ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Notícias

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem completa 20 anos

Nos dias 29 e 30 de novembro de 2017, no espaço do X SINPEn, estaremos celebrando os 20 anos da...

Informação 1

A Escola Anna Nery Revista de Enfermagem está filiada ao Committee on Publication on Ethics (COPE)

Informação 3

Taxas de Publicação e Tradução de Artigos
Mais Notícias

Volume 10 , Número 2 , Abr/Jun - 2006

EDITORIAL

1  - O desafio da educação na enfermagem

Maria Helena do Nascimento Souza

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 173-175

Download

 

FAC-SÍMILE

2  - Apresentação

Gertrudes Teixeira Lopes; Antonio José de Almeida Filho; Suely de Souza Baptista

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 176-180

Download

 

ARTIGOS DE PESQUISA

3  - Páginas de História da Enfermagem: o jubileu de ouro de uma obra (1951-2001)

Ana Paula Costa Alves; Osnir Claudiano da Silva Júnior

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 181-186

Resumo Download

O objeto deste estudo é a permanência do livro "Páginas de História da Enfermagem/História da Enfermagem" em referências acadêmicas em 2001, ano do cinqüentenário da primeira edição.
OBJETIVO: Identificar a referência ao livro de Waleska Paixão nas fontes supracitadas. Metodologicamente, é um estudo histórico-social, de natureza quantitativa. Foi realizado levantamento bibliográfico nas dissertações e teses de três programas de pós-graduação, nos programas de disciplina de História da Enfermagem em três escolas públicas de graduação no município do Rio de Janeiro e artigos com descritores História da Enfermagem publicados na REBEn.
RESULTADO: A análise revelou a citação do título em apenas um programa de disciplina de graduação.
CONCLUSÃO: Apesar da importância do referido livro, devido ao seu pioneirismo no Brasil (1951), as citações desta obra estão desaparecendo nas referências pesquisadas, o que aponta para o surgimento de novos títulos e fontes para o estudo da História da Enfermagem.

Palavras-chave: História da Enfermagem. Ensino. Pesquisa em Enfermagem

 

4  - Processo de implantação e consolidação da monitoria acadêmica na UERJ e na Faculdade de Enfermagem (1985-2000)

Alessandra Zanei Borsatto; Pâmela Duarte Dias da Silva; Fernanda de Assis; Nice-Enne da Costa Coelho de Oliveira; Patrícia Rodrigues da Rocha; Gertrudes Teixeira Lopes; Patrícia de Lima Peres

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 187-194

Resumo Download

Pesquisa histórico-social tem como objeto a trajetória de implantação e consolidação do Programa de Monitoria Acadêmica na UERJ e na Faculdade de Enfermagem no período de 1985-2000.
OBJETIVOS: Descrever a trajetória de implantação da Monitoria na UERJ e Faculdade de Enfermagem e analisar o processo de consolidação do Programa no recorte temporal do estudo. As fontes primárias foram os documentos existentes no Departamento de Estágios e Bolsas - CETREINA, Rede Sirius de Biblioteca, Reitoria da UERJ e Centro de Memória da FENF/UERJ. O projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética do Hospital Universitário Pedro Ernesto/UERJ. Utilizou-se um formulário que foi preenchido pelas pesquisadoras. Os resultados evidenciaram que a Monitoria na UERJ foi criada em 1985 e implantada em 1986 em diversas unidades acadêmicas. Ao longo de sua história, o Programa passou por diferentes momentos que contribuíram para a sua consolidação. A Monitoria apresenta avanços em sua estrutura e sua dinâmica.

Palavras-chave: Enfermagem. Estudantes de Enfermagem

 

5  - As circunstâncias do processo de reconfiguração da escola profissional de assistência a psicopatas do Distrito Federal

Wellington Mendonça de Amorim; Ieda de Alencar Barreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 195-203

Resumo Download

Estudo histórico-social baseado em análise documental. Trata das circunstâncias do processo de reconfiguração da Escola Profissional de Enfermeiros e Enfermeiras do Serviço de Assistência a Psicopatas do Distrito Federal, na primeira metade do século XX, futura Escola de Enfermagem Alfredo Pinto, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. OBJETIVOS: Descrever os movimentos que a saúde pública e a psiquiatria desenvolveram, no âmbito do recém-organizado Ministério da Educação e Saúde Pública, para se adequarem às políticas do início do período Vargas; e analisar as características da Escola Profissional de Enfermeiros e Enfermeiras e da Escola Anna Nery que correspondiam a visões distintas. Os campos da saúde pública, da psiquiatria e da enfermagem se estruturaram a partir dos princípios de visão e divisão, que orientaram as lutas, as controvérsias e as competições entre os diversos agentes envolvidos e impuseram os limites e as possibilidades históricas nestas duas escolas de enfermagem, no Distrito Federal.

Palavras-chave: Enfermagem. História da Enfermagem. Escolas de Enfermagem

 

6  - A inserção do tema Liderança nas disciplinas de Administração em Enfermagem de uma faculdade particular da cidade de São Paulo 1998 a 2004

Lucimar Regina Constantino; Maria Cristina Sanna

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 204-213

Resumo Download

Para descrever a evolução da abordagem da Liderança nos programas das disciplinas de Administração em Enfermagem, ministradas na FACENF-UNISA, no período de 1998 a 2004, foram analisados, dos 27 planos de disciplina praticados no período, os objetivos e as estratégias de ensino-aprendizagem e de avaliação. O tratamento utilizado, análise de discurso de Bardin, apontou que o tema foi pouco valorizado no período estudado. Observou-se, também, que o currículo do curso passou por três modificações, momentos propícios para a ampliação da dedicação ao tema Liderança, mas isso não aconteceu, havendo apenas a criação de uma disciplina optativa com esse conteúdo. Concluiu-se que os docentes responsáveis pelas disciplinas ministradas fizeram mudanças nos programas, mas não adotaram um paradigma que desse destaque à Liderança.

Palavras-chave: Administração. Enfermagem. Ensino. História. Liderança

 

7  - Processo de trabalho do gerente de enfermagem em unidade hospitalar - uma visão dos enfermeiros

Viviane Francisco Sanches; Bárbara Pompeu Christovam; Zenith Rosa Silvino

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 214-220

Resumo Download

Nesta pesquisa delimitamos como objeto de estudo a visão do enfermeiro quanto ao processo de trabalho do gerente de enfermagem. Temos como objetivos: conhecer o conceito dos enfermeiros sobre gerência em enfermagem, identificar a compreensão dos enfermeiros quanto ao processo de trabalho da gerência de enfermagem; e verificar qual a importância atribuída ao trabalho do gerente de enfermagem. Como referencial, utilizaram-se teorias administrativas, conceitos de gerência. Sua abordagem é qualitativa, do tipo estudo de caso, realizada em um Hospital Universitário no município de Niterói, RJ. Foi utilizado como instrumento de coleta de dados um questionário com perguntas abertas, respondido por 10 enfermeiras. Os resultados mostram enfermeiras com conhecimento básico sobre gerência e o processo de trabalho do gerente visto como muito complicado.

Palavras-chave: Enfermagem. Gerência. Serviços de Enfermagem

 

8  - O trabalho da enfermagem em unidades críticas e sua repercussão sobre a saúde dos trabalhadores

Carmem Lúcia Colomé Beck; Rosa Maria Bracini Gonzales; Lilian Medianeira Coelho Stekel; Joanita Cechin Donaduzzi

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 221-227

Resumo Download

Este estudo teve como objetivo estabelecer relações entre o trabalho da enfermagem em unidades críticas e sua repercussão sobre a saúde dos trabalhadores. Foi realizada uma pesquisa exploratório-descritiva, do tipo qualitativa, que envolveu 46 trabalhadores de enfermagem (enfermeiros e auxiliares). Foram selecionados dois hospitais, um público e um filantrópico, sendo realizada a pesquisa nas unidades críticas de pronto-atendimento, unidade de terapia intensiva, unidade e ambulatório de hematoncologia e centro cirúrgico. Os instrumentos de coleta de dados utilizados foram a entrevista semi-estruturada e a observação do trabalho nos três turnos aplicadas no período de janeiro a junho de 1999. Teve como resultado o mapeamento de diversas doenças crônicas expressas por estes trabalhadores, bem como a verbalização da dificuldade dos mesmos em se cuidarem, assumindo a responsabilidade que lhes cabe sobre sua saúde.

Palavras-chave: Enfermagem. Doenças crônicas. Unidades hospitalares

 

9  - Perfil dos níveis pressóricos e glicêmicos de funcionários de instituições públicas hospitalares de Fortaleza-Ceará: profile of the public hospitals' staff in the city of Fortaleza-CE

Marta Maria Coelho Damasceno; Paulo César de Almeida; Vitória de Cássia Félix de Almeida; Suyanne Freire de Macêdo; Ana Roberta Vilarouca da Silva

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 228-234

Resumo Download

Objetivou-se identificar o perfil dos níveis pressóricos e glicêmicos de funcionários de dois hospitais públicos de Fortaleza-CE. Aferiram-se os valores em 506 sujeitos utilizando glicosímetro e esfigmomanômetro aneróide, de setembro de 2003 a abril de 2004. As idades variaram entre 18 e 71 anos; 79,6% eram mulheres; 49,3% pré-hipertensos; 19,5% hipertensos; 7,9% com glicemia > 140 mg/dl; 38,5% com alto risco para DM2. A PA foi mais elevada nos homens (p< 0,001); nos analfabetos/alfabetizados (p=0,031), assim como nos casados e viúvos (p=0,029), e a PA elevada também esteve associada à idade (p<0,001). Quanto à glicemia, verificou-se associação estatisticamente significante entre idade e glicemia elevada (p=0,006). Conclui-se que a população estudada, sobretudo os mais velhos e os com baixa escolaridade, necessita de ações educativas que ajudem a modificar seus hábitos de vida e a prevenir enfermidades causadas por níveis de pressão arterial e glicemia alterados.

Palavras-chave: Pressão arterial. Glicemia. Diabetes Mellitus. Hipertensão. Saúde do Trabalhador

 

10  - Conhecimento e estereótipo de trabalhadores acerca da hipertensão

Maria Euridéa de Castro; Maysa Oliveira Rolim

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 235-240

Resumo Download

A prevenção da hipertensão arterial torna-se difícil devido às dificuldades de acesso ao sistema de saúde. Foram objetivos deste estudo: averiguar o conhecimento dos trabalhadores acerca da pressão arterial, da hipertensão e, ainda, a prática da verificação da pressão arterial. Trata-se de um estudo descritivo, realizado em uma Universidade Pública Estadual em Fortaleza-Ceará, Brasil. O universo do estudo foi constituído por 35 trabalhadores a partir de uma amostra aleatória simples. Depreendeu-se que há déficit de conhecimento acerca da pressão arterial e da hipertensão e que as questões culturais entre profissionais e usuários do sistema de saúde estão em desacordo com o processo ensino-aprendizagem. Concluiu-se que urgem estratégias que permitam maior adesão aos programas e às campanhas de hipertensão. O início dessa mudança tem como fundamento a atenção primária, que leve a população, dentro de uma posição crítica, a tomar atitudes que possibilitem adequar-se a uma condição de vida saudável.

Palavras-chave: Pressão Arterial. Hipertensão. Enfermagem

 

11  - A escolha profissional no imaginário social - enfermeiras brasileiras e peruanas

Anesilda Alves de Almeida Ribeiro; Gladys Santos Falcon; Miriam Süsskind Borenstein; Maria Itayra Coelho de Souza Padilha

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 241-250

Resumo Download

Trata-se de uma pesquisa qualitativa cujo objetivo foi conhecer e compreender as imagens e o imaginário social que permeiam a escolha profissional das enfermeiras brasileiras e peruanas. O estudo foi realizado com vinte enfermeiras dos países relacionados, em 2003, utilizando-se do Referencial Imaginário Social de Michel Maffesoli. Na análise, traçamos as categorias: imagem servil; imagem vocacional e imagem profissional, que influenciam sobremaneira a opção pela Enfermagem. Ao refletir sobre as imagens e o imaginário que permeiam a escolha profissional, percebe-se que, em sua maioria, as enfermeiras escolhem a Enfermagem munidas pelo desejo pessoal, e não familiar, de ajudar e cuidar do próximo. Finalizando, neste caminhar pelo mundo imaginal da latinidade, podemos inferir que, na escolha da Enfermagem, vêem-se projetados os arquétipos e mitos da Enfermagem historicamente construídos, divulgados e cristalizados no ideário social, e a conjunção de algumas características que compõem a Identidade Profissional da enfermeira.

Palavras-chave: History of Nursing. Nursing. Self Concept

 

12  - Experiências de ensino-aprendizagem de estudantes de enfermagem em uma comunidade do município do Rio de Janeiro

Maria Helena do Nascimento Souza; Elisabete Pimenta Araújo Paz; Rosane Harter Griep; Ana Inês Sousa; Laurio Luis da Silva; Audréia Rodrigues da Paixão

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 251-257

Resumo Download

Este estudo teve como objetivos: identificar a percepção dos estudantes de enfermagem diante das atividades desenvolvidas por eles junto à Comunidade e discutir o significado das atividades realizadas pelos acadêmicos para a sua formação profissional Utilizou-se a abordagem qualitativa, e a amostra foi constituída por 89 estudantes. Na voz dos mesmos, as expectativas iniciais à chegada ao campo foram marcadas não apenas pelo medo de encontrar situações de violência, mas pelo desejo de poder contribuir na melhoria das condições de saúde da população. Eles significaram o trabalho desenvolvido na comunidade como possibilidade de crescimento pessoal, maior compreensão da atuação profissional do enfermeiro e oportunidade de vivenciar o trabalho do enfermeiro de Saúde Pública. Dessa forma, verifica-se a relevância das experiências de ensino-aprendizagem em comunidades para o processo de formação profissional dos acadêmicos de enfermagem.

Palavras-chave: Enfermagem. Enfermagem em saúde comunitária. Saúde pública. Educação em saúde. Estudantes de enfermagem

 

13  - A percepção dos acadêmicos de enfermagem sobre o cuidado à mulher no trabalho de parto e nascimento: uma abordagem qualitativa

Thiago Bicchieri; Leila Rangel da Silva

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 258-265

Resumo Download

O presente estudo tem como objetivo identificar a percepção dos acadêmicos de enfermagem sobre o cuidado prestado à mulher no trabalho de parto e nascimento. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa. Foram entrevistados 30 acadêmicos de enfermagem pertencentes a uma escola de enfermagem de âmbito federal, situada no município do Rio de Janeiro. Os resultados demonstraram que os graduandos possuem uma visão crítica sobre o cuidado oferecido à mulher no centro obstétrico e o classificam como cuidado inadequado e extremamente tecnicista e, que as atividades ditas humanizadas e benéficas no trabalho de parto e nascimento estão distantes do preconizado pelo Ministério da Saúde. Considera que as mulheres precisam ser percebidas e ouvidas, valorizando uma assistência que reforce sua autonomia e respeite seus direitos enquanto mulher e cidadã.

Palavras-chave: Cuidado. Estudantes de Enfermagem. Parto

 

14  - A preservação perineal como prática de enfermeiras obstétricas

Jane Márcia Progianti; Octavio Muniz da Costa Vargens; Aline Bastos Porfírio; Daniela Peixoto Lorenzoni

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 266-273

Resumo Download

Trata-se de pesquisa qualitativa que teve por objetivos analisar os efeitos percebidos pela mulher diante da não-realização da episiotomia e analisar as ações de enfermagem que foram determinantes para a não-intervenção cirúrgica sob a ótica da mulher. O estudo foi realizado no período de janeiro a junho de 2005. Foi aplicada uma entrevista semi- estruturada para a coleta de dados em mulheres que pariram de parto natural sem episiotomia. A análise seguiu a proposta de Bardin e apóia-se na teoria da diversidade e universalidade do cuidado cultural de Madeleine Leininger. Os resultados apontaram os efeitos positivos sentidos pela mulher em sua vida e em seu relacionamento sexual decorrentes da não-realização da episiotomia. As mulheres também reconheceram as ações profissionais de enfermagem obstétrica que visavam à acomodação do cuidado humanizado como repadronizadoras do cuidado medicalizado e fundamentais para a preservação de seus períneos.

Palavras-chave: Cuidado de enfermagem. Enfermagem obstétrica. Episiotomia. Parto. Saúde da mulher

 

15  - A violência contra a mulher atendida em unidade de urgência: uma contribuição da enfermagem

Claudete Ferreira de Souza Monteiro; Telma Maria Evangelista de Araújo; Benevina Maria Vilar Teixeira Nunes; Aurideia Rodriges Lustosa; Cilma Maria Jovita Bezerra

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 273-279

Resumo Download

INTRODUÇÃO: A violência na atualidade tem se comportado como um sério problema de saúde pública, e os serviços de urgência têm se constituído em porta de entrada para mulheres agredidas. Por essa razão, objetivou-se, com o presente trabalho, levantar os casos de violência contra a mulher atendidos em uma unidade de urgência no ano de 2004.
MÉTODO: Estudo quantitativo, descritivo, retrospectivo, realizado em Teresina (PI), no Serviço de Pronto-Socorro do Hospital Getúlio Vargas, com amostra populacional de 100 casos selecionados por amostragem sistemática, tendo por instrumento um formulário com perguntas fechadas.
RESULTADOS: A violência apresentou alta magnitude entre as mulheres usuárias dos serviços de pronto-atendimento, mas com elevada taxa de subnotificação quanto ao tipo de agressor (89%) e causas da violência sem registro (80%)
CONCLUSÕES: Concluiu-se que os registros de violência foram maiores nos casos em que as mulheres apresentaram marcas físicas; foi expressivo o número de subnotificação de agressores. Finalmente, é conveniente que os profissionais que atendem mulheres vítimas da violência doméstica sejam treinados para identificar, acolher e registrar corretamente os casos de violência.

Palavras-chave: Enfermagem. Mulheres Maltratadas. Serviços de Saúde. Serviços Médicos de Urgência

 

16  - Perfil do portador de lesão crônica de pele: fundamento a autopercepção de qualidade de vida

Ana Lucia Pazos Dias; Lolita Dopico da Silva

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 280-285

Resumo Download

Trata-se de estudo na temática da qualidade de vida dos pacientes com lesões crônicas de pele. O objetivo específico aqui relatado foi analisar o perfil dos portadores de lesões crônicas para fundamentar a sua autopercepção de qualidade de vida. Estudo prospectivo, observacional, com modelo de intervenção e análise quantitativa. Foi aplicado o questionário WHOQOL-bref no período de seis meses a uma população composta de 40 indivíduos que freqüentaram durante seis meses o consultório de enfermagem de um hospital público e mantiveram suas condições nutricionais e cognitivas preservadas. Os resultados mostram que: 75% são clientes acima de 51 anos; 55% são homens, 70% vivem sozinhos, 52,5% têm o primeiro ciclo do ensino fundamental; 67,5% não trabalham e 32,5% não têm qualquer tipo de renda, e 90% possuem TV a cores. Um não possui banheiro em casa, dois não têm geladeira e 4 não têm TV. Conclui-se que o consultório é freqüentado por pessoas com limitações financeiras. Isso reforça a importância de se verificar a autopercepção de qualidade de vida a partir da compreensão dos determinantes socioeconômicos do grupo estudado.

Palavras-chave: Enfermagem. Qualidade de Vida. Doença Crônica

 

REFLEXÃO

17  - Etapas metodológicas de um processo crítico-reflexivo sobre o trabalho da enfermeira em unidade de emergência

Tânia Solange Bosi de Souza Magnago; Ana Lúcia Cardoso Kirchhof; Carmem Lúcia Colomé Beck

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 286-296

Resumo Download

Este artigo relata o processo de construção de uma metodologia para desenvolver um processo crítico-reflexivo acerca do trabalho da enfermeira em unidade de emergência. Uma vez que, de modo geral, o trabalho nestas unidades tende para um fazer acelerado e rotinizado, isso dificulta a identificação das necessidades do doente, dos trabalhadores e do serviço. O referencial teórico-metodológico foi a Teoria Sócio-humanista de Capella e Leopardi. Os dados foram coletados a partir da observação do campo e de seis encontros com enfermeiras do serviço, mediados por um instrumento que foi direcionado para a compreensão do sujeito trabalhador sobre o seu trabalho, a identificação das possibilidades e dificuldades na sua execução e a reorganização do trabalho da enfermagem. Como resultado, foi construído um processo coletivo para um 'modo de fazer' da enfermagem em unidade de emergência.

Palavras-chave: Enfermagem. Enfermagem de emergência. Metodologia. Teorias de enfermagem

 

18  - Fenomenologia heideggeriana e sua possibilidade na construção de estudos de Enfermagem

Claudete Ferreira de Souza Monteiro; Silvana Santiago da Rocha; Elizabete Pimenta Araújo Paz; Ivis Emilia de Oliveira Souza

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 297-301

Resumo Download

Este estudo apresenta uma reflexão sobre o método fenomenológico heideggeriano e sua possibilidade na pesquisa em Enfermagem. O trabalho mostra que a Enfermagem precisa compreender e dar sentido às suas ações de forma mais autêntica e aponta a fenomenologia como a possibilidade de permitir que os profissionais se tornem mais atentos e reflexivos sobre a realidade e o modo de ser de outros.

Palavras-chave: Fenomenologia. Pesquisa em Enfermagem. Cuidar

 

REVISÃO CRÍTICA

19  - Unidades de terapia intensiva: considerações da literatura acerca das dificuldades e estratégias para sua humanização

Fabiana Bolela; Marli de Carvalho Jericó

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 301-309

Resumo Download

Esse trabalho consistiu em uma busca bibliográfica, cujo objetivo foi levantar na literatura científica nacional dos últimos 10 anos artigos relevantes sobre humanização em unidades de terapia intensiva relacionada ao paciente adulto, família e equipe de enfermagem, enfocando as principais estratégias utilizadas e dificuldades encontradas para sua implementação. Para a seleção dos artigos, foram estabelecidos critérios de inclusão, e, após a definição desses artigos, foi realizada leitura e análise descritiva dos mesmos. Os resultados obtidos com a análise dos dados identificaram que, apesar do tema "humanização" ter sido bastante abordado nos últimos 10 anos, tal abordagem se deu de modo a conceituar, buscar embasamentos teóricos sobre o tema, associando-o ao seu cotidiano experienciado enquanto profissionais que já atuaram em terapia intensiva, evidenciando as diversas dificuldades para a implementação do cuidado humanizado, no entanto com poucas sugestões viáveis de estratégias para tal.

Palavras-chave: Humanismo. Unidades de Terapia Intensiva. Enfermagem

 

20  - Implante de valva mitral mecânica: reflexões para cuidar e os cuidados de clientes após a alta hospitalar

Cristina Maria Pereira Dutra; Maria José Coelho

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 309-315

Resumo Download

O artigo enfoca o conhecimento dos clientes submetidos ao implante de valva mitral acerca do próprio cuidar e dos cuidados que devem desenvolver após a alta hospitalar e de sua participação na construção de uma Agenda de Cuidados Diários como instrumento educativo impresso, baseado na prática individual cotidiana e nas instruções recebidas da equipe de saúde durante a hospitalização. As autoras fazem um breve resgate da história da cirurgia cardíaca, das transformações ocorridas neste campo nos últimos 50 anos, dos aspectos que possibilitaram delinear novas abordagens relacionadas ao cuidar/cuidados diários destes clientes e da participação da enfermagem neste processo.

Palavras-chave: Enfermagem. Valva Mitral. Cirurgia Cardíaca. Alta do Cliente

 

RELATO DE EXPERIÊNCIA

21  - Pacientes com lesão raquimedular: experiênica de ensino-aprendizagem do cuidado para suas famílias

Zuila Maria de Figueiredo Carvalho; Karenine Maria Holanda; Giselle Lima de Freitas; Gelson Aguiar da Silva

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 316-322

Resumo Download

Trata-se do relato da experiência vivenciada como docente de enfermagem, sobre o ensino de cuidados para os familiares acompanhantes dos pacientes internados que apresentavam lesão medular, decorrente de traumatismo raquimedular. O trabalho foi realizado em um hospital de emergência e trauma da cidade de Fortaleza-Ceará, cenário de desenvolvimento das atividades práticas da disciplina Enfermagem do Processo de Cuidar II, ofertada para alunos do 5º Semestre do Curso de Graduação em Enfermagem da Faculdade de Farmácia, Odontologia e Enfermagem da Universidade Federal do Ceará. A avaliação da aprendizagem retrata que aprender cuidados é: complicado, cansativo , simples, recompensador e agradável. Essa modalidade de ensino apresenta-se como subsídios para buscar uma melhor qualidade de vida dos pacientes e dos familiares das pessoas com lesão medular.

Palavras-chave: Enfermagem Familiar. Educação em Enfermagem. Paraplegia

 

22  - Relação usuária-profissional de saúde: experiência de uma mulher homossexual em uma unidade de saúde de referência de Fortaleza

Maria Alix Leite de Araújo; Marli Teresinha Gimeniz Galvão; Micheli Morais Martins Saraiva; Angela Dias de Albuquerque

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 323-327

Resumo Download

A relação usuária-profissional de saúde é essencial para a qualidade do atendimento, especialmente nos serviços de atenção à saúde da mulher, onde a abordagem da sexualidade deve ser objeto de considerada relevância. Tem-se como objetivo descrever a experiência vivenciada por uma mulher homossexual atendida em uma unidade de saúde. Desenvolveu-se um relato de experiência. Em virtude de a revelação da homossexualidade feminina não constituir prática comum nos serviços de saúde, optou-se por um estudo de caso mediante descrição da experiência de atendimento de uma mulher homossexual em uma unidade de saúde de referência de Fortaleza-CE no segundo semestre de 2004. Desenvolveu-se entrevista aberta com a seguinte pergunta norteadora: Fale-me da sua experiência com o atendimento na unidade de saúde. Os dados foram analisados utilizando-se duas categorias temáticas: O atendimento recebido na unidade e a comunicação com o profissional de saúde. Conforme se concluiu, foi possível iniciar uma reflexão sobre a fragilidade das relações interpessoais entre as mulheres homossexuais e os serviços de saúde. Apesar de estas terem acesso ao serviço via setor de ginecologia, o desenvolvimento do processo de comunicação é muito superficial e deixa de elucidar questões importantes do exercício da sexualidade, perdendo-se, conseqüentemente, a oportunidade de desenvolver um trabalho educativo na prevenção das DST e, inclusive, do HIV.

Palavras-chave: Homossexualidade feminina. Serviços de Saúde. Relações profissional-paciente

 

RESUMO DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

23  - A Prevenção do HIV / AIDS segundo o olhar das mulheres: o caso do Grupo de Direitos Reprodutivos em Juiz de Fora / MG

Elenir Pereira de Paiva; Maria Catarina Salvador da Motta

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 328-329

Download

 

24  - Convergência de saberes e conhecimentos de enfermagem no cuidado à família

Lígia Barros Costa; Maria Grasiela Teixeira Barroso

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 330-332

Download

 

CARTA AO EDITOR

25  - Homenagem à Anna Justina Ferreira Nery

Maria da Graça Simões Corte Imperial

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006;10(2): 333-334

Download

 

© Copyright 2017 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1