ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

A pesquisa para o autor ou co-autor encontrou 22 resultados

A primeira visita ao filho internado na unidade de terapia intensiva neonatal: percepção dos pais

Kayna Trombini Schmidt; Anelize Helena Sassá; Marly Veronez; Ieda Harumi Higarashi; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(1): 73 - 81

Resumo Download

Este estudo teve como objetivo identificar os sentimentos, experiências e expectativas dos pais durante a primeira visita ao filho internado na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). Estudo descritivo com abordagem qualitativa realizado na UTIN de um hospital de ensino de Maringá-PR. Foram entrevistados nove mães e um pai. Os dados foram coletados na segunda quinzena de junho de 2010, por meio de entrevistas semiestruturadas, posteriormente analisadas por meio do referencial de análise de conteúdo de Bardin. As categorias temáticas desprendidas dos depoimentos foram: Anseios antes da primeira visita ao filho; Vivenciando a primeira visita; e Lidando com as informações. Os resultados encontrados ampliam a compreensão dos sentimentos e das necessidades dos pais na primeira visita ao filho internado na UTIN e possibilitaram a reflexão sobre intervenções de enfermagem que possam amenizar as implicações negativas desse período situacional do ciclo de vida.

Palavras-chave: Enfermagem Neonatal. Terapia Intensiva Neonatal. Prematuro. Pais

 

A visão da adolescente com reincidência gestacional sobre família

Tatiane Baratieri; Viviane Cazetta de Lima Vieira; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(2): 261 - 269

Resumo Download

O estudo objetivou conhecer a concepção das adolescentes com reincidência gestacional sobre família. Participaram da pesquisa 16 adolescentes grávidas dos municípios de Sarandi (oito), Mandaguari (seis) e Jandaia do Sul (duas) no Estado do Paraná. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório com abordagem qualitativa. A coleta dos dados ocorreu em maio de 2009, por meio de entrevista semiestruturada gravada, realizada na própria unidade de saúde de cada cidade. Os dados foram analisados por meio da análise de conteúdo. Os resultados apontam para duas categorias: a adolescente e sua compreensão sobre família; e concepções sobre o tamanho da família: entre a prática e a pretensão. Conclui-se que as adolescentes veem família como sinônimo de laços afetivos, apontando questões financeiras como principal fator influenciador na determinação do tamanho da família. Elas almejam uma família nuclear, com poucos filhos, pressupondo-se a necessidade de planejamento e responsabilidade, porém demonstraram iniciar suas famílias sem planejar.

Palavras-chave: Gravidez na Adolescência. Recidiva. Família

 

A vivência de mães de bebês com malformação

Simone Roecker; Lilian Denise Mai; Simone Cristina Baggio; Jocimara Costa Mazzola; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(1): 17 - 26

Resumo Download

O objetivo do estudo foi conhecer e compreender a vivência de mães diante do diagnóstico e nascimento de bebês com malformação. Trata-se de uma pesquisa descritivo-exploratória, de natureza qualitativa, desenvolvida em Maringá- PR, com sete mães. Os dados foram coletados em abril de 2009, por meio de entrevista semiestruturada, e analisados mediante a análise de conteúdo. Os dados mostraram que os diferentes momentos do ciclo gravídico-puerperal apresentam fatos e emoções distintos, mas completamente interligados, destacando-se momentos como a constatação da malformação, geralmente durante a gravidez, a sua confirmação ao nascimento e a vivência com o bebê após o nascimento. Conclui-se que a descoberta e confirmação da malformação produz crise e negação das expectativas na mãe e em todos os membros da família, desencadeando mudanças em seu modo de viver; porém, aos poucos, a mãe demonstra superação e aprende maneiras para enfrentar o problema e os preconceitos ligados à malformação.

Palavras-chave: Mães. Gravidez. Período pós-parto. Anormalidades congênitas. Acontecimentos que mudam a vida

 

As relações familiares e o nível de sobrecarga do cuidador famliar

Maria Fernanda Manoel1; Elen Ferraz Teston2; Maria Angélica Pagliarini Waidman3; Maria das Neves Decesaro4; Sonia Silva Marcon5

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2013; 17(2): 346 - 353

Resumo Download

Estudo descritivo, de abordagem qualitativa, realizado com o objetivo de conhecer o significado de ser cuidador e a relação com o nível de sobrecarga em cuidadores familiares de doentes crônicos. Os dados foram coletados em julho de 2011 por meio de entrevista semiestruturada e aplicação da Escala de Sobrecarga de Zarit. Os informantes foram 10 cuidadores de usuários de um Programa de Acompanhamento Domiciliar da cidade de Londrina-Paraná. O escore médio obtido com a aplicação da escala foi de 54,6 pontos, o que indica sobrecarga moderada. Da análise das falas emergiram quatro categorias, as quais permitem identificar que o significado de ser cuidador está relacionado com o tipo de relação familiar construída ao longo da vida e com o grau de sobrecarga que experimentam. Conclui-se a necessidade de se reconhecer que os cuidadores familiares precisam de orientações e, acima de tudo, de cuidados, com vistas a minimizar o estresse experienciado.

Palavras-chave: Família. Enfermagem. Doença crônica. Cuidadores.

 

Assistência de enfermagem às famílias de indivíduos que tentaram suicídio

Aline Aparecida Buriola; Ivonete Arnauts; Maria das Neves Decesaro; Magda Lúcia Félix de Oliveira; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 710 - 716

Resumo Download

Estudo qualitativo que objetivou conhecer a assistência de enfermagem oferecida aos familiares de indivíduos que tentaram suicídio, durante o atendimento inicial da ocorrência. Os dados foram coletados, em maio e junho de 2008, de 21 enfermeiros atuantes em Unidades de Atenção às Urgências, de três cidades do Sul do Brasil, por meio de entrevista semiestruturada. Na análise emergiram duas categorias: "A prática profissional e o cuidado à família do indivíduo que tentou suicídio" e "Emergindo as emoções no viver profissional", as quais revelam que as famílias normalmente são procuradas para informações sobre o caso, mas raramente constituem foco da assistência. Os profissionais mostram-se descontentes com esta situação, contudo percebem-se limitados, embora acreditem que maior atenção instituiria medidas eficazes para um cuidado humanizado. Estes resultados podem subsidiar a atuação dos enfermeiros com vistas a uma assistência que considere a pessoa e a família de forma holística.

Palavras-chave: Suicídio. Assistência de enfermagem. Família

 

Avaliação da qualidade das anotações de enfermagem em unidade semi-intensiva

Josy Anne Silva1; Ana Cândida Martins Grossi2; Maria do Carmo Lourenço Haddad3; Sonia Silva Marcon4

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(3): 576 - 581

Resumo Download

A anotação de enfermagem é um dos meios para se avaliar os cuidados prestados. O objetivo do estudo foi avaliar a qualidade das anotações de enfermagem em uma unidade semi-intesiva. Os dados, coletados com um roteiro para auditoria retrospectiva, são referentes a 16 pacientes que aguardavam vaga para Unidade de Terapia Intensiva, internados em dezembro de 2009 e janeiro de 2010, por um período médio de oito dias. No quesito identificação, o percentual de preenchimento foi de 74,8% o que é bem próximo dos valores considerados satisfatórios (80%); porém o percentual de preenchimento completo dos itens: registros, procedimentos e prescrição de enfermagem, terapia intensiva e execução de ordens médicas alcançaram respectivamente 54,7%, 41,1%, 39,3%, 34,9% e 25%. Os baixos índices de preenchimento completo revelam falha grave no registro da assistência prestada nesta unidade, o que pode estar prejudicando a continuidade do cuidado e a legitimação do trabalho da enfermagem.

Palavras-chave: Registros de enfermagem. Auditoria de enfermagem. Qualidade da assistência à saúde. Cuidados intensivos.

 

Cuidado centrado na família em unidades emergenciais: percepção de enfermeiros e médicos brasileiros

Mayckel da Silva Barreto, Guilherme Oliveira de Arruda, Cristina Garcia-Vivar, Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2017; 21(2): -

Download

 

Educação em saúde na estratégia saúde da família: o significado e a práxis dos enfermeiros

Simone Roecker; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 701 - 709

Resumo Download

O estudo objetivou identificar o significado da educação em saúde para os enfermeiros da Estratégia Saúde da Família (ESF) e as ações educativas individuais e coletivas desenvolvidas por eles. Participaram da pesquisa 20 enfermeiros que atuam na ESF no âmbito da 10ª Regional de Saúde do Estado do Paraná. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório com abordagem qualitativa. Os dados foram coletados em abril de 2010, por meio de entrevistas semiestruturadas gravadas, e submetidos à análise de conteúdo categorial. Os resultados apontam para duas categorias: desvelamento do significado da educação em saúde sob a ótica dos enfermeiros; e a práxis educativa no cotidiano dos enfermeiros. Conclui-se que há necessidade de se esclarecer os objetivos da ESF relacionados à educação em saúde aos profissionais, e estabelecer um processo de capacitação e educação permanente para que ela seja eficaz e propicie a prevenção de doenças e a promoção da saúde da população.

Palavras-chave: Educação em saúde. Saúde da família. Enfermagem em saúde pública. Atenção primária à saúde

 

Equipe de enfermagem e detecção de indicadores de agravamento em pacientes de pronto-socorro

Vivian Carnier Jorge1; Mayckel da Silva Barreto2; Ana Lúcia Mendes Ferrer3; Elia Aparecida Quirino Santos4; Hellen Carla Rickli5; Sonia Silva Marcon6

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2012; 16(4): 767 - 774

Resumo Download

O estudo objetivou descrever como a equipe de enfermagem atuante em um pronto-socorro (PS) de um hospital-escola percebe os sinais e sintomas sugestivos de agravamento no quadro clínico de pacientes em observação no setor. Pesquisa exploratóriodescritiva de natureza qualitativa, realizada com 38 profissionais da equipe de enfermagem. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas em local reservado no PS, as quais foram gravadas e transcritas na íntegra e, depois, submetidas à Análise de Conteúdo do tipo temática. Dos discursos emergiram três categorias, que descreveram a forma como a equipe de enfermagem reconhece e atua durante as situações emergenciais e as dificuldades que impedem o satisfatório monitoramento dos pacientes. Concluiu-se que a equipe de enfermagem necessita aprofundar as discussões sobre sinais e sintomas sugestivos de agravamento de pacientes em unidades de PS para que a assistência seja realizada de maneira conjunta e precocemente.

Palavras-chave: Enfermagem em emergência. Cuidados de enfermagem. Serviços médicos de emergência. Sinais e sintomas.

 

Fatores associados ao inadequado controle pressórico em pacientes da atenção primária

Mayckel da Silva Barreto, Laura Misue Matsuda, Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2016; 20(1): 114 - 120

Download

 

Hospitalização no segundo ano de vida em crianças consideradas de risco ao nascimento

Mayckel da Silva Barreto; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2014; 18(2): 227 - 233

Download

 

Importância atribuida à rede de suporte social por mães com filhos em unidade intensiva

Rosemeire Cristina Moretto Molina, Ieda Harumi Higarashi, Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2014; 18(1): 60 - 67

Download

 

Itinerário percorrido pelas mulheres na descoberta do câncer

Maria Aparecida Salci I; Sonia Silva Marcon II

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2009; 13(3): 558 - 566

Resumo Download

Este estudo se propõe a desvelar o itinerário vivenciado pelas mulheres no processo de descoberta do diagnóstico de câncer. Como estratégia teórico-metodológica, foram utilizados o Interacionismo Simbólico e a Grounded Theory. Foram informantes do estudo 20 indivíduos 10 mulheres portadoras de câncer e seus respectivos familiares significantes. Os resultados mostram desde o momento em que elas vivenciam as primeiras percepções sobre a alteração fisiológica em seu corpo, passando pela busca de ajuda profissional, até o recebimento do diagnóstico de câncer. O itinerário apresentado permite conhecer aspectos da realidade experienciada anteriormente ao recebimento do diagnóstico e ressalta a importância de os profissionais valorizarem mais as queixas das pessoas que os procuram, percebendo que se esta procura aconteceu é porque a pessoa está preocupada. Esta atitude pode favorecer a identificação precoce do problema e, por conseguinte, garantir melhor prognóstico e qualidade de vida.

Palavras-chave: Neoplasias. Mulheres. Família. Diagnóstico. Enfermagem Oncológica

 

Longitudinalidade do cuidado: compreensão dos enfermeiros que atuam na estratégia saúde da família

Tatiane Baratieri; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2011; 15(4): 802 - 810

Resumo Download

Objetivou-se identificar como os enfermeiros conceituam a longitudinalidade do cuidado na Estratégia Saúde da Família e verificar sua compreensão sobre a efetivação dessa em seu trabalho e junto à equipe. Trata-se de um estudo descritivo-exploratório com abordagem qualitativa. Os dados foram coletados de 20 enfermeiros que atuam na saúde da família de municípios no âmbito da 10ª Regional de Saúde do Paraná, por meio de entrevistas semiestruturadas, no mês de abril de 2010, e submetidos à análise de conteúdo categorial. Os enfermeiros compreendem a longitudinalidade como algo duradouro, atendendo o indivíduo integralmente. Esse profissional assiste aos usuários nos diferentes ciclos de vida, e a equipe é participativa, com maior atuação do Agente Comunitário de Saúde e menor participação do médico. Conclui-se que a longitudinalidade é importante no trabalho da equipe de saúde da família, e que sua prática está em conformidade com os princípios do modelo assistencial em questão.

Palavras-chave: Saúde da família. Atenção primária à saúde. Continuidade da assistência ao paciente. Serviços de saúde. Enfermagem

 

O ser mãe de criança com doença crônica: realizando cuidados complexos

Maria Inez Almeida; Rosemeire Cristina Moretto Molina; Tereza Maria Mageroska Vieira; Ieda Harumi Higarashi; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2006; 10(1): 36 - 46

Resumo Download

O presente estudo tem por objetivo compreender a experiência de assistência domiciliar prestada por mãe de criança com doença crônica e dependente de cuidados complexos. A pesquisa teve como eixo norteador a abordagem qualitativa. Para a análise e interpretação dos dados, optou-se pela abordagem metodológica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC). Os dados foram coletados nos período de janeiro a março de 2005, por meio de entrevista semi-estruturada com mães residentes em três municípios do Estado do Paraná. Foram informantes seis mães cuidadoras principais da criança dependente de cuidados complexos e que houvesse passado pela experiência de hospitalização nos últimos seis meses. Da realidade dessas mães cuidadoras domiciliares, desvelou-se toda a gama de dificuldades e os meios de enfrentamento encontrados por elas para lidarem com o cotidiano da assistência em seus lares, o que evidenciou a importância do papel educativo-assistencial do profissional enfermeiro para a efetivação desse processo.

Palavras-chave: Doença crônica. Enfermagem. Cuidado da criança

 

Percepções e práticas de gestantes atendidas na atenção primária frente ao uso de drogas

Danielle Satie Kassada; Sonia Silva Marcon; Maria Angélica Pagliarini Waidman

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2014; 18(3): 428 - 434

Download

 

Perspectivas de indivíduos com diabetes sobre autocuidado: contribuições para assistência

Elen Ferraz Teston, Catarina Aparecida Sales, Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2017; 21(2): -

Download

 

Práticas socioculturais e de cuidado à saúde de idosos em diferentes etnias

Jossiana Wilke Faller; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2013; 17(3): 512 - 519

Download

 

Presença da família nas unidades de terapia intensiva pediátrica e neonatal: visão da equipe multidisciplinar

Rosemeire Cristina Moretto MolinaI; Patrícia Louise Rodrigues VarelaII; Sonia Aparecida CastilhoI; Luciana Olga BerciniIII; Sonia Silva MarconIII

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2007; 11(3): 437 - 444

Resumo Download

O presente estudo tem por objetivo compreender a visão da equipe multidisciplinar quanto à presença da família nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) pediátrica e neonatal. A pesquisa teve como eixo norteador a abordagem qualitativa. Para a análise e interpretação dos dados, optou-se pela análise de conteúdo. Os dados foram coletados em junho de 2006, por meio de entrevista semi-estruturada junto a 25 profissionais atuantes nas UTI pediátrica e neonatal de dois hospitais na região noroeste do Estado do Paraná. Do discurso destes profissionais, desvelou-se o conflito íntimo vivenciado por cada um com relação à presença da família nas unidades. Conclui-se que o primeiro passo para a mudança e melhor aceitação dos familiares dentro da UTI é sensibilizar os profissionais quanto à importância da presença da família para a criança em momentos de crise, como na hospitalização.

Palavras-chave: Cuidado da criança. Unidade de Terapia Intensiva. Relações Profissional-Família

 

Qualidade de vida de idosos cadastrados na estratégia saúde da família de Foz do Iguaçu-PR

Jossiana Wilke Faller; Willian Augusto de Melo; Gelena Lucinéia Gomes Silva Versa; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2010; 14(4): 803 - 810

Resumo Download

Estudo transversal realizado com o objetivo de avaliar a qualidade de vida de idosos cadastrados nas Unidades de Saúde da Família (USF) de Foz do Iguaçu - PR. Os dados foram coletados no período de outubro de 2009 a março de 2010 na residência dos idosos, utilizando o WHOQOL-OLD. A amostra está constituída de 192 idosos selecionados aleatoriamente. Os resultados mostraram melhor qualidade de vida entre idosos mais jovens, brancos, com oito ou mais anos de estudo, que possuem companheiro, não moram sozinhos, seguem uma religião, exercem atividade remunerada e não são aposentados. O envelhecimento e a morte são vistos como fato natural, e o aspecto que mais compromete a qualidade de vida dos idosos é a falta de perspectivas de participação social na comunidade. Conclui-se pela necessidade dos profissionais de saúde de atentarem mais para os aspectos que influenciam negativamente na determinação da qualidade de vida dos idosos.

Palavras-chave: Qualidade de Vida. Envelhecimento. Assistência a Idosos. Enfermagem. Promoção da Saúde

 

Sentimentos compartilhados por acompanhantes de pacientes oncológicos hospedados em casas de apoio: um estudo fenomenológico

Julia Wakiuchi, Gabriella Michel dos Santos Benedetti, Jéssica Manari Casado, Sonia Silva Marcon, Catarina Aparecida Sales

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2017; 21(1): -

Download

 

Sobrecarga dos cuidadores de crianças ou adolescentes que sofrem transtorno mental no município de Maringá - Paraná

Aline Aparecida Buriola; Jéssica Batistela Vicente; Robsmeire Calvo Melo Zurita; Sonia Silva Marcon

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 2016; 20(2): 344 - 351

Download

 

 

© Copyright 2017 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1