ISSN (on-line): 2177-9465
ISSN (impressa): 1414-8145
Escola Anna Nery Revista de Enfermagem Escola Anna Nery Revista de Enfermagem
COPE
ABEC
BVS
CNPQ
FAPERJ
SCIELO
REDALYC
MCTI
Ministério da Educação
CAPES

Notícias

BlogRev@Enf

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem apoia o BlogRev@Enf. Siga-nos!

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem completa 20 anos

Nos dias 29 e 30 de novembro de 2017, no espaço do X SINPEn, estaremos celebrando os 20 anos da...
Mais Notícias

Volume 3 , Número 1 , Jan/Abr - 1999

EDITORIAL

1  - O viver e fazer Enfermagem - Os múltiplos desafios ontem, hoje e sempre

Ivone Evangelista Cabral

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1999;3(1): 11-16

Download

 

ARTIGOS

3  - EEAN, Centro afiliado ao Centro Colaborador da OMS para o Desenvolvimento da Pesquisa em Enfermagem da EERP/USP

Profª Drª. Ivone Evangelista Cabral; Isabel Amélia Costa Mendes

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1999;3(1): 22-23

Download

 

4  - A exclusão de alunas de enfermagem da Escola Anna Nery (1930-1938)

Lorena Raeli Ligeiro; Suely de Souza Baptista

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1999;3(1): 24-42

Resumo Download

RESUMO

Esta pesquisa tem como objetivo discutir as circunstâncias que favoreceram a exclusão de alunas da Escola de Enfermagem Anna Nery (EEAN) no período 1930-1938. O estudo, de cunho histórico-social, quanti-qualitativo, possui fontes primárias advindas do acervo do Centro de Documentação da EEAN/UFRJ: dossiês de 150 alunas excluídas; relatórios anuais das diretoras; prospectos de divulgação e estatuto da escola. São fontes secundárias: bibliografias referentes à história da enfermagem, educação e condição feminina na sociedade brasileira. Evidenciou-se que a maioria das alunas excluídas, ao ingressarem na Escola, se deparavam com o rigor da disciplina, cujo propósito era o de reverter a desfavorável condição de inserção da profissão na sociedade; e com a extensa carga horária de serviços diários. Assim, muitas alunas interromperam o curso, por vontade própria ou porque eram convidadas a pedir demissão da Escola. Dentre as causas da exclusão destacam-se: doença, motivos pessoais e incapacidade profissional.

Palavras-chave: História da enfermagem - Educação em enfermagem - Estudante de enfermagem

 

5  - Minorias discriminadas e trabalho qualificado: o acesso de mulheres negras à Enfermagem profissional nos anos 30

Márcio Cristina Lucas Ferreira; Antônio Regina Messias Fernandes Sena; Ieda de Alencar Barreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1999;3(1): 43-57

Resumo Download

O estudo tem como objeto as desvantagens enfrentadas pelas mulheres negras no acesso à enfermagem profissional nos anos 30, e como objetivos: descrever a condição da mulher negra nesse período; analisar as circunstâncias de inserção da Escola Anna Nery (EAN) no aparelho de Estado e relacionar as práticas de discriminação racial à seleção de candidatas à EAN. As fontes primárias são documentos escritos e fotográficos do Centro de Documentação da Escola de Enfermagem Anna Nery e as fontes secundárias são bibliografias pertinentes às temáticas da questão racial, condição feminina e história da enfermagem. Evidenciou-se que os problemas de discriminação, ocorridos no âmbito da Escola Anna Nery, correspondiam a manifestações locais do racismo que perpassava a sociedade brasileira como um todo. No entanto, tal procedimento foi objeto de críticas e terminou por cair em desuso, embora tenham persistido manifestações de preconceito racial.

Palavras-chave: História da enfermagem - Escola de enfermagem - Discriminação racial.

 

6  - A trajetória da residência de Enfermagem no Brasil

Gertrudes Teixeira Lopes; Suely de Souza Baptista

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1999;3(1): 58-71

Resumo Download

O trabalho apresenta uma breve retrospectiva da história da Residência de Enfermagem no Brasil, de sua criação em 1961 aos dias atuais. Por isso, este estudo descreve a trajetória da Residência no país e sua relação com os momentos político-econômico-sociais, nos quais ocorreram as mudanças mais significativas e seus reflexos para o desenvolvimento dos Programas.

Palavras-chave: História da Enfermagem - Residência de Enfermagem.

 

7  - A fotografia como fonte primária na pesquisa em história da Enfermagem

Tânia Cristina Franco Santos; Ieda de Alencar Barreira; Jussara Sauthier

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1999;3(1): 72-84

Resumo Download

Este artigo tem como objetivos descrever a evolução dos usos da fotografia como fonte de pesquisa, demonstrar um procedimento de análise fotográfica e discutir a contribuição da fotografia como método de pesquisa em enfermagem. O texto produzido se baseia no desenvolvimento de uma tese de doutorado. Os procedimentos de análise foram aplicados a uma foto selecionada como emblemática do objeto de estudo, ou seja, a luta simbólica pela persistência da liderança norte-americana após a implantação e consolidação do ensino de enfermagem moderna no Rio de Janeiro, mesmo após o término da Missão de Cooperação Técnica para o Desenvolvimento da Enfermagem no Brasil, que aqui atuou, de 1921 a 1931, sob os auspícios da Fundação Rockfeller. Tal análise permitiu a apreensão dos aspectos expressivos, ambíguos e ideológicos, revelando, para além das disposições hierárquicas espaciais, os jogos de poder.

Palavras-chave: História da Enfermagem - Pesquisa em Enfermagem - Pesquisa Metodológica em Enfermagem

 

8  - O direito à Saúde na representação de agentes de Enfermagem no contexto do Sistema Único de Saúde

Maria da Anunciação Silva; Angela Cristina Maria Corbishley

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1999;3(1): 85-97

Resumo Download

Esta pesquisa analisa o discurso de agentes de enfermagem sobre o direito à saúde, tomando como base os conceitos de direitos políticos, civis e sociais e a legislação do Sistema Único de Saúde. Trata-se de um estudo qualitativo, descritivo, realizado na rede básica do Município de Cuiabá, MT. Os dados foram colhidos através de entrevistas semi-estruturadas. Os sujeitos foram os profissionais e ocupacionais de enfermagem que trabalhavam na Secretaria Municipal de Saúde por mais de cinco anos, por ocasião da coleta de dados. Os resultados foram organizados em duas categorias empíricas: o direito negado na prática dos serviços de saúde e o direito a ser conquistado. Concluiu-se que os sujeitos entendem o direito à saúde como decorrente da universalização dos serviços e apontam a contradição entre direito à saúde e equidade, evidenciando a permanência da cultura histórica do direito atrelado ao pagamento, que é reforçado na prática pela baixa complexidade tecnológica e pouca resolutividade dos serviços públicos de saúde.

Palavras-chave: Direito à Saúde - Enfermagem

 

9  - Afinal, o que é ser enfermeiro?

Thelma Spindola; Almerinda Moreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1999;3(1): 98-109

Resumo Download

Ser enfermeiro, ao longo da história, assumiu conotações distintas conforme o pensamento dos atores e da realidade circundante. A contradição da formação profissional do enfermeiro X realidade prática (Teoria X Prática) pode traduzir sentimentos diferenciados desses atores. Optamos por investigar como os enfermeiros percebem estas contradições e atuam profissionalmente. Através da abordagem qualitativa, analisamos os discursos de enfermeiros atuantes em hospital público no Município do Rio de Janeiro revelando que Ser Enfermeiro abrange uma variedade de significados, incluindo aspectos assistenciais, administrativos e educativos. A prática cotidiana tende a afastá-los de uma visão idealista, apesar disso sentem-se satisfeitos com o trabalho realizado. O amor ao próximo e a solidariedade impulsiona-os a superar dificuldades no assistir em enfermagem.

Palavras-chave: Enfermeira - Treinamento X Prática diária

 

10  - Cientif¡cidade na Enfermagem: relações entre pesquisadores

Iraci dos Santos

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1999;3(1): 110-124

Resumo Download

Pelas dificuldades verbalizadas por pesquisadores na elaboração de trabalhos científicos delimitou-se o objeto de estudo "relações entre orientador(a) e orientando(a) quanto a: prazer/sofrimento, saber/poder e troca/imposição durante a orientação de pesquisa." Análise Institucional (LOURAU, 1996), implicações dos pesquisadores (BARBIER, 1985) e Abordagem Sócio-Poética (GAUTHIER e SANTOS, 1996) foram referenciais metódicos do estudo. Aplicaram-se Entrevistas e Vivência de Lugares Sócio-Míticos num Grupo de 31 docentes e discentes de pós-graduação "stricto-sensu" em enfermagem, no Rio de Janeiro, de 1995 a 1997. Verificou-se que relações sociais se sobrepõem às epistemológicas visando titulações acadêmicas, promoção profissional e prestígio social. A contribuição ao conhecimento científico objetiva segurança e independência. Saber / poder revela-se em troca de saberes. Sofrimento / prazer é assumir só o lado da RAZÃO. Concluiu-se que a orientação de pesquisa deve ser uma relação de saber e aprender compartilhada entre os pesquisadores.

Palavras-chave: Research - Nursing - Social and academic relations.

 

11  - Contribuição da História da Enfermagem Brasileira para o desenvolvimento da profissão

Ieda de Alencar Barreira

Escola Anna Nery Revista de Enfermagem 1999;3(1): 125-141

Download

 

© Copyright 2021 - Escola Anna Nery Revista de Enfermagem - Todos os Direitos Reservados
GN1