hospitais do Rio de Janeiro, com 50 profissionais de saúde. Realizou-se a coleta de dados através da técnica de evocações livres e a análise com o software EVOC - Ensemble de Programmes Permettant L'analyse des Évocations. Foram evocadas 250 palavras em resposta ao termo indutor Envelhecer em Psiquiatria/Saúde Mental, que foram agrupadas em 3 dimensões, quais sejam, afetivo/emocional, exclusão/abandono e assistencial/institucional. O grupo explicitou, no bojo de sua representação, que o fenômeno envelhecimento dos pacientes com adoecimento mental em um ambiente institucional fechado e recluso é reconstituído como permeado por uma afetividade caracteristicamente negativa, possivelmente como consequência das demais dimensões presentes no núcleo central da representação, especialmente exclusão e abandono familiar, social, público e institucional.

Palavras-chave: Envelhecimento. Assistência de Longa Duração. Saúde Mental. Enfermagem Psiquiátrica

 

19  - Plantas medicinais: o saber sustentado na prática do cotidiano popular

Marcio Rossato Badke; Maria de Lourdes Denardin Budó; Fernanda Machado da Silva; Lúcia Beatriz Ressel

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 132-139

Resumo Download

O objetivo do trabalho foi conhecer o cotidiano popular dos moradores da comunidade assistida por Unidade de Saúde da Família em município do Rio Grande do Sul, sobre o emprego terapêutico de plantas medicinais no cuidado à saúde. Pesquisa qualitativa, com coleta de dados por meio de entrevista semiestruturada e observação participante. Os dez entrevistados, usuários de plantas medicinais, adscritos à referida unidade, foram selecionados por meio da rede de relações. A análise temática permitiu o surgimento de categorias. Constatou-se que o uso do chá caseiro é comum entre os partipantes e que a maioria das plantas medicinais utilizadas pelos entrevistados tem suas indicações terapêuticas populares semelhantes às encontradas na literatura científica. Acredita-se que a pesquisa tenha relevância para os enfermeiros e para a sociedade, pois aponta para uma necessária aproximação entre o saber popular e científico, bem como para a criação de projetos que trabalhem com essa temática.

Palavras-chave: Plantas Medicinais. Cuidados de Enfermagem. Saúde Coletiva. Enfermagem

 

20  - A dimensão da ação nas representações sociais da tecnologia no cuidado de enfermagem

Rafael Celestino da Silva; Márcia de Assunção Ferreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 140-148

Resumo Download

Objetiva-se identificar os modos de agir dos enfermeiros diante do cuidado do cliente portador de aparatos tecnológicos, a partir de suas representações sociais sobre a tecnologia. O referencial teórico foi o da teoria das representações sociais. Pesquisa qualitativa, com realização de entrevistas, observação sistemática e análise de conteúdo temática. Sujeitos: onze enfermeiros novatos e treze veteranos. Os resultados mostraram a existência de duas linhas condutoras da ação do enfermeiro junto ao cliente que se utiliza dos aparatos tecnológicos: a do cuidado tecnológico, no qual existe uma ação que articula o saber tecnológico e os saberes inerentes ao cuidado de enfermagem; e a da ação tecnológica, em que o profissional age orientado somente tendo em vista a máquina. Concluiu-se que a tecnologia pode estar orientando a formação de determinados estilos de cuidar na enfermagem.

Palavras-chave: Tecnologia Biomédica. Unidades de Terapia Intensiva. Enfermagem. Cuidados de Enfermagem. Psicologia Social

 

21  - Andragogia na saúde: estudo bibliométrico

Patrícia Bover Draganov; Maria Romana Friedländer; Maria Cristina Sanna

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 149-156

Resumo Download

O sucesso da aprendizagem envolve o uso de estratégias adequadas. Como a clientela de formação profissional e de educação permanente e a população assistida, para quem se dirigem as ações de educação em saúde, são majoritariamente adultas, metodologias como a Andragogia, que é a arte e ciência de conduzir adultos ao aprendizado, são uma alternativa interessante. Com o objetivo de quantificar e descrever a produção científica sobre Andragogia nas Ciências da Saúde no período de 1999 a 2009, realizou-se um estudo descritivo, empregando-se a palavra-chave "Andragogia" em seis bases de dados eletrônicas. As informações das 98 publicações encontradas foram classificadas, quantificadas e descritas. A maioria das publicações se constituiu de artigos de periódicos, que se concentraram nos EUA, com o tema formação profissional liderando as publicações. No Brasil, foi mais frequente a educação de pacientes. A frequência se manteve regular nos anos estudados, concluindo-se que o tema é relevante para a saúde.

Palavras-chave: Aprendizagem. Educação. Ensino. Adulto. Enfermagem

 

22  - Aprendizagem da liderança: contribuições do internato em enfermagem para a formação do estudante

Vanessa Mesquita Ramos; Cibelly Aliny Siqueira Lima Freitas; Maria Josefina da Silva

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 157-161

Resumo Download

O presente estudo teve como objetivos: analisar o entendimento dos internos de Enfermagem sobre liderança; verificar as dificuldades encontradas pelos acadêmicos em desempenhar atividades de liderança; conhecer as contribuições do internato em Enfermagem para os estudantes na construção da competência em liderança. A pesquisa é de natureza exploratória e descritiva, com abordagem qualitativa, desenvolvida com os estudantes de Enfermagem do último semestre do curso, em uma amostra de 10 alunos. A coleta dos dados foi obtida através de um grupo focal durante o mês de agosto/2008. Os resultados foram expostos em forma de categorias dos discursos. As informações evidenciaram o conhecimento possuído pelos participantes acerca da liderança; a importância desta aprendizagem na formação dos enfermeiros; o destaque de competências essenciais para a atuação do enfermeiro-líder; as dificuldades encontradas nas atividades de liderança durante a graduação e as contribuições do internato no último ano para a aprendizagem de liderança.

Palavras-chave: Liderança. Aprendizagem. Educação em Enfermagem

 

23  - Organização de serviços de capelania hospitalar: um estudo bibliométrico

Rosana Chami Gentil; Beatriz Pinheiro da Guia; Maria Cristina Sanna

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 162-170

Resumo Download

Estudo bibliométrico que objetivou identificar a produção científica sobre Capelania Hospitalar, classificá-la segundo data de publicação, titulação dos autores, procedência institucional e geográfica dos trabalhos, tipo de texto e descritores de indexação dos trabalhos, além de organizar as palavras-chave em um mapa conceitual. Foram encontradas 772 publicações das quais 64 se referiam ao objeto de estudo. A análise compreensiva dos textos revelou que 29 títulos foram produzidos de 1977 a 2008, na Austrália, Canadá, Estados Unidos, Inglaterra e Portugal. Houve maior concentração de títulos em revistas especializadas em cuidado pastoral, embora a produção se estenda por periódicos de temática variada. Concluiu-se que a produção científica na área é recente, localizada fora do Brasil, com forte influência da Joint Comission on Accreditation of Healthcare Organization. São variadas as titulações dos autores, e há evidências de que se trata de uma área do conhecimento em construção, dada a variedade de descritores.

Palavras-chave: Assistência Religiosa. Organização e Administração. Indicadores Bibliométricos

 

REFLEXÃO

24  - Globalização e competitividade: contexto desafiante para a formação da enfermeira

Vilma de Carvalho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 171-179

Resumo Download

Neste texto, trata-se de contextualizar globalização e competitividade em relação à formação profissional na enfermagem. São discutidos os aspectos de nosso tempo com suas crises, mudanças velozes, desequilíbrios em vista das transformações sociais e dos avanços científicos e tecnológicos. A utopia de uma essencial união mundial não assegura os direitos civis para todos, e menos ainda a ideia de cidadania, em todas as partes do mundo, principalmente em relação aos profissionais de enfermagem e clientes ou usuários do sistema de saúde. A propósito, são discutidos os assuntos de enfermagem e a formação de recursos humanos como parte da crise de nosso tempo. A abordagem é analítico-discursiva com destaque para a globalização, que não é equânime para todos, e a competitividade como desafio permanente para todos os trabalhadores no campo da saúde. A autora não apresenta resultados investigativos, porém assume posição em relação à formação profissional na enfermagem, para a qual apresenta um modelo curricular adotado no Brasil. Um modelo de formação coerente com a função de enfermeiros para empreender mudanças na prática assistencial, para a formação do espírito científico e para a pesquisa consistente com a produção de resultados e a construção do conhecimento para a área da enfermagem.

Palavras-chave: Enfermagem. Educação em Enfermagem. Qualificação Profissional

 

25  - Planejamento da assistência de enfermagem ao paciente com câncer: reflexão teórica sobre as dimensões sociais

Rita de Cássia Velozo da Silva; Enêde Andrade da Cruz

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 180-185

Resumo Download

Artigo de reflexão que enfoca as dimensões sociais envolvidas no planejamento da assistência de enfermagem ao paciente com câncer, utilizando como base conceitos da Teoria das Representações Sociais. O câncer traz uma série de implicações que interferem na saúde do indivíduo, gerando repercussões não só orgânicas, mas também afetivas, emocionais e sociais. Nessa perspectiva, as autoras buscam fornecer uma contribuição à categoria, no sentido de subsidiar discussões sobre o tema, visto que, ao planejar a assistência, a enfermeira determina prioridades, define intervenções, para organizar e orientar as ações assistenciais de sua equipe com vistas aos resultados pretendidos. Essa prática, embasada na assistência humanizada e no respeito ao outro, proporciona o fortalecimento do vínculo enfermeira-paciente-família. Os resultados apontam para a necessidade de ampliação dessas reflexões e para o reconhecimento das condições e processos de trabalho que exprimam e articulam a relação entre a objetividade da prática e a subjetividade dos profissionais envolvidos.

Palavras-chave: Enfermagem Oncológica. Planejamento de Assistência ao Paciente

 

RELATO DE EXPERIÊNCIA

26  - Educação em saúde no trânsito para adolescentes estudantes do ensino médio

Rafael Tavares Jomar; Marcelo Rodrigues Ribeiro; Ângela Maria Mendes Abreu; Rachel Ferreira Savary Figueirò

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 186-189

Resumo Download

Este é um relato de experiência de acadêmicos de enfermagem em uma atividade de Educação em Saúde no Trânsito que objetivou sensibilizar adolescentes estudantes de ensino médio quanto à relação perigosa do consumo de bebidas alcoólicas e os acidentes de trânsito. Aproximadamente 150 estudantes de 14 a 19 anos participaram da atividade, que foi composta por exibição de vídeo, palestra, discussão e distribuição de material educativo. Com esta experiência, os acadêmicos de enfermagem puderam vivenciar um trabalho de Extensão Universitária com enfoque na prevenção de agravos na comunidade e concluíram que o profissional enfermeiro pode desempenhar um papel importante na prevenção dos acidentes de trânsito envolvendo uso de álcool; entretanto, este tema precisa ser mais trabalhado durante sua formação.

Palavras-chave: Educação em Saúde. Acidentes de Trânsito. Consumo de Bebidas Alcoólicas. Transtornos Relacionados ao Uso de Álcool. Prevenção de Acidentes

 

27  - Tecnologia educacional em saúde: contribuições para a enfermagem pediátrica e neonatal

Luciana Mara Monti Fonseca; Adriana Moraes Leite; Débora Falleiros de Mello; Marta Angélica Iossi Silva; Regina Aparecida Garcia de Lima; Carmen Gracinda Silvan Scochi

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011;15(1): 190-196

Resumo Download

Vislumbra-se o uso da tecnologia educacional, como recurso facilitador para o ensino e prática de enfermagem pediátrica e neonatal. Na tentativa de oferecer uma aprendizagem ao estudante, à equipe de enfermagem e à criança e sua família mais motivadora, tem-se feito uso de recursos tecnológicos por meio dos materiais educativos. Neste relato, descreve-se a experiência de um grupo de estudos e pesquisa na produção de materiais voltados para a formação e educação permanente na área de enfermagem pediátrica e neonatal como também na educação em saúde de crianças e seus familiares sobre diferentes temas que permeiam essa assistência. Considera-se que os materiais educacionais criados favorecem que estudantes, profissionais de saúde e clientes vivenciem o processo ensino-aprendizagem de forma estimulante, facilitando o esclarecimento de dúvidas.

Palavras-chave: Educação em Enfermagem. Educação em Saúde. Tecnologia Educacional. Enfermagem Pediátrica. Enfermagem Neonatal

 

© Copyright 2017 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1