ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Notícias

Informação 1

A Escola Anna Nery Revista de Enfermagem está filiada ao Committee on Publication on Ethics (COPE)

Informação 3

Taxas de Publicação e Tradução de Artigos
Mais Notícias

Volume 10 , Número 1 , Jan/Mar - 2006

EDITORIAL

1  - Ética na pesquisa de enfermagem

Marcia Tereza Luz Lisboa

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 09-14

Download

 

FAC-SÍMILE

2  - Apresentação

Antonio José de Almeida Filho; Suely de Souza Baptista; Gertrudes Teixeira Lopes

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 15-17

Download

 

PESQUISA

3  - (Re)lembrando Elvira de Felic: gestos e falas de enfermeiras sobre o banho no leito, uma técnica/tecnologia de enfermagem

Nébia Maria Almeida de Figueiredo; Vilma de Carvalho; Maria Antonieta Rubio Tyrrell

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 18-28

Resumo Download

Trata-se de uma pesquisa quanti-qualitativa sobre banho no leito, com os objetivos de identificar expressões verbais e caracterizar expressões não verbais durante a execução da atividade de banhar e de ser banhada.. A coleta de dados incluiu o registro de falas, gestos e expressões durante a Cena de Reflexão, uma dramatização do banho em sala de aula, com a participação de 32 enfermeiras e alunas de pós-graduação - mestrado. Os resultados indicaram dois núcleos de representações: o primeiro, "O Corpo que Toca e Fala"; e o segundo, "O Corpo que Toca e Cala". A Multireferencialidade, Subjetividade, Psicossociologia e as concepções de Nightingale, Figueiredo e Carvalho foram usadas como apoio teórico. Os resultados constataram dificuldades das enfermeiras em relação ao toque e ao corpo nu, durante o procedimento técnico, e também quando opinavam e defendiam, de fato, o próprio corpo e o toque como intermediadores de emoções, subjetividade, estética, sexualidade e sensualidade

Palavras-chave: Enfermagem. Higiene da pele. Tato. Tecnologia

 

4  - Fatores que interferem na prevenção do sono e repouso de criança em Terapia Intensiva

Márcia Barbosa de Paiva; Célia Antunes C. de Souza; Enedina Soares

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 29-35

Resumo Download

Trata-se de um estudo de caso com uma criança internada em Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica, cujo objetivo é descrever os fatores que interferem na preservação de seu sono e repouso. Utilizou-se como método, para a coleta de dados, observação direta, a partir dos procedimentos realizados e da maneira de cuidar da criança pela equipe multiprofissional. Os resultados denotam que o sono e o repouso foram interrompidos em intervalos de 25 minutos, evidenciando a necessidade e a privatização do sono e repouso nestas circunstâncias. Conclui-se que a assistência à criança que necessita de cuidados intensivos deve estar voltada para atender suas necessidades individuais, utilizando para tal uma abordagem humanística que implica na formação de conjuntos, na interdisciplinaridade dos profissionais, buscando a integralidade, a unicidade e a interdependência.

Palavras-chave: Enfermagem Pediátrica. Cuidados intensivos. Sono. Repouso

 

5  - O ser mãe de criança com doença crônica: realizando cuidados complexos

Maria Inez Almeida; Rosemeire Cristina Moretto Molina; Tereza Maria Mageroska Vieira; Ieda Harumi Higarashi; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 36-46

Resumo Download

O presente estudo tem por objetivo compreender a experiência de assistência domiciliar prestada por mãe de criança com doença crônica e dependente de cuidados complexos. A pesquisa teve como eixo norteador a abordagem qualitativa. Para a análise e interpretação dos dados, optou-se pela abordagem metodológica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Os dados foram coletados nos período de janeiro a março de 2005, por meio de entrevista semi-estruturada com mães residentes em três municípios do Estado do Paraná. Foram informantes seis mães cuidadoras principais da criança dependente de cuidados complexos e que houvesse passado pela experiência de hospitalização nos últimos seis meses. Da realidade dessas mães cuidadoras domiciliares, desvelou-se toda a gama de dificuldades e os meios de enfrentamento encontrados por elas para lidarem com o cotidiano da assistência em seus lares, o que evidenciou a importância do papel educativo-assistencial do profissional enfermeiro para a efetivação desse processo.

Palavras-chave: Doença crônica. Enfermagem. Cuidado da criança

 

6  - Assistência de enfermagem a paciente com fibrilação atrial

Lutgarde Magda Suzanne Vanheusden; Deyse Conceição Santoro

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 47-53

Resumo Download

Este estudo tem por objetivo apresentar uma revisão atualizada sobre as questões que envolvem a assistência à paciente que desenvolve fibrilação atrial. Essa revisão discute a condição complexa dessa taquiarritmia que influencia a mortalidade, morbidade, abordando o seu elevado custo para o sistema de saúde. A assistência e o importante papel da educação para a enfermagem nessa área estão sendo discutidos. Como a prevalência da fibrilação atrial aumenta com a idade e o Brasil tem uma população idosa cada vez mais crescente, a enfermagem enfrenta atualmente o desafio para cuidar dessa população que apresenta necessidades variadas.

Palavras-chave: Enfermagem. Fibrilação atrial. Arritmia

 

7  - Circunstâncias histórico-sociais de criação da primeira escola de enfermagem no Vale do Paraíba -

Ana Paula da Silva Antunes; Maria Cristina Sanna

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 54-63

Resumo Download

Estudo que se propõe a descrever as circunstâncias histórico-sociais de criação da Escola de Enfermagem Dom Epaminondas no Vale do Paraíba, e analisar as estratégias utilizadas para sua implantação. As fontes primárias, oriundas do acervo da instituição mantenedora da escola e do arquivo municipal, e as fontes secundárias, da biblioteca do município e do Espaço Cultural Mario Covas, tratadas por fichamento individual e agrupamento por similaridade e pertinência, resultaram em quatro agrupamentos temáticos: o Papel da Cidade no Tratamento da Tuberculose; a Influência da Igreja Católica na Saúde, Economia e Educação; O Papel da Enfermagem no Combate à tuberculose; e a Criação da Escola. Concluiu-se que a escola foi criada para atender às necessidades de qualificação de pessoal de enfermagem para fazer frente às mudanças na terapêutica da Tuberculose e, seguindo o modelo anglo-americano de formação, recrutar e manter mão-de-obra das alunas nos sanatórios de propriedade da entidade mantenedora da escola.

Palavras-chave: História. Enfermagem. Escolas de Enfermagem

 

8  - Aspectos da formação Profissional na escola de enfermagem Alfredo Pinto (1943-1949)

Marina do Nascimento Bessa; Wellington Mendonça de Amorim

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 64-74

Resumo Download

O objeto deste estudo é o acesso ao curso e as adaptações curriculares durante a reorganização do ensino profissional de enfermeiros e enfermeiras na Escola de Enfermagem Alfredo Pinto (EEAP), na primeira metade da gestão de Maria de Castro Pamphiro (1943- 1949).
OBJETIVOS: Identificar as formas e modos de acesso ao curso de enfermeiras e enfermeiros da Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, no período de 1943 a 1949; e analisar o currículo nessa escola e suas adaptações frente às exigências de ensino teórico e prático na formação do enfermeiro, nesse período. Estudo histórico-social realizado de 2003 a 2005 e baseado em análise de documentos escritos do Arquivo Setorial da EEAP / UNIRIO e da literatura existente sobre o tema. Os resultados evidenciaram que a Diretora utilizou estratégias que foram além das exigidas pelo regulamento de 1942, para garantir o acesso ao curso de enfermagem e elevar a qualidade de ensino da EEAP aproximando seu currículo daquele que seria exigido pela Lei 775/49.

Palavras-chave: História da Enfermagem. Educação. Escola de Enfermagem

 

9  - Principais razões que motivam os candidatos de nível técnico a uma vaga na profissão de Enfermagem

Dirce Stein Backes; Marli T. Stein Backes; Hedi C. Heckler de Siqueira; Alacoque Lorenzini Erdmann

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 75-80

Resumo Download

Objetivamos com este estudo analisar as principais razões que motivam os candidatos, de nível técnico, a uma vaga na profissão de enfermagem, à luz das considerações da Teoria de Watson. O estudo foi realizado em um empreendimento da saúde, localizado na cidade de Pelotas, na Zona Sul do Estado do Rio Grande do Sul, entre os meses de setembro/2004 e fevereiro/2005, com a participação de 55 candidatos a uma vaga para atuar na referida instituição. Os relatos demonstraram que o "ambiente de cuidado" possuiu forte influência na escolha da profissão de enfermagem. Enquanto alguns mencionam a influência de algum familiar trabalhando na área, outros expressaram uma forte tendência de "ajudar o outro" e/ou se identificaram com a profissão ao acompanharem algum familiar no processo de internação hospitalar. Em suma, a expressão do cuidado como conhecimento específico e desejo de "ajudar os outros" pôde ser identificado entre os principais motivos.

Palavras-chave: Enfermagem. Motivação. Prestação de cuidados de saúde

 

10  - Violência do cotidiano e no trabalho de enfermagem: apreensões e expectativas de alunos de um curso de graduação em Enfermagem do Rio de Janeiro

Marcia Tereza Luz Lisboa; Francimar de Jesus Moreira de Moura; Lidiane Dias Reis

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 81-86

Resumo Download

Pesquisa de abordagem quantitativa, teve por objetivos: identificar as expectativas dos alunos de enfermagem sobre a violência do cotidiano; descrever as apreensões dos alunos de enfermagem sobre a violência no trabalho de enfermagem. A partir da aprovação pelo Comitê de Ética em Pesquisa da Escola de Enfermagem Anna Nery da Universidade Federal do Rio de Janeiro (EEAN/UFRJ), a pesquisa foi realizada com a participação de 52 alunos do 3º período letivo do Curso de Graduação em Enfermagem e Obstetrícia da EEAN/UFRJ. Para a coleta de dados utilizou-se um questionário com 14 perguntas abertas sobre as expectativas profissionais em relação ao significado da violência; à violência no cotidiano do aluno de enfermagem; e à violência no trabalho de enfermagem. Nos resultados, 62,9% dos alunos tinham como significação da violência, a agressão física; 57,7% afirmaram que a enfermagem é uma profissão de alto risco; e as cinco expressões escolhidas pelos alunos que melhor retratam a violência no trabalho da enfermeira foram: a falta de condições de trabalho, o cliente agressivo, trabalho em locais perigosos, baixos salários e abuso sexual.

Palavras-chave: Enfermagem. Violência. Ensino Superior

 

11  - O impacto do álcool na mortalidade em acidentes de trânsito: uma questão de saúde pública

Angela Maria Mendes Abreu; José Mauro Braz de Lima; José Mauro Braz de Lima

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 87-94

Resumo Download

O estudo objetivou relacionar a mortalidade em acidentes de trânsito, no período de dezembro de 2001 a fevereiro de 2002, na cidade do Rio de Janeiro, com a taxa de álcool apresentada no sangue. Foram levantados, no Instituto Médico Legal, 267 prontuários de vítimas fatais de trânsito. Evidenciou-se a mortalidade diretamente acentuada em pessoas em idade produtiva. Observou-se que, do total, 88 vítimas (32,9%), realizaram teste de alcoolemia, e desses 33% foram positivos (a partir de 0,6g/l no sangue) e 67% apresentaram alcoolemia negativa. Ao correlacionar alcoolemia positiva com o local de óbito, observou-se que 42,2% foram provenientes de via pública e 16,6% de hospital. Houve níveis significativos de alcoolemia em atropelamento, colisão e queda de moto. Evidenciou-se aumento de acidentes nos feriados e fins de semana. A pesquisa mostrou que 70,9% das vítimas apresentaram níveis de alcoolemia entre 1,0 e mais que 2,0g/l no sangue, caracterizando o abuso do álcool com os acidentes de trânsito.

Palavras-chave: Teste de alcoolemia. Mortalidade. Acidentes de trânsito

 

12  - Cobertura vacinal dos profissionais de um curso de especialização em Saúde da Família do Piauí

Telma Maria Evangelista de Araújo; Elizabete Pimenta Araújo Paz; Rosane Harter Griep

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 95-100

Resumo Download

O presente estudo tem como objetivo avaliar a cobertura vacinal dos alunos de um Curso de Especialização em Saúde da Família do Piauí. A população do estudo foi constituída por todos os 43 alunos da turma: 19 enfermeiros, 13 médicos e 11 cirurgiões-dentistas. Os dados foram coletados em 2004, utilizando-se questionários auto-aplicáveis. Encontrou-se uma cobertura vacinal de 81,3% para hepatite B, 76% para a vacina antiamarílica e 65,1% para dT. Além disso, 25 alunos (58,1%) relataram desconhecimento acerca das vacinas preconizadas pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). Os resultados mostraram que esses profissionais de saúde não estão adequadamente vacinados, reforçando a necessidade da implantação de uma política sistemática de imunização para eles, tendo como base as normas preconizadas pelo PNI.

Palavras-chave: Vacinação. Programas de Imunização. Saúde da família

 

13  - Atuação gerencial do enfermeiro na perspectiva dos recém-egressos do curso de enfermagem

Vanessa Alves Martins; Janete Rodrigues da Silva Nakao; Neide Fávero

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 101-108

Resumo Download

Na prática profissional, os enfermeiros concentram-se na função administrativa distanciando-se do cuidado direto ao paciente. Articular essas dimensões está difícil. Essa dificuldade talvez se deva ao despreparo do enfermeiro e a maneira desarticulada com que as instituições de ensino abordam esses conteúdos e os relacionam com a prática cotidiana do trabalho. O trabalho apresentado é um estudo descritivo, na forma "pesquisa de opinião" que busca conhecer a opinião de um grupo de pessoas acerca de um assunto. Foram realizadas entrevistas com alunos egressos do curso de enfermagem (2002), que ainda não estejam atuando na prática profissional com o objetivo de verificar como eles vêem a atuação gerencial do profissional enfermeiro e como eles avaliam o conhecimento adquirido na escola sobre as questões gerenciais. Os resultados demonstram que existe uma dicotomia entre assistência e gerencia em enfermagem tanto no mercado de trabalho como durante a formação profissional.

Palavras-chave: Enfermagem. Gerência. Área de atuação profissional

 

REFLEXÃO

14  - Refletindo sobre liderança em Enfermagem

Mirtes Ribeiro; Sheila Lopes dos Santos; Taziane Graciet Balieira Martins Meira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 109-115

Resumo Download

Este estudo refletiu sobre as diversas formas de liderança. A liderança envolve relação interpessoal. A comunicação é indispensável nesse processo, pois através dela o enfermeiro troca conhecimento, organiza seu serviço, traçando objetivos junto a sua equipe. No exercício da liderança, o profissional deve propiciar um ambiente favorável para a execução das atividades no cotidiano de trabalho. A liderança torna-se essencial para a profissão, pois ter aptidão para comunicar, solucionar conflitos e ter iniciativa são atributos que contribuem para o cuidar.

Palavras-chave: Liderança. Equipe de Enfermagem. Habilidade. Competência profissional

 

15  - Ética na formação profissional: uma reflexão

Patrícia Neyva da Costa Pinheiro; Maria de Fátima Cardoso Marques; Maria Grasiela Teixeira Barroso

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 116-120

Resumo Download

Inquietações sobre os valores éticos, enfocando a ética e o ser humano nos impulsionou a desenvolver o presente trabalho, cujo objetivo é refletir sobre as questões éticas da atualidade e suas implicações na formação profissional. Para embasar nossas reflexões, buscamos a literatura pertinente sobre o assunto e destacamos nossos comentários em dois subtemas: implicações éticas na desigualdade social e desafios para resgatar a ética. Destacamos o pensamento de que a ética na sociedade atual encontra-se disseminada e pouco consistente diante da deturpação de valores, portanto, cabe ao futuro profissional questionar e revisar suas ações, constantemente, com o intuito de resgatar valores humanos voltados para o respeito e a solidariedade. Diante do exposto, consideramos estar na ética a luz para guiar as mudanças em nossa sociedade, que poderão servir de base para construir uma sociedade mais justa e digna para todos.

Palavras-chave: Ética. Ética Profissional. Ética de Enfermagem. Valores Sociais. Educação

 

ARTIGOS DE REVISÃO

16  - Assistência pré-natal no Programa Saúde da Família

Sebastião Junior Henrique Duarte; Sônia Maria Oliveira de Andrade

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 121-125

Resumo Download

Estudo realizado sobre a assistência pré-natal através do Programa Saúde da Família, com objetivo de descrever as ações do Enfermeiro na atenção ao pré-natal. Realizou-se revisão de literatura quanto às dimensões da assistência de enfermagem inseridas na saúde da mulher. Os resultados encontrados apontam para a multidimensionalidade da atuação do enfermeiro, destacando-se, além da atuação técnica, a interação promovida por ele entre as gestantes e demais membros da equipe e o acolhimento propiciador do estabelecimento de vínculo de confiança e credibilidade por parte das gestantes e conseqüente adesão ao pré-natal.

Palavras-chave: Saúde da Família. Saúde da Mulher. Cuidados integrais de saúde. Enfermagem em saúde comunitária. Cuidado pré-natal

 

17  - Conhecimento em HIV/AIDS de 1998 a 2005: estudos publicados em períodicos de Enfermagem

Maria Alix Leite Araújo; Thelma Leite de Araújo; Marta Maria Coelho Damasceno

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 126-131

Resumo Download

A pesquisa em enfermagem contribui para o fortalecimento da profissão e para a elaboração de um corpo de conhecimentos especializados, específicos e atualizados, buscando torná-la de relevância social. Deve ser analisada visando refletir sobre o conhecimento de maneira a torná-lo mais adequado. Teve-se por objetivo analisar pesquisas publicadas em seis periódicos de enfermagem Qualis internacional no período de 1998 a 2005. Foram encontrados 40 estudos, realizados predominantemente na Região Sudeste, derivados de teses e dissertações e de autoria de docentes. A temática privilegiada foi a vivência e convivência dos portadores de HIV/AIDS. Conclui-se pela necessidade de expansão da abrangência das pesquisas, buscando atender as exigências da área.

Palavras-chave: Conhecimento. HIV/AIDS. Enfermagem

 

18  - Grupos realizados por enfermeiros na área de saúde mental

Luciene Simões Spadini; Maria Conceição Bernardo de Mello e Souza

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 132-138

Resumo Download

Este artigo teve por objetivo realizar uma revisão da literatura nacional sobre o trabalho em grupos realizados por enfermeiros na área de saúde mental, no período de janeiro 1994 a abril de 2004. A identificação das fontes foi realizada através dos sistemas informatizados de busca Literatura Latino-Americana de Ciências da Saúde (LILACS) e o Banco de Dados Bibliográficos da USP - Catálogo On-line Global (DEDALUS). Foram encontrados 38 trabalhos, 17 da área de enfermagem e seis especificamente sobre o trabalho em grupo realizado por enfermeiros na área de saúde mental. Os seis artigos foram analisados segundo: o tipo de grupo; a coordenação; os integrantes; local e objetivo da formação. Constatou-se que há a necessidade do preparo do enfermeiro para a realização dessa atividade, diante da relevância dessa estratégia para a assistência de enfermagem em saúde mental. Há a necessidade de novas publicações mediante ao número pequeno de publicações sobre a temática.

Palavras-chave: Enfermagem. Saúde Mental. Enfermagem Psiquiátrica

 

19  - Grupos na enfermagem: classificação, terminologias e formas de abordagem

Fabiana Verdan Simões; Marluci Andrade Conceição Stipp

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 139-144

Resumo Download

Este artigo retrata as diversas terminologias utilizadas para os trabalhos de grupos realizados por enfermeiros e contextualiza as formas de abordagens utilizadas em estudos de enfermeiros sobre as atividades grupais. Aborda as seguintes terminologias: grupos operativos e seus campos de atuação, grupos com pacientes somáticos, grupos interdisciplinares homogêneos, grupos de convivência, grupos focais e grupos de convergência. As terminologias existentes são pautadas de acordo com objetivos mais definidos de atuação do grupo, onde, na verdade, todas se encaixam no conceito de grupo operativo, como uma classificação dessas atividades grupais. Sobre as formas de abordagem relacionadas a essas atividades, são descritas: grupos como processo educativo em saúde, grupos como tecnologia e como estratégia. Entre as citadas, a visão do grupo como estratégia, segundo os autores, permite ampliar o significado de atuação do trabalho de grupo e sua importância como ferramenta de trabalho para o profissional enfermeiro.

Palavras-chave: Educação em Enfermagem. Terminologia. Classificação. Educação do paciente

 

RESUMO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

20  - A (Con)vivência do cliente frente à disfunção erétil: uma contribuição da sociopoética para o cuidado de enfermagem no perioperatório

Castorina da Silva Duque; Sílvia Teresa Carvalho de Araújo

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 145-148

Download

 

COMUNICAÇÃO BREVE

21  - Adeus à nossa professora: perde a Escola de Enfermagem Anna Nery / UFRJ

Maria Antonieta Rubio Tyrrell; Maria Cecilia Cordeiro Pedro; Isaura Setenta Porto

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(1): 149-150

Download

 

© Copyright 2017 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1