ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Notícias

Informação 1

A Escola Anna Nery Revista de Enfermagem está filiada ao Committee on Publication on Ethics (COPE)

Informação 3

Taxas de Publicação e Tradução de Artigos
Mais Notícias

Volume 16 , Número 2 , Abr/Jun - 2012

EDITORIAL

1  - A Pós-graduação em enfermagem Brasileira faz quarenta anos: avanços, desafios e necessidades de novos empreendimentos

Carmen Gracinda Silvan Scochi; Denize Bouttelet Munari

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 215-217

Download

 

PESQUISA

2  - O sentido do ser-mãe-que-tem-a-possibilidade-de-tocar-o-filho prematuro na unidade intensiva: contribuições para a enfermagem neonatal

Kleyde Ventura de Souza; Ludmila Taborda Moreira Assis; Tânia Couto Machado Chianca; Carla Lima Ribeiro; Amélia Cristina Gomes; Rosângela de Jesus Lima

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 219-226

Resumo Download

Estudo na abordagem teórico-metodológica heideggeriana com o objetivo de desvelar o sentido do ser-mãe que tem a possibilidade de tocar o filho prematuro na UTIN. Após aprovação foi desenvolvida entrevista fenomenológica com nove mulheres-mães. A análise compreensiva constituiu oito unidades de significação, e a hermenêutica permitiu desvelar o movimento existencial do sermãe em sua cotidianidade, nos modos de ser da inautenticidade e impessoalidade, movida pelo falatório, ambiguidade e temor, modos de ocupação. Ao compreender como sua a possibilidade de ter um filho prematuro, toca-o cautelosamente e cuidadosamente, transita para um entendimento no qual não mais se ocupa, se preo-cupa. Ao pre-ocupar, o ser-mãe estabelece a possibilidade de ser-aí-com-o-filho. Foi possível entender este modo de ser mãe, no qual passa por estágios antes de ver o bebê como seu e confiar em si. Possibilitar que toque seu filho, compreendendo-a em sua individualidade, singularidade, mostrou-se como um cuidado ao RNP em sua complexidade como ser-aí.

Palavras-chave: Recém-nascido prematuro. Terapia intensiva neonatal. Interação mãe-filho. Enfermagem.

 

3  - A dimensão prática do cuidado de enfermagem: representações sociais de acadêmicos de enfermagem

Natália Elisa Duarte; Márcia de Assunção Ferreira; Márcia Tereza Luz Lisboa

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 227-233

Resumo Download

O objetivo foi identificar os aspectos da dimensão prática do cuidado de enfermagem na perspectiva das representações sociais elaboradas por acadêmicos iniciantes e concluintes da graduação. O referencial teórico-metodológico foi o da Teoria das Representações Sociais. Tratou-se de uma pesquisa de abordagem qualitativa exploratória, com coleta de dados por entrevista individual com 28 acadêmicos, que sofreu análise temática de conteúdo. Os resultados demonstraram as peculiaridades dos elementos constituintes das representações sociais elaboradas pelos dois grupos. As representações sociais dos dois grupos se distinguem, já que os iniciantes descrevem uma prática voltada aos aspectos afetivo-expressivos, enquanto os concluintes trazem marcadamente a conjugação desses aspectos com o conhecimento científico.
CONCLUSÃO: O curso de graduação, gradativamente, influencia nas representações sociais do cuidado e, consequentemente, na sua dimensão prática.

Palavras-chave: Enfermagem. Cuidados de enfermagem. Psicologia social.

 

4  - Roteiro de coleta de dados de enfermagem em alojamento conjunto: contribuições da articulação ensino-serviço

Kleyde Ventura de Souza; Ludmila Taborda Moreira Assis; Tânia Couto Machado Chianca; Carla Lima Ribeiro; Amélia Cristina Gomes; Rosângela de Jesus Lima

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 234-239

Resumo Download

A Sistematização da Assistência de Enfermagem/Processo de Enfermagem é uma atividade privativa do enfermeiro que subsidia as ações de enfermagem que possam contribuir para a promoção, prevenção, recuperação e reabilitação da saúde do indivíduo, família e/ou comunidade. O presente estudo objetivou aperfeiçoar instrumentos de exame físico, constituinte da primeira fase do Processo de Enfermagem, embasados na Teoria das Necessidades Humanas Básicas. Os instrumentos foram direcionados à puérpera e ao recém-nascido em alojamento conjunto de uma maternidade de ensino em Belo Horizonte/Minas Gerais, campo de prática, pesquisa e extensão em articulação com uma unidade acadêmica. Desenvolvida à luz da pesquisa convergente-assistencial, a experiência proporcionou condições para o fortalecimento da parceria ensino-serviço e estratégia para a melhoria da qualidade da assistência e da formação profissional, além de contribuir para a ressignificação do serviço como espaço de cuidado e educação.

Palavras-chave: Processos de Enfermagem. Exame Físico. Enfermagem.

 

5  - A avaliação da rede venosa pela enfermagem em mulheres com câncer ginecológico durante o tratamento quimioterápico

Cristiane Regina Soares; Ana Maria de Almeida; Thais de Oliveira Gozzo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 240-246

Resumo Download

Estudo de abordagem exploratória e descritiva que teve como objetivos: avaliar a rede venosa das mulheres com câncer cérvico uterino, no início e ao final do tratamento quimioterápico; analisar a ocorrência de flebite provocada pelas drogas utilizadas nos protocolos de quimioterapia neoadjuvante e adjuvante e relacionar os tipos de veia com os dispositivos mais utilizados, tempo de permanência e intercorrências. Utilizou-se um instrumento de avaliação da rede venosa para os membros superiores. Foram incluídas 20 mulheres atendidas em um hospital de ensino do interior do Estado de São Paulo. A avaliação da rede venosa demonstrou poucas alterações, e a intercorrência mais frequente foi o hematoma (60%). Os resultados deste estudo apontam para aspectos da prática de enfermagem relacionados à administração de quimioterápicos e ressaltam a necessidade de elaborar e implantar protocolos para o cuidado.

Palavras-chave: Neoplasias do colo do útero. Enfermagem. Quimioterapia. Extravasamento de materiais terapêuticos e diagnósticos.

 

6  - Saberes e práticas no cuidado ao recém-nascido em terapia intensiva em Florianópolis (década de 1980)

Roberta Costa; Maria Itayra Padilha

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 247-254

Resumo Download

Pesquisa qualitativa, com abordagem sócio-histórica, cujo objetivo foi compreender a história das transformações das práticas de cuidado ao recém-nascido e sua família, a partir da implantação da primeira UTI neonatal em Florianópolis. Os sujeitos da pesquisa foram 13 profissionais de saúde que trabalhavam na UTI na década de 1980. Para coleta de dados utilizamos a História Oral, realizando entrevistas semiestruturadas. A análise dos dados foi baseada no referencial foucaultiano e resultou nos agrupamentos discursivos: A UTI neonatal possibilitando novas práticas no cuidado ao recém-nascido; Percepção da equipe de saúde sobre a família na UTI neonatal; O Hospital Infantil como marco no atendimento ao recém-nascido de risco em Santa Catarina. Os resultados desta pesquisa permitem afirmar que a implantação da UTI neonatal influenciou qualitativamente no cuidado ao recém-nascido e sua família, com o enfoque orientado para a sobrevivência do recém-nascido, e os reflexos desta experiência continuam presentes na atualidade.

Palavras-chave: UTI neonatal. Recém-nascido. Família. Cuidado do lactente. História.

 

7  - Primeira década do curso de enfermagem na Universidade Federal de Juiz de Fora: 1979 -1989

Maria Cristina Pinto de Jesus; Sueli Maria dos Reis Santos; Mariangela Aparecida Gonçalves Figueiredo; Grazielli Fabiana Gava; Fernanda de Oliveira Pereira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 255-262

Resumo Download

O curso de graduação em enfermagem foi criado na Universidade Federal de Juiz de Fora em 1979, com a incorporação do corpo social da Faculdade de Enfermagem Hermantina Beraldo. Este estudo de abordagem histórico-social objetivou discutir a formação do enfermeiro na primeira década (1979 a 1989) após a criação do curso de graduação na Universidade Federal de Juiz de Fora. As fontes primárias foram documentos arquivados e depoimentos de professores que vivenciaram este momento histórico. Os dados foram coletados em 2009, organizados e classificados em conformidade com o método histórico à luz da teoria de Pierre Bourdieu. A análise dos dados permitiu evidenciar ações estratégicas dos docentes da enfermagem interessados na conservação das características do processo de ensino da Faculdade de Enfermagem Hermantina Beraldo, na primeira década de criação do curso na Universidade Federal de Juiz de Fora.

Palavras-chave: Enfermagem. Ensino superior. História da Enfermagem

 

8  - Método Canguru: Práticas investigativas e de cuidado de enfermagem no modelo de adaptação de Roy

Márcia Borck; Evanguelia Kotzias Atherino dos Santos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 263-269

Resumo Download

Trata-se de uma pesquisa convergente-assistencial, de natureza qualitativa, que teve como objetivos: investigar a experiência no processo de adaptação de seis famílias na terceira etapa do Método Canguru com recém-nascidos pré-termo e/ou de baixo peso, no período de outubro/06 a fevereiro/07; e implementar a consulta de enfermagem dentro dos quatro modos adaptativos da Teoria de Roy. A coleta de dados foi realizada através do processo de cuidar do modelo adaptativo de Roy, utilizando as técnicas de observação e da entrevista semiestruturada. O processo de análise ocorreu por meio da apreensão, síntese, teorização e transferência. Os resultados mostram a necessidade de fortalecer o papel da família na desospitalização e a comunicação entre a equipe interdisciplinar e rever critérios de alta da terceira etapa. Este estudo evidencia a terceira etapa como oportunidade para retroalimentar o sistema de cuidado e apoiar as famílias para sobreporem seus conflitos, preocupações, medos, inseguranças e o próprio comportamento imaturo do bebê.

Palavras-chave: Enfermagem neonatal. Recém-nascido prematuro. Recém-nascido de baixo peso. Relações mãe-filho

 

9  - Setores de cuidado à saúde e sua inter-relação na assistência domiciliar ao doente crônico

Raquel Pötter Garcia; Maria de Lourdes Denardin Budó; Stefanie Griebeler Oliveira; Margrid Beuter; Nara Marilene Oliveira Girardon-Perlini

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 270-276

Resumo Download

Objetivou-se descrever a inter-relação e comunicação nos setores de cuidado à saúde sob a perspectiva de cuidadores familiares de adoecidos crônicos com doença incapacitante. Estudo qualitativo, descritivo e exploratório, realizado com 11 cuidadores familiares de pacientes adscritos em uma Estratégia de Saúde da Família localizada no município de Santa Maria, Rio Grande do Sul. Os cuidadores familiares foram indicados pela equipe de saúde da unidade. A coleta de dados ocorreu de julho a setembro de 2010 e desenvolveu-se com entrevistas narrativas, orientadas por eixos norteadores. Da análise de conteúdo temática surgiram categorias relacionadas à comunicação e às relações interpessoais entre profissionais, cuidadores familiares e doentes, além das interfaces entre os setores de cuidado à saúde. Há necessidade de uma comunicação efetiva entre os setores de cuidado, de maneira que atuem conjuntamente, permitindo troca de saberes que auxiliem no enfrentamento do processo de doença.

Palavras-chave: Enfermagem. Doença crônica. Assistência domiciliar. Cuidadores. Comunicação.

 

10  - Percepções de enfermeiras sobre a assistência prestada a mulheres diante do óbito fetal

Camila da Silva Santos; Juliana Freitas Marques; Francisco Herlânio Costa Carvalho; Ana Fátima Carvalho Fernandes; Ana Ciléia Pinto Teixeira Henriques; Karla de Abreu Peixoto Moreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 277-284

Resumo Download

Objetivou-se analisar as percepções de enfermeiras quanto à assistência de enfermagem prestada a mulheres diante do diagnóstico de óbito fetal. Pesquisa com abordagem qualitativa, realizada em uma maternidade-escola de Fortaleza-CE, Brasil, entre setembro e outubro/2009. A amostra constou de nove enfermeiras que atuavam no serviço de gestação de alto risco. Os resultados evidenciaram que o foco da assistência prestada era a oferta de apoio psicológico, através da permissão fornecida às mulheres ou familiares para verem o feto morto. As dificuldades mais citadas estiveram associadas à questão estrutural da maternidade, que não possuía uma enfermaria específica para as mães com diagnóstico de óbito fetal. Ademais, citaram a sobrecarga de trabalho, uma vez que exerciam funções que não integravam os procedimentos de práxis. Destaca-se, portanto, a necessidade de uma assistência diferenciada às mulheres ante o óbito fetal, que abranja, além dos recursos humanos, questões estruturais dos serviços de saúde.

Palavras-chave: Saúde da mulher. Morte fetal. Cuidados de enfermagem. Pesquisa qualitativa.

 

11  - O afrontamento das enfermeiras ao assumirem a gerência escolar: um olhar a partir da teoria de Roy

Mariana Olizbeth Salinas Alvirde; Danelia Gómez Torres; Vianey Méndez Salazar

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 285-291

Resumo Download

Esta pesquisa aborda a transição gerencial das instituiçðes educativas de médicos às enfermeiras, com o objetivo de delimitar mecanismos de afrontamento e modos adaptativos ao iniciar a gestão no âmbito acadêmico. Realizou-se um estudo qualitativo de abordagem histórico-social, orientado pela teoria de adaptação de Roy. Os sujeitos estudados foram as primeiras professoras que ocuparam a direção das escolas universitárias de enfermagem; os dados foram recoletados por meio de entrevistas. Os resultados revelaram que a incursão de enfermeiras permitiu abordar o processo saúde-doença de maneira distinta ao ato médico, o que significou gerar mecanismos de afrontamento para trabalhar na construção de paradigmas que conformarão um pensamento profissional e uma visão disciplinar própria, a partir de um plano de estudo sólido. Concluiu-se que se renovarão os métodos de trabalho com a criação dos novos níveis acadêmicos, especializaçðes e titularidades nas matérias, com base em sacrifício e dedicação, iniciando-se sua autonomia profissional.

Palavras-chave: Enfermagem. Educação. História. Adaptação. Gerência.

 

12  - Tempo despendido na execução do processo de enfermagem em um centro de tratamento intensivo

Miriam de Abreu Almeida; Isis Marques Severo; Enaura Brandão Chaves; Luciana Nabinger Menna Barreto; Daniela Marona Borba

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 292-296

Resumo Download

Este estudo objetivou mensurar o tempo despendido pelos enfermeiros de um Centro de Terapia Intensiva (CTI) na execução das etapas do Processo de Enfermagem (PE). Trata-se de uma investigação descritiva, observacional e exploratória, com metodologia quantitativa. Foram cronometradas as etapas do PE realizadas por seis enfermeiros em 29 pacientes internados no CTI. A pesquisa foi aprovada pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição. O tempo foi mensurado nas etapas: avaliação diária do paciente: 8,34 (3,78); diagnóstico e prescrição de enfermagem: 3,65 (2,27-5,45); aprazamento da prescrição de enfermagem: 2,30 (1,14); e evolução da assistência de enfermagem: 11,29 (2,55). O enfermeiro despendeu 25,58 minutos por paciente na realização do PE. Os dados fornecem subsídios para o dimensionamento de recursos humanos no cuidado a pacientes críticos, com vistas à qualificação da assistência.

Palavras-chave: Processos de enfermagem. Unidades de terapia intensiva. Diagnóstico de enfermagem.

 

13  - Uso do filme como estratégia de ensino-aprendizagem sobre pessoas com deficiência: percepção de alunos de enfermagem

Paula Marciana Pinheiro de Oliveira; Monaliza Ribeiro Mariano; Cristiana Brasil de Almeida Rebouças; Lorita Marlena Freitag Pagliuca

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 297-305

Resumo Download

O objetivo deste estudo foi elaborar uma estratégia de ensino-aprendizagem sobre pessoas com deficiência sensorial e registrar a percepção dos alunos de graduação em enfermagem acerca da utilização de filmes como parte da estratégia do processo ensino-aprendizagem sobre pessoas com deficiência sensorial visual, auditiva e de fala. Estudo descritivo, exploratório, qualitativo, desenvolvido no Laboratório de Comunicação em Saúde, do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal do Ceará, no período de 2010.1. O primeiro tema tratado foi a deficiência visual, seguida da auditiva e da fala. A associação do uso de filmes a conteúdos teóricos e leitura de textos sobre determinado tema foi considerada experiência prazerosa pelos alunos, motivando o aprendizado. A introdução de filmes representa uma oportunidade para rever e sofisticar a abordagem pedagógica e os conteúdos ministrados pelo professor.

Palavras-chave: Educação em Enfermagem. Pessoas com deficiência. Enfermagem.

 

14  - Informações para a elaboração de um manual educativo destinado às mulheres com câncer de mama

Thais de Oliveira Gozzo; Renata Rosa Lopes; Maria Antonieta Spinoso Prado; Lóris Aparecida Prado da Cruz; Ana Maria de Almeida

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 306-311

Resumo Download

O objetivo deste estudo foi identificar as informações necessárias para a elaboração de um manual educativo, para auxiliar a mulher no pré-operatório para tratamento do câncer de mama. Para isso, foram entrevistadas mulheres com o diagnóstico de câncer de mama e submetidas ao procedimento cirúrgico pela primeira vez no máximo há seis meses. Foram incluídas 51 mulheres na faixa etária de 25 a 84 anos; 32 tinham companheiro; 26, ensino fundamental incompleto; 24 consideraram sua ocupação como "do lar"; 43,1% foram submetidas à mastectomia; e 82,4% realizaram linfadenectomia axilar. Responderam um instrumento com dados sócio-demográficos e perguntas relativas às informações/orientações recebidas da equipe de saúde sobre tipos de cirurgia, internação, anestesia, uso do dreno e intercorrências. Para a elaboração de material educativo, conhecer esta realidade e as expectativas dos sujeitos é indispensável para que sejam priorizadas as necessidades dos clientes, e não somente as exigências terapêuticas.

Palavras-chave: Neoplasias da mama. Enfermagem. Cirurgia. Educação em saúde

 

15  - Avaliação da qualidade da atenção à saúde de adolescentes no pré-natal e puerpério

Lílian Machado Vilarinho; Lidya Tolstenko Nogueira; Elizabeth Eriko Ishida Nagahama

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 312-319

Resumo Download

Pesquisa avaliativa que objetivou avaliar a qualidade da atenção pré-natal e puerperal a adolescentes com filhos nascidos vivos em instituição pública de saúde de Teresina, Piauí. Foram utilizados dois parâmetros para avaliar o cuidado pré-natal: um índice internacional (Adequacy of Prenatal Care Utilization) e outro nacional, baseado em recomendações do Ministério da Saúde. A qualidade da atenção foi categorizada em adequada superior, adequada, intermediária e inadequada. Identificou-se que mais da metade das mulheres iniciou o pré-natal precocemente e o número de consultas de pré-natal foi inadequada. A maioria realizou exames de pré-natal de rotina, 75% tiveram as mamas examinadas e 88,6% foram orientadas sobre aleitamento materno. A atenção puerperal foi intermediária para 38,6% das mulheres, 52,3% não retornaram à unidade de saúde e tampouco receberam visita domiciliar, 70,5% foram orientadas sobre os métodos contraceptivos e 93,2%, sobre aleitamento materno. Esforços devem ser empreendidos para garantir a qualidade da atenção no ciclo gravídico-puerperal.

Palavras-chave: Avaliação em saúde. Gravidez na adolescência. Enfermagem. Cuidado pré-natal. Puerpério

 

16  - Qualidade de vida do enfermeiro no trabalho docente: estudo com o Whoqol-bref

Maria Rodrigues da Conceição; Maria Suêuda Costa; Maria Irismar de Almeida; Ângela Maria Alves e Souza; Maria Beatriz de Paula Tavares Cavalcante; Maria Dalva Santos Alves

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 320-325

Resumo Download

O estudo objetivou verificar a qualidade de vida do enfermeiro docente que trabalha em instituição federal, estadual e privada e comparar os resultados entre os três grupos. Os dados foram obtidos por meio do Whoqol-bref, com 26 perguntas, e aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa. Foram 38 professores doutores, com exercício da docência na graduação e pós-graduação. Destes, 30 eram casados; seis, solteiros; e dois, separados, com média de idade de 6,5 anos. Quanto à qualidade de vida global, somente os professores da universidade privada têm minoria no escore "bom", mas nos domínios físico e psicológico a soma dos percentuais dos escores não apresentou diferenças relevantes, pois no primeiro foi de 7% e no segundo 3, %; entretanto, para os domínios das relações sociais e do meio ambiente, foram 22,2% e 30,6%. Utilizar o Whoqol-bref, mesmo com amostra reduzida, forneceu informações relevantes sobre a qualidade de vida docente.

Palavras-chave: Qualidade de vida. Docente. Trabalho. Enfermagem.

 

17  - Puericultura em enfermagem e educação em saúde: percepção de mães na estratégia saúde da família

Viviane Mamede Vasconcelos; Mirna Albuquerque Frota; Mariana Cavalcante Martins; Márcia Maria Tavares Machado

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 326-331

Resumo Download

Objetivou-se descrever a vivência das mães sobre os cuidados prestados aos filhos, bem como a percepção destas em relação à consulta de puericultura. Realizou-se pesquisa-ação com onze mães de crianças menores de dois anos e utilizou-se a entrevista semiestruturada em visita domiciliária às mães, seguidas de consultas mensais de puericultura e estratégias de educação em saúde e de nova entrevista para avaliação da implementação das consultas. Após descrição e análise dos dados, emergiram as categorias: Construção da Competência para ser mãe; Alternativas e Tratamento da Doença; Aprendizado na Puericultura. As consultas favorecem o cuidado das mães ao filho, proporcionando saúde de qualidade, por meio da promoção da saúde e prevenção de doenças.

Palavras-chave: Mães. Cuidado da criança. Saúde da criança. Saúde pública.

 

18  - A Atuação dos enfermeiros egressos do curso de especialização em obstetrícia no nordeste do Brasil - da proposta à operacionalização

Arabela Antônia Nery de Melo Costa; Janine Schirmer

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 332-339

Resumo Download

Com o objetivo de detalhar a atuação de enfermeiros após especialização em Obstetrícia na Região Nordeste do Brasil e os benefícios dessa atuação consubstanciados em premiações para a instituição em que trabalhavam, procedeu-se a estudo transversal, descritivo, exploratório, entre maio de 2006 e março de 2007, em duas fases: a primeira com entrevista estruturada para 127 (67,2%) dos 345 egressos da especialização, residentes em nove estados do Nordeste, e a segunda com contato telefônico via web a 56 (98,2%) enfermeiros. Constatou-se que 114 (90,5%) egressos atuavam na assistência, 50 (39,7%) na administração e 47 (37,3%) na docência de enfermagem. Só em Pernambuco, os egressos lecionavam a residentes de enfermagem. Predominou a concessão da premiação pelo Ministério da Saúde a instituições com egressos. Concluiu-se que cursos de especialização em enfermagem obstétrica, financiados pelo Ministério, ensejaram ganhos a egressos e instituições, permitindo melhor assistência, resultando em premiações pela implantação de novos modelos assistenciais.

Palavras-chave: Enfermeiras obstétricas. Prática profissional. Área de atuação profissional.

 

19  - Acidente vascular encefálico como complicação da hipertensão arterial: quais são os fatores intervenientes?

Larissa Bento de Araújo Mendonça; Francisca Elisângela Teixeira Lima; Sherida Karanini Paz de Oliveira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 340-346

Resumo Download

O objetivo foi identificar os fatores intervenientes na adesão ao tratamento anti-hipertensivo que contribuíram para surgimento doacidente vascular encefálico (AVE). Estudo descritivo realizado em uma Unidade de AVE de um hospital público. A amostra constituiusede 75 pacientes com diagnóstico de Hipertensão Arterial Sistêmica acometidos por um AVE. A coleta de dados aconteceu emmarço e abril de 2010. Estudo aprovado pelo Comitê de Ética e Pesquisa sob parecer nº 110302/10. Os fatores intervenientesna adesão do paciente ao tratamento anti-hipertensivo foram: sexo masculino (61,4%), idade >60 anos (48%), antecedentesfamiliares para HAS (68%), baixa escolaridade (72%), renda familiar até um salário mínimo (52%) e presença de efeitos colaterais(22,6%). Talvez a experiência de um AVE seja um fator determinante para a maior adesão do paciente ao tratamento antihipertensivo. É necessário que os enfermeiros realizem acompanhamento ao hipertenso periodicamente, informando-o acerca dadoença e do tratamento, visando evitar complicações.

Palavras-chave: Hipertensão. Cuidados de enfermagem. Acidente cerebral vascular.

 

20  - Fragilidades, fortalezas e desafios na formação do enfermeiro

Jamila Geri Tomaschewski Barlem; Valéria Lerch Lunardi; Edison Luiz Devos Barlem; Simoní Saraiva Bordignon; Caroline Ceolin Zacarias; Wilson Danilo Lunardi Filho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 347-353

Resumo Download

Pesquisa qualitativa que objetivou identificar a percepção do enfermeiro quanto ao seu preparo profissional, a partir da formação conferida pela graduação, e identificar aspectos da formação que contribuem para o enfrentamento dos conflitos e dilemas do cotidiano de trabalho. Os dados foram coletados entre agosto e dezembro de 2009, com oito enfermeiras de um hospital público federal do extremo sul do Brasil, por meio de entrevistas semiestruturadas. Utilizou-se a análise temática no tratamento dos dados, emergindo duas categorias: fragilidades no processo formativo e fortalezas na formação profissional. Encontrar alternativas para melhor suprir as necessidades da prática profissional é um desafio que requer não só o conhecimento das lacunas deixadas pelo curso de graduação, mas, também, formas de consolidar as fortalezas existentes no processo de formação.

Palavras-chave: Enfermagem. Educação em Enfermagem. Pesquisa em avaliação de enfermagem. Ética

 

21  - História do cuidado ao recém-nascido na Maternidade Carmela Dutra - Florianópolis-SC/Brasil (1956-2001)

Vitória Regina Petters Gregório; Maria Itayra Padilha

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 354-362

Resumo Download

Pesquisa qualitativa de abordagem sócio-histórica com o objetivo de analisar as práticas de cuidado desenvolvidas, pelas enfermeiras, ao recém-nascido na Maternidade Carmela Dutra, Florianópolis-SC, no período de 1956 a 2001. Os sujeitos da pesquisa foram nove enfermeiras que trabalharam na Maternidade no período demarcado. Os dados foram categorizados utilizando-se análise de conteúdo temática com base no referencial foucaultiano. Emergiram três categorias: O bebê nascia e passava por uma janelinha para o berçário; As mães não eram donas dos filhos; O prematuro era bem embrulhadinho e levado da sala de parto para o berçário de alto risco. Os resultados mostraram que as práticas de cuidados prestadas aos recém-nascidos passaram por muitas transformações importantes e desafiantes para as enfermeiras. A pesquisa possibilitou conhecer o cotidiano do trabalho das enfermeiras, iluminando o interior das práticas de cuidado e as relações de poder-saber, fortalecendo sua identidade e colaborando para a construção profissional.

Palavras-chave: Enfermagem Obstétrica. Enfermagem Neonatal. História da Enfermagem. Saúde da criança.

 

22  - A responsabilidade profissional na assistência ao parto: discursos de enfermeiras obstétricas

Daniela Ries Winck; Odaléa Maria Brüggemann; Marisa Monticelli

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 363-370

Resumo Download

Trata-se de um estudo qualitativo, de natureza exploratória, que objetivou identificar o conhecimento das enfermeiras obstétricas em relação à responsabilidade profissional na assistência ao parto. Foram entrevistadas 11 enfermeiras que atuavam na assistência ao parto em hospitais e/ou domicílio no estado de Santa Catarina, entre março e agosto de 2009. Após análise pelo Discurso do Sujeito Coletivo, emergiram Ideias Centrais que contemplam os temas sobre as relações das enfermeiras obstétricas com os médicos e a instituição; a responsabilização profissional e as repercussões morais e legais do erro. Verificou-se que as enfermeiras conhecem pouco a respeito das repercussões legais do erro. Ao assumir a assistência ao parto, devem dedicar total atenção aos limites da competência e à prevenção de erros previsíveis, tendo em mente que assumirão também a responsabilização por suas falhas. A atualização sobre responsabilidade legal é tão importante quanto a científica e pode contribuir para a autoconfiança profissional.

Palavras-chave: Parto normal. Enfermagem obstétrica. Responsabilidade legal.

 

23  - Fatores associados à qualidade de vida de idosos com osteoporose residentes na zona rural

Darlene Mara dos Santos Tavares; Nayara Cândida Gomes; Flavia Aparecida Dias; Nilce Maria de Freitas Santos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 371-378

Resumo Download

Inquérito domiciliar transversal que objetivou mensurar a qualidade de vida de idosos rurais com osteoporose e verificar seus fatores associados. Utilizaram-se os instrumentos: estruturados World Health Organization Quality of Life-Bref (WHOQOL-BREF) e Health Organization Quality of Life Assessment for Older Adults (WHOQOL-OLD). Procedeu-se análise descritiva, teste t-Student, Mann Whitney e regressão linear múltipla (p <0,05). Predominou o perfil: sexo feminino, 60|- 70 anos, casada, 4 |- 8 anos de estudo, renda de 1 salário mínimo, aposentados por idade, dona de casa, regular satisfação das necessidades, casa própria quitada e que moravam com o cônjuge. Os menores escores associaram-se ao maior número de morbidades, à ausência de escolaridade e à menor idade. Evidencia-se a necessidade de ações de acompanhamento e monitoramento das condições de saúde desta população, visando minimizar o impacto na qualidade de vida.

Palavras-chave: Enfermagem geriátrica. Osteoporose. Qualidade de vida. População rural.

 

24  - Desafios da formação do enfermeiro no contexto da expansão do ensino superior

Kênia Lara Silva; Roseni Rosângela Sena; Marília Rezende Silveira; Tatiana Silva Tavares; Paloma Morais Silva

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 380-387

Resumo Download

O estudo teve como objetivo identificar desafios na formação do enfermeiro no contexto da expansão do ensino superior. Pesquisa realizada em 17 cursos de graduação em enfermagem no Estado de Minas Gerais, por meio de grupos focais com docentes e discentes. Os resultados indicam que há uma mudança no perfil dos alunos que têm ingressado nos cursos de enfermagem. No contexto da expansão, as escolas têm contribuído para a transformação dos modelos de atenção com a incorporação de uma nova concepção sobre o sistema de saúde. Contudo, há desafios para associar as mudanças requeridas na graduação com o novo perfil de alunos que "optam" pelos cursos de enfermagem. Indica-se a necessidade de as escolas reverem seu projeto pedagógico e sua organização curricular a favor da qualificação do cuidado e da transformação dos modelos de atenção em saúde.

Palavras-chave: Educação em enfermagem. Instituições de ensino superior. Ensino de graduação.

 

REVISÃO

25  - Contribuições da filosofia para a pesquisa em enfermagem

Raquell Alves de Araújo; Hemília Gabrielly de Oliveira Cartaxo; Samira Maria Oliveira Almeida; Fátima Maria da Silva Abrão; Antonio José de Almeida Filho; Clara Maria Silvestre Monteiro de Freitas

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 388-394

Resumo Download

Objetivou-se realizar um levantamento das pesquisas, na área de Enfermagem, que fizeram uso da filosofia com perspectiva de compreender sua prática, buscando identificar sua contribuição para a profissão. Trata-se de um estudo cuja base metodológica é a revisão integrativa, de caráter crítico e retrospectivo, com fonte de dados secundários.Para a seleção dos artigos utilizaramse as bases de dados Lilacs e Medline. A amostra desta revisão constituiu-se de 31 artigos. Após análise dos artigos, os resultados apontaram que há uma dominação de estudos qualitativos e reflexivos, utilizando a fenomenologia como abordagem filosófica, predominando o referencial teórico do filósofo Martin Heidegger. Concluiu-se que a fenomenologia tem sido cada vez mais utilizada em trabalhos realizados no campo da Enfermagem, o que reflete a preocupação em compreender os fenômenos vividos no seu cotidiano. Assim, tem apresentado subsídios expressivos para a práxis da profissão e, especialmente, para a edificação do conhecimento enquanto disciplina.

Palavras-chave: Enfermagem. Filosofia. Pesquisa.

 

RELATO DE EXPERIENCIA

26  - Formação do acadêmico de enfermagem: vivência na atenção a usuários de drogas psicoativas

Andiara Araújo Cunegundes de Brito; Danielle Souza Silva; Dulcian Medeiros de Azevedo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012;16(2): 395-400

Resumo Download

O artigo objetivou relatar a experiência vivenciada por acadêmicos de enfermagem na Fundação Belo Amor, localizada no município de Caicó/RN, serviço de reabilitação psicossocial para usuários de álcool e outras drogas, buscando reconhecer a rede de saúde mental no município. A vivência partiu da disciplina Políticas Públicas de Saúde Mental, ofertada no sexto período do curso de graduação em enfermagem, e compreendeu dois momentos: a captação da realidade e o desenvolvimento de duas técnicas de grupo. Através das atividades realizadas foi possível aproximar-se da história de vida dos usuários; apreender sentimentos e/ou situações que os levaram ao consumo de drogas ou recaídas; e a vivência do processo de reabilitação atual e as perspectivas futuras. Esta experiência possibilitou que os acadêmicos compreendessem a importância deste serviço para a rede de saúde mental, e ainda para a formação generalista, crítica e reflexiva do profissional enfermeiro.

Palavras-chave: Drogas ilícitas. Serviços de saúde mental. Centros de reabilitação. Educação em enfermagem. Enfermagem psiquiátrica.

 

© Copyright 2017 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1